Notícias

Nintendo quer usar os smartphones para trazer usuários para seus consoles

Um dos grandes anúncios do evento de quarta-feira foi o lançamento de uma versão do jogo Super Mario para iOS. Isso surpreendeu a muitos, porque tempos atrás a Nintendo já tinha sido clara em sua posição de não deixar seus jogos chegarem ao mundo mobile.

O famoso designer Shigeru Miyamoto, responsável pelo jogo, deu uma entrevista ao site The Verge e conta um pouco das razões da companhia japonesa ter mudado sua estratégia e o que eles esperam para o futuro.

Durante anos, o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, foi firme na sua ideia de que, se a empresa portasse seus jogos para celulares e tablets, isso iria desgastar a longo prazo a imagem tanto da marca quanto de seus famosos personagens. Porém, a base de usuários iOS (e também de outros sistemas móveis) tornou-se gigante e se transformou em um mercado poderoso demais para ser ignorado.

Na época de muitos que estão lendo este artigo agora, a primeira experiência de jogo na vida era em um console. Por isso que para vários de nós, Nintendo, Sega e PlayStation virou sinônimo de jogos eletrônicos. Mas o mundo mudou: hoje em dia, as crianças começam a jogar já nos tablets e celulares dos pais, muitas vezes nem tendo experiência com consoles e, consequentemente, não conhecendo personagens como Mario, Zelda e Donkey Kong. A nova geração está crescendo sem ter a Nintendo como referência e este foi o ponto crucial para fazer a empresa reavaliar sua posição.

“O primeiro dispositivo com o qual as crianças interagem hoje é o smartphone dos pais e esta noção de ser o primeiro lugar onde as crianças estão jogando, foi isso que nos ajudou a decidir levar nossos títulos para os smartphones.”

Mas não pense que a Nintendo pretende mudar seu ramo de hardware para fazer apenas software. O que ela quer é usar os smartphones apenas para manter uma ligação com as novas gerações e tentar trazê-las para o console. A ideia é fazer jogos com os personagens mais famosos, mas deixar claro que o gamer terá uma experiência bem mais profunda e divertida nos consoles da companhia.

Miyamoto admitiu que o estrondoso sucesso de Pokémon GO ajudou os executivos a repensarem o rumo da empresa.

Esta mudança de estratégia está contando com a ajuda da Apple. As duas empresas fizeram uma parceria em que ambas serão beneficiadas. Pokémon GO terá uma maior interatividade com o Apple Watch e em um primeiro momento, Super Mario Run será exclusivo para iOS. Já da parte da Apple, ela está intensificando o lado promocional na App Store, evidenciando o jogo para que os usuários possam ser avisados quando ele estará disponível, em dezembro. Ao mesmo tempo, também ajuda a promover o Pokemon diretamente na assistente vocal Siri, com brincadeiras as quais já citamos aqui.

Uma jogada bem inteligente da Big N, que a prepara para o futuro.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • “Uma jogada bem inteligente da Big N” depois tantas jogadas estúpidas.
    Que venha Megaman X e RockndRoll Racing para iPhone! o/

    • Gildo Callegon

      Putz!!! sou fã do RockndRoll Racing!!!! Joguei muuuuuito!!! ?

    • Rodrigo Brasil de Mattos
    • Lucão Arruda

      esses jogos não sao da nintendo…. capcom e blizzard, inclusive o megaman x ja tem na app store faz tempo

  • Esse eu tenho e é uma porcaria mano…
    Portar jogos assim não resolve, você tem que refazer o jogo pra usar a experiência touch pra valer e não simplesmente virtualizar botoes físicos, assim como eles -parecem- estar fazendo com o Mario.
    Já pensou um Megaman X aproveitando a engine gráfica do iPhone, o force touch, acelerômetro/giroscópio, etc? Aí sim ficaria top.

    • Guilherme Paviani

      Legal cara. Mais cada um é cada um. Eu particularmente prefiro jogar com botoes fisicos. Tenho emulador aqui no iphone de psp e nintendo que tem os jogos que mais gosto. Acabei comprando um iPega pra jogar e posso te dizer. Valeu a pena, praticamente tenho o “console no bolso”! Top

      • Lucão Arruda

        jailbreak pra funcionar o iPega ?

  • Vinicius Alves

    Esse jogo pode vir a $10 que todos irão comprar, incluindo eu. Se realmente não for freemium ou com compras internas, eu pago feliz.

  • Samuel Wendell

    Se eu fosse a Nintendo faria pior: colocava tipo 10 fases do jogo no iPhone e deixaria sem final, obrigando a galera continuar o jogo no NX.
    hehe.

    • Lucão Arruda

      kkkk n duvido nada da nintendo kkkk , mas enfim a experiencia do 3ds e do wii u não se compara

  • Matheus Fernal

    É esse caminho mesmo que a Nintendo precisa seguir como empresa preocupada com a experiência do usuário (coisa que mais a aproxima da Apple). Trazer seus jogos irrestritamente para mobile seria o mesmo que a Apple disponibilizar o iOS para um Galaxy Y e a transformaria em uma Sega, fabricante de jogos multiplataforma medíocres.

    • Lucão Arruda

      acho que a nintendo é tipo a apple dos videogames, a mais revolucionaria ..

  • Felipe

    Parece que precisaram lançar Mario mobile pra vocês entenderem isso, que já tinha sido dito desde o anuncio da parceria com a DeNA, mas aqui eram só criticas de “ainn, mas eu quero super mario world”. Antes tarde do que nunca né

    • Lucão Arruda

      eles deviam lançar o virtual console, com os clássicos do NES, SNES, game boy e por ai… iriam ganhar muito vendendo as romã com o emulador oficial deles… coisa que ja existe desde o wii…

  • AlexneoCCJR2501

    Quando será liberado? Na loja tá em breve

    • Gustavo Rezende

      Em dezembro.

  • Felipe TX

    A Apple poderia muito bem abocanhar uma boa parte do público de jogos se fizesse um iPhone maior.

    Quem sabe até mesmo desenvolver um jogo, talvez com a Nintendo, trazendo funcionalidades exclusivas do 3D Touch.

  • Massa, na Gaf postaram que custaria 9.99 e na conferência Myamoto falou que não teria IAP, na página que postou fala que terá compras dentro do App. Enfim de graça agora eu baixo pra ver qual é.