iPad

Duas diferenças entre o iPad 2 e o novo iPad que talvez você não conheça

Novo iPad chegando e a mesma pergunta se sempre: compro ou não compro? Como saber se as diferenças valem a troca? Isso só você pode decidir, mas nós podemos ajudar mostrando o que mudou no novo modelo.

Você provavelmente já sabe que o novo iPad é levemente mais pesado (mas ainda mais leve que o iPad de primeira geração) e ligeiramente mais grosso que o iPad 2, além de ter uma tela Retina de maior resolução e uma bateria mais potente para manter as 10h de funcionamento mesmo com as novidades. Mas há outros detalhes que quase não foram comentados por aí.

Com o lançamento do novo iPad no Brasil, o Blog do iPhone fará uma série de artigos mostrando todas as características do aparelho, para você decidir se vale a pena investir em um ou não.

Confira agora alguns detalhes que encontramos no novo iPad.

Ditado vocal

Uma das funções que diferencia o iPad 2 do 3 é a inclusão do Ditado Vocal, que transforma em texto o que você fala. Infelizmente ela ainda não suporta o idioma português, mas quando a Apple adaptá-lo, ele só funcionará no novo iPad e não nos de geração anterior.

Ele faz com que um pequeno microfone no teclado habilite o ditado sempre que o usuário precisar. Assim, será possível ditar emails, mensagens e diversas outras funções, sem precisar digitar nada no teclado. No iPhone, apenas o modelo 4S tem essa função, que é aliada ao Siri (não há previsão de Siri para iPad por enquanto, mas se um dia acontecer, dificilmente será implementado no iPad 2).

Aplicativos de iPhone ampliados na tela Retina

Outra novidade legal é a possibilidade de visualizar aplicativos de iPhone no iPad sem perda de resolução. Nos iPads anteriores, quando você abre um app de iPhone no tablet e duplica seu tamanho (com o botão 2x), a imagem fica toda pixelada; no novo iPad isso não acontece se você instalar aplicativos de iPhone que já estejam adaptados à tela Retina dele. A imagem fica com o dobro do tamanho, mas sem pixelar, quase como se fosse feita para o iPad. Isso é ótimo para quem gosta de usar aplicativos que ainda não foram adaptados para o tablet ou cuja versão HD custa mais caro que a normal.

O aplicativo do Instagram, por exemplo, que ainda não possui versão para iPad, fica lindo na tela Retina do tablet.

Estas são apenas algumas diferenças discretas entre os dois modelos de iPad. Você pode conferir também nossas primeiras impressões no dia de lançamento do iPad nos Estados Unidos. E em breve, faremos outros artigos sobre o novo iPad, para você decidir até o dia do lançamento se vale a pena investir em um ou não. 😉

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados