DicasTutoriais

[Manual BDI] Como transformar MP3 ou WAV em toque do iPhone sem usar o iTunes

Bem, você tem uma música e gostaria de transformá-la em toque do seu iPhone. Como faz?

Criar toques para o iPhone nem sempre foi uma tarefa muito simples. Isso porque o iOS não aceita o formato MP3 ou outros também populares, obrigando muitas vezes os usuários a ter que usar o computador para converter os arquivos e depois transferi-los para o aparelho através do programa iTunes. Isso se o computador for o do usuário, porque se usar outro computador, não dá para copiar músicas para o dispositivo sem apagar todas as outras que tem nele. Enfim, uma confusão até mesmo para quem não é tão iniciante no mundo da maçã.

Felizmente a própria Apple disponibilizou uma solução para isso que, mesmo ainda não sendo tão intuitiva, pode resolver o problema de muitos que desejam criar seus próprios toques de celular, mas nunca conseguiram. E este guia mostra um passo-a-passo para você entender como isso funciona.


Uma das grandes frustrações de quem acabou de comprar/ganhar um iPhone e o está conhecendo pela primeira vez é perceber que não é possível pegar uma música da sua biblioteca musical e colocar como toque padrão do telefone. Existe apenas uma lista pré-determinada de sons (em Ajustes > Sons > Toque) para você escolher, sem possibilidade de acessar qualquer outro arquivo. Isso é um choque para quem vem de outras plataformas, onde é possível fazer tudo no sistema. No iPhone, as coisas são mais limitadas.

Por que a Apple faz isso? Não sabemos, mas é bem possível que seja pressão das gravadoras, que não querem que você use suas músicas como toque sem pagar por isso. De fato, há uma seção na iTunes Store especialmente voltada para a venda de toques sonoros.

Ringtones iTunes

Mas apesar dessa dificuldade, sempre foi possível criar os próprios toques, com a ajuda do computador. Há diversos métodos e maneiras de transformar arquivos de áudio em ringtones para o iPhone, e a mais comum nós mostramos neste outro artigo, que usa o programa iTunes para transformar suas músicas em toques. Basicamente você deve selecionar um intervalo de tempo da música, exportar para o formato AAC, mudar a extensão dela para m4r e depois transferir o arquivo pelo próprio programa para o aparelho.

O problema é que o mundo virou mobile e as pessoas querem cada vez mais depender menos de um computador. E no caso dos ringtones, muitos procuram maneiras de usar os toques que querem diretamente no aparelho, sem precisar ter que recorrer ao desktop. Na App Store há muitos aplicativos que prometem resolver este problema, sem muito sucesso. Se fato, eles até ajudam a editar arquivos de áudio e colocá-los no formato certo, mas são incapazes (provavelmente por causa da limitação do próprio sistema) de gravar o resultado diretamente na bibliotecas de toques do iOS. Eles gravam na seção de Compartilhamento de Arquivos do iTunes, que exige que você vá em seu computador para transferir o arquivo. Ou seja, não soluciona o problema.

Mas felizmente o aplicativo GarageBand para iOS (grátis para quem compra novos iPhones e iPads) é capaz de permitir a criação e instalação de novos toques, sem precisar sair do iPhone.


Transformando MP3 em ringtone

O aplicativo GarageBand para iOS permite que você exporte suas criações musicais como toque do sistema, mas você mesmo precisa criá-los no app. Para a importação de arquivos musicais já prontos, o processo é um pouco mais complicado. E é justamente isso que este tutorial irá ensinar a fazer.

Para transformar um MP3 em toque, primeiro você precisa encontrar uma maneira de colocá-lo dentro do iPhone, para que seja importado pelo GarageBand. Para isso, iremos usar serviços de nuvem, que é a melhor forma. Você pode optar por vários, mas escolheremos o Dropbox, como exemplo.

Se você já possui a música no aplicativo nativo Música, então o processo é ainda mais fácil. Confira a seguir os dois processos:

→ Importando da biblioteca musical do iOS

Passo 1: Abra o aplicativo GarageBand no iPhone ou iPad.

Passo 2: Toque no sinal de + na parte superior da tela e escolha “Criar Nova Música“.

GarageBand

Passo 3: Como instrumento, escolha “Áudio Recorder“.

GarageBand_ringtone_2

Passo 4: Toque no botão de trilhas, no alto da tela, conforme indicado na ilustração abaixo.

GarageBand_ringtone_3

Passo 5: Então toque no botão de “Loops“, conforme indicado na ilustração abaixo.

GarageBand_ringtone_4

Passo 6: Toque na aba “Música“.

GarageBand_ringtone_5

Passo 7: Escolha a música que você quer transformar em toque. Lembre-se que músicas protegidas (como aquelas do Apple Music) ou aquelas não armazenadas localmente no aparelho não podem ser importadas. Toque e segure por 2 segundos sobre a música escolhida, para ser importada.

Feito isso, pule direto para o Passo 8, mais adiante.

—x—

→ Importando um arquivo da nuvem

Passo 1: Abra o aplicativo GarageBand no iPhone ou iPad.

Passo 2: Toque no sinal de + na parte superior da tela e escolha “Criar Nova Música“.

GarageBand

Passo 3: Como instrumento, escolha “Áudio Recorder“.

GarageBand_ringtone_2

Passo 4: Toque no botão de trilhas, no alto da tela, conforme indicado na ilustração abaixo.

GarageBand_ringtone_3

Passo 5: Então toque no botão de “Loops“, conforme indicado na ilustração abaixo.

GarageBand_ringtone_4

Passo 6: Toque na aba “Arq. de Áudio“. Provavelmente você não encontrará nenhum arquivo de música aí, se for a primeira vez que você estiver fazendo o procedimento. Para importar, toque em “Importar do iCloud Drive“, na parte de baixo da tela.

GarageBand_ringtone_7

Passo 7: Escolha a pasta onde o arquivo musical que você deseja está. No nosso exemplo, ele está no Dropbox, então tocaremos no botão Localizações, no alto da tela. Aparecerá então uma lista de serviços de nuvem, para escolhermos, de acordo com os apps que temos instalados no aparelho.

GarageBand_ringtone_9

GarageBand_ringtone_10

Procure o arquivo e importe-o.

Feito isso, pule direto para o Passo 8, a seguir.

—x—

→ Transformando a música em toque

Passo 8: Com a música importada, edite-a como você achar melhor. Vá experimentando até você se acostumar com o aplicativo. Lembre-se que um toque do iPhone nunca pode ter mais de 40 segundos.

GarageBand_ringtone_11

Passo 9: Quando você estiver satisfeito, toque no botão no canto superior esquerdo e volte para o menu “Minhas Músicas“. Sua edição será salva.

GarageBand_ringtone_12

Passo 10: No menu das músicas, toque no botão  “Selecionar“. Os arquivos começarão a tremer, para você escolher um. Toque naquele escolhido. Se você quiser mudar o nome, pode tocar sobre o nome dele.

GarageBand_ringtone_13

Passo 11: Com a música selecionada, toque no botão de compartilhamento e exporte-a como Toque.

GarageBand_ringtone_15

GarageBand_ringtone_16

Passo 12: Pronto, seu toque já está instalado no seu iPhone! O aplicativo ainda permite você decidir ali mesmo se já quer configurá-lo como toque padrão ou toque de texto, ao tocar em “Usar som como“.

garageRing

Passo 13: Abra os Ajustes > Som > Toque e selecione o toque que você deseja. Todos os que você criar estarão no início da lista.

GarageBand_ringtone_14


Não dá para dizer que “treze passos” seja uma solução intuitiva ou prática. Porém, é uma maneira viável de criar toques personalizados, do jeito que queremos, sem precisar do computador.

Há diversos sites que disponibilizam arquivos musicais que não são cobertos por direitos autorais, como este aqui. Pode ser um bom ponto de partida para as suas criações.

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Nossa, que simples, just works.

  • Cumpadi Washington, D.C.

    Parabéns pelo esforço e de não envolver computador, mas é uma volta ao mundo bem grande…

    No Windows, só baixar o Audacity (de graça), jogar o que quiser no programa, cortar, colocar fade out (se quiser) e dar a saída pra qualquer formato. Depois, transformar em m4a pelo iTunes, renomear pra m4r e colocar onde quiser.

    • Se é por “voltas grandes”, é possível fazer isso tudo diretamente no iTunes, sem instalar nenhum outro programa. Bem mais simples.

      O link para isso está no início do artigo. Aliás, colocamos ele justamente para quem prefere “dar menos voltas”.

      • Cumpadi Washington, D.C.

        Hmmm… Não tinha percebido, obrigado. Seria bom juntar todas essas técnicas conhecidas num artigo, das mais simples – como a do iTunes e essa do GarageBand – até as mais avançadas – colocando fade out como no Audacity ou outro programa de edição de som.

        • Sugestão anotada, obrigado. 🙂

          O processo de ringtones para iPhone sempre foi penoso, infelizmente. Esperamos pelo dia que a Apple facilite isso para todos nós.

          • Cumpadi Washington, D.C.

            Se quiser aí, vai meu toque, já há alguns anos: o solo de “Like A Stone” do Audioslave. Tive que fazer um pequeno milagre no Sony Acid pra fazer o início e sumir com o final do refrão, mas valeu a pena. https://www.dropbox.com/s/9d033ddg05fwo1f/likeastone.m4r?dl=0

            • Lee

              Valeu Cumpadi, gostei!

          • Oremos… Aguardando sentado…

      • CarlosM

        Fantástico iLex e pessoal do BDI… obrigado pelo tópico! ??

        CarlosM

  • Fabrício

    Bom saber desse método, mas terei que continuar a fazer pelo iTunes mesmo, tenho iPhone 4 e o GarageBand já não funciona mais na versão que parou o meu iPhone!

  • [OFF] Galera do iOS, sabem me dizer como anda aquele problema relacionado com a conexão a redes WiFi?? Na época do iOS 6/7 surgiram alguns problemas assim, mas não sei se ainda ocorrem e como resolve-los.
    Preciso ajudar alguns amigos que estão utilizando iPads e iPhones de última e penúltima geração numa rede WiFi residencial, o iOS também está atualizado para a última versão disponível. Eles alegam que do nada um ou outro dispositivo para de funcionar pelo WiFi e não volta sozinho, e isso só ocorre com os dispositivos da Apple, pois na mesma rede WiFi há PC’s, notebooks e dispositivos Android que continuam funcionando. O roteador WiFi deles é um modem Technicolor fornecido pela GVT, mas agora vão adicionar um TP Link pra ver se o problema para de ocorrer. O próximo passo será usar outro servidor DNS, no caso recomendei usar o OpenDNS, que é o que uso há anos e nunca tive problema.

    Alguém tem alguma sugestão pra tentar sanar esse problema?? Vlw

    • Lee

      Oi Marcio, bem off-topic mesmo, mas vou tentar ajudar…
      Servidores dns não devem ser problema, senão os outros dispositivos teriam os mesmos sintomas. O roteador TP-Link deve resolver, porém recomendo que desative a função WMM nas opções avançadas de rede wireless. Por algum motivo que não sei explicar o wmm ativado interfere nas conexões dos iPhones, iPads e etc. Isso eu percebi com roteadores TP-Link apenas. Outra coisa importante é manter o firmware do roteador atualizado. 😉

      • Eu sempre desconfio do servidor DNS dessas operadoras. Vou deixar rodando por uns três dias e observar, mas se voltar a acontecer vou seguir sua dica e desativar o WMM, mas pode ser que isso interfira no funcionamento dos Apple TV que eles tem. O roteador é um TP-Link AC3200, então ele tem que dar conta dessas coisas sem fazer muito esforço.
        Sabe me dizer se o iPhone 5 ou superior suportam tranquilamente redes Wi-Fi de 5 Ghz??

    • Delmiro Baceiredo

      Estava com esse problema nos iPads antes da última atualização. Depois da ultima eles voltaram ao normal, porém agora meu iPhone 6 que faz isso. Pára de navegar no wifi e joga para rede celular. Quando vou nos ajustes, a rede wifi ainda está selecionada mas o ícone não aparece. Tenho de desconectar manualmente e reconectar. Aqui o roteador é uma AirPort Time Capsule. Ainda falta descobrir o que se passa.

      • Exatamente, e esse problema é muito antigo. Nesses meus amigos acontece o problema exatamente como descreveu, e afeta aleatoriamente todos os iPhones e iPads da casa.

  • Elton Santos

    Eu uso o itools e é bem simples ! Beeem simples mesmo recomendo a todos

  • Vinicius Alves

    Só para completar o ótimo tutorial, para quem está se perguntando como baixar a música direto no iPhone sem precisar de computador, é só utilizar algum aplicativo que tem suporte para downloads, como o vlc. Então é só enviar a música baixada para o Dropbox e prosseguir com o processo já mencionado. ?

    • Claudio Oada

      Como assim? Você está dizendo que é possível salvar a música direto no app música do iPhone? Se sim, como? Por que não compreendi bem

      • Vinicius Alves

        Não, estou dizendo que tem como você baixar uma música da internet para usar como toque, direto no iPhone, sem precisar do computador para enviá-la para o seu celular ou para o Dropbox, por exemplo.

  • KB

    Eu sempre uso o GarageBand, mas prefiro fazer umas composições malucas no GB – acaba sendo divertido… Já que é para personalizar, vai de Made by Eu mesmo… rsrs

  • Eu realmente não faço questão de personalizar meu toque. Mas belo artigo, bdi!

  • Bruno Castro

    Pque não funciona com faixas do Apple Music… Mas ótima alternativa!

    • Luis Dantas

      Otima dica
      Parabéns!!!

      Procurava algo do genero a anos!

    • Porque as faixas do Apple Music não são suas.. Você está ‘alugando-as’.. Dessa forma você não tem direito de utilizá-las de outra forma a não ser para reprodução. Simples assim.

  • Marcos Milner

    Troquei meu iPhone dois meses atrás, mas não consigo os aplicativos de graça. Só vale para contas novas no iTunes ou para todos os devices novos, mesmo aqueles ativados com contas antigas?

    • Vinicius Alves

      Vale para todos os devices novos, desde que eles sejam configurados como “novo device”. Se você restaurar um backup do iTunes na hora de ativar o dispositivo, quando entrar na AppStore pela primeira vez ele não entende que é um novo dispositivo e por isso, não mostra a tela de download dos apps da Apple.

  • Guilherme Paviani

    Veio numa boa hora depois dos videos maneiros dos remix de toque do iphone postado na semana passada. Porem é meio complicado, hehehe vou espetar o bicho no itunes mesmo e ja era kkkkkk mais valeu pelo tuto iLex ?

  • Júnior Galvão

    Executei os passos e consegui adicionar um toque, queria saber agora como faço pra apagar o toque que criei e que encontra-se junto aos toques originais do iPhone.

    • Cristiano Matos

      Consegui apagar seguindo as seguintes instruções:

      “In the My songs page in GarageBand on your phone, tap edit and select any song (doesn’t matter which one…if you have no songs just create a blank one right quick), and then tap the share button and scroll to Ringtone. If any pop-up message shows just click continue. Then tap “your ringtones” and hit edit; then you should see the red minus, which you can tap to delete the ringtone. This is the only way I’ve found to do it…it removes the tone from the “export ringtones” area you used to make it available as a ringtone in the first place. Doing this does indeed remove the tone from the list in Settings-Sounds. Hope this helps.” By MrSlik.

      Encontrei em uma página de suporte da Apple.

      • Júnior Galvão

        MrSlik, quando criei meus toques ontem, deletei o aplicativo do Garage Band, aí quando baixei novamente para seguir suas orientações, sendo que quando fiz o passo a passo não tive êxito, os toques permanecem nos ajustes. Tens outras saídas? Até mesmo pelo iTunes?

        • Cristiano Matos

          Infelizmente só conheço esse método. Esse é um recurso relativamente novo e não tem muita informação na net.

          • Júnior Galvão

            Obrigado amigo!

  • Um dos melhores tutoriais dos últimos tempos! Estou em viagem e sem Mac e queria uns toques diferentes, o toque Alexandre Graham Bell me cansou, e tem muita gente o usando. Esses dias li um artigo interessante, aparentemente idiota, que dizia que os toques limitados figuravam entre as maiores reminiscências do passado em um iPhone. Enfim! Vou testar quando tiver um pouco mais de tempo, pois quase não tenho MP3 por causa do Spotify. Rob meu filho! Cadê você em falar nisso!? Será que a Apple implementa um esquema de lista de músicas como o do Spotify ou isso nunca vai acontecer? Etc

  • Roger Rocha Moreira

    Yeah!

  • Alan Patrik

    Ótimo, consegui. Apenas tive que ativar o Google Drive no Garage! Parabéns e obrigado.

  • Fabianno Cabral

    4,99 dolares 1,3GB caro e grande kkk

  • Marcos Lima

    Ola alguem ai já ouviu falar de um APP chamado “Dring” ??

  • Neto Herrera

    MUITO ÚTIL!

    Pessoal segue abaixo um ótimo App que baixa vídeos de qualquer site, com opção de converter para MP3 e de exportar os vídeos para o Rolo da Câmera. E direto do aplicativo, você pode mandar a música para o Dropbox e usa-lá para criar seu toque. Amo esse aplicativo, tem opção também de criar playlists, funciona em segundo plano. Melhor aplicativo do gênero. Apenas uma dica!

    Amerigo Turbo Browser de IdeaSolutions S.r.l.
    https://appsto.re/br/SnxQF.i

  • Neto Herrera

    Alguém poderia me dizer como cortar a música em 40s no Garage Band? Não consegui achar a opção de cortar… Obrigado

  • Tito Chase

    Onde é que dá 5mil likes aqui? Abraço Galera do Blog!

  • CarlosM

    Alguém sabe como eu pego a musica de um video do youtube ?

    abraço

  • DanielCasteloBranco

    Não recomendo! O problema desse método usando o app Garage Band do próprio iPhone é que — uma vez exportado o toque para o dispositivo — você não consegue mais deletá-lo. Esse toque não irá aparece na lista do iTunes e ficará preso no iPhone, sem possibilidade de edição. ?

    • Marco Danillo A. Guimarães

      Boa tarde, Daniel! Existe uma forma de apaga-lo sim, através do próprio Garageband. Basta criar um novo toque e fazer o mesmo processo, quando você selecionar toques irá aparecer os toques que vc criou e poderá apaga-lo.

  • Rui Maloveci

    Muito obrigado pelo tutorial. Super fácil! 😀

  • Ricardo

    Eu fiz tudo isso e funcionou, só que depois de algum tempo os rigtones são simplesmente ignorados! Eles estão lá, selecionáveis, mas ao escolher o toque criado é como se não fizéssemos nada, e o aparelho faz uso do toque padrão. A Apple, de alguma forma, cria uma “flag” nos rigtones criados para que eles não funcionem. Maldita Apple! É por essas e outras que estão sendo processados! Tomara que se f…

  • Mariana Rodelli

    Olá, fiz tudo isso porém quando coloca como toca apenas vibra. Alguma sugestão?