HistóriaVídeos

Em vídeo, Steve Jobs explica por que os produtos da Apple são caros

Como todos sabemos, os produtos da Apple sempre foram bem caros. E isso não é só no Brasil (apesar do câmbio em relação ao dólar nos fazer sofrer ainda mais com isso).

A explicação mais superficial que se pode dar a este fato é dizer que “produtos da Apple são status“.

Uma jornalista uma vez perguntou sobre isso para Steve Jobs, que respondeu dando a sua visão do porquê os produtos da maçã custam tanto.



Segundo Jobs, a grande diferença da Apple é que ela não oferece para o consumidor categorias inferiores de produto somente para eles custarem menos.

De fato, se tomarmos o cenário atual, é bem fácil encontrar smartphones bem mais baratos que o iPhone. Empresas como Samsung, Motorola e LG oferecem categorias mais baixas de aparelhos, com menos recursos ou feitos de materiais com qualidade inferior.

Sim, que bom que existem estas opções mais em conta, pois na pior das hipóteses sempre é possível encaixar no orçamento um dispositivo que é tão essencial hoje em dia até mesmo para o trabalho.

Porém, nunca foi o propósito da Apple oferecer este tipo de alternativa. Para a empresa, o importante é oferecer um produto que seja o mínimo aceitável para o seu cliente, que acaba tendo a certeza que ao comprar um aparelho da marca, não estará levando algo de baixa qualidade para casa.

Isso é resumido em uma frase dita por Jobs no vídeo a seguir, explicando como eles nivelam o próprio nível de qualidade dos produtos que produzem:

“Nosso objetivo é fazer produtos que tenhamos orgulho de vender e recomendar para nossa família e amigos.”

Poderia ser apenas uma frase de marketing. Porém, ao analisar o histórico da Apple, é exatamente isso que ela sempre apresentou ao longo dos anos. Quando indicamos para alguém um produto da maçã, temos certeza de que muito provavelmente a pessoa irá gostar e se apaixonar por aquele produto.

Confira o vídeo, feito em agosto de 2007, alguns meses depois do lançamento do primeiro iPhone:

Independente se você gosta da Apple ou não, se você tem simpatia ou detesta Steve Jobs, uma coisa você tem que concordar: o número de porcarias que compramos hoje em dia é enorme.

Não é nada incomum você comprar um produto de alguma marca e ele apresentar problemas depois de certo tempo, ou então quebrar ou deixar de funcionar porque foi feito com material de menor qualidade.

Inclusive é senso comum que coisas com preço menor são de pior qualidade, e isso não é por acaso, porque na maior parte é exatamente esse o motivo de serem mais baratos.



Não, ninguém aqui está dizendo que a Apple é perfeita e seus produtos são à prova de problemas. Porém, quem já teve um produto Apple e outros de outras marcas consegue entender que no caso da maçã, não há opções de qualidade inferior. Tudo é de alta qualidade. E há um preço para isso.

Antes de finalizar este texto, gostaria de chamar a atenção para o contexto do vídeo.

Ele foi feito em 2007, quando Jobs ainda era vivo. A Apple era comandada por ele e todos os produtos e políticas de preço passavam pela seu aval. Hoje, quem comanda a empresa é Tim Cook, que parece dar uma atenção maior para as finanças e lucros, então o objetivo de mostrar este video não é o de tentar justificar os preços de hoje da Apple, e sim relembrar a visão que Steve Jobs tinha sobre isso.

O que aconteceu depois desse vídeo é uma discussão para outro artigo. 😉

Leia mais sobre:

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar