Notícias

Órgão do governo americano reclama: iMessage não permite interceptar mensagens

iMessage

Talvez você não saiba, mas o iMessage (sistema de troca de mensagens instantâneas entre dispositivos da Apple) é um dos mais seguros meios de comunicação entre usuários, a ponto do DEA (órgão americano de combate às drogas) reclamar que não é possível “interceptar mensagens” de suspeitos.

Enquanto na Europa a preservação da privacidade individual é considerada como prioridade, nos Estados Unidos é um problema quando o governo não é capaz de interceptar mensagens de cidadãos, mesmo com autorização da justiça. “A encriptação do iMessage torna impossível qualquer interceptação de mensagens entre dispositivos Apple, mesmo com ordem judicial“, afirma um documento interno da entidade. Quando a comunicação é feita entre o iMessage e um dispositivo não-Apple (o que caracteriza um SMS), aí sim pode-se interceptar as mensagens na maioria dos casos.

Documento DEA

A discussão começa a esquentar. Christopher Soghoian, um analista policial da American Civil Liberties Union, argumenta que “o serviço da Apple não é designado a ser usado como prova governamental“. Ao mesmo tempo, sabemos que órgãos do governo americano usam suas leis anti-terrorismo e anti-drogas como desculpa para justificar o controle que exercem em seus cidadãos. Por isso, essa segurança que temos hoje com o iMessage pode ser derrubada no futuro com a pressão de órgãos como o FBI e CIA.

No ano passado, foi revelada uma falha de segurança em todos os serviços SMS que permitia trocar o emissor e se fazer passar por outra pessoa (esta falha não existe mais no iOS 6). Na época, a Apple respondeu com tom irônico:

Usem o iMessage, é mais seguro.

Parece que ela tinha mesmo razão.

via CNET

Tags

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

Back to top button
Close