Apple WatchResenhas

[review] Testamos o Apple Watch Series 3

Em 2017, a Apple lançou a terceira geração de seu relógio inteligente, com a mesma aparência externa dos modelos anteriores. Mas o que realmente mudou?

É isso que iremos discutir neste artigo review do Apple Watch Series 3.


3ª geração

Estes modelos Series 3 trouxeram diversas características similares ao Series 2, como GPS integrado, tela OLED de 2ª geração (com 2x mais brilho que a primeira geração) e resistência à água. Apesar disso, o novo processador S3 é 75% mais performático que o S2 do ano passado e 150% mais que o Watch original de 2014. Isso, por si só, deve ser o fator de decisão de troca para quem tem versões anteriores do relógio.

Este modelo também traz altímetro barométrico (para identificar subidas e decidas em caminhadas), além do chip W2 para melhorar conexões sem fio (Wi-Fi e Bluetooth).

A novidade mais destacada pela Apple no lançamento foi a versão com conexão 4G (celular), que permite conectar o relógio à internet sem precisar que o iPhone esteja por perto. Mas é preciso ressaltar que no Brasil apenas poucas operadoras são compatíveis (Claro e Vivo).

Externamente o Apple Watch não mudou nada desde a sua primeira geração. Tanto que as pulseiras e capas protetoras continuam servindo normalmente entre gerações, o que é ótimo para quem já possui acessórios para o Watch.

Apple Watch Sport de primeira geração ao lado de um Series 3

Neste artigo, enfatizaremos mais as comparações do Series 3 com o de primeira geração. Confira abaixo uma tabela comparativa dos 3 modelos:

Se você estiver lendo este artigo no iPhone, coloque a tela na horizontal

1ª geração (2015)

Series 2 (2016)

Series 3 (2017)

Design externo

Igual

Igual

Igual

Processador

Apple S1

Apple S2

Apple S3

Chip wireless

W2

RAM

512MB

512MB

768MB

Bateria

205 mAh / 246 mAh

273 mAh / 334 mAh

279 mAh / ??? mAh

Tela

OLED Retina (450 nits)

OLED Retina 2ª geração (1000 nits)

OLED Retina 2ª geração (1000 nits)

Capacidade interna

8GB
(2GB para músicas)

8GB
(2GB para músicas)

8GB
(2GB para músicas)

Bluetooth

4.0

4.0

4.2

Geolocalizador

Não

GPS

GPS e GLONASS

Altímetro barométrico

Não

Não

Sim

Água

Resistente a respingos

Resistente a água (50m)

Resistente a água (50m)


O que vem na caixa

Além da pulseira escolhida e do cabo de carregamento, o Series 3 traz também um carregador 5W de parede. Na foto abaixo você vê um modelo comprado nos Estados Unidos (com o conector com pinos achatados).


Compatibilidade

O Series 3 possui compatibilidade com o sistema watchOS a partir da versão 4 e iOS 11. Isso significa que não é compatível com o iPhone 5 e anteriores.


Uso no dia a dia

Em relação ao modelo de primeira geração, a velocidade para abrir os aplicativos é notável. De fato, desde o Series 1 o Watch passou a usar processadores mais rápidos que são percebidos principalmente de abertura dos apps. Como o relógio costuma trabalhar com funções que não requerem grande processamento gráfico, o processador mais potente ajuda mais no momento de passar de um app para outro e não propriamente no desempenhos dos aplicativos em si.

A bateria também está durando mais. Não foi raro chegar ao final do dia com a porcentagem em torno dos 45-50%, em jornadas de exercício moderado. Em dias de repouso (sem exercícios), é possível dormir com ele e ainda usar por boa parte do dia seguinte.

É de se questionar como a adição do GPS já na geração anterior não fez com que o dispositivo gastasse muito mais bateria do que as primeiras versões. O fato é que o GPS do relógio só é realmente ativo quando ele está fora do alcance do iPhone; quando o celular está por perto, é o GPS dele que é usado, economizando assim a bateria do Watch.

Outro aspecto interessante é que o Series 3 permite que a Siri dê respostas vocais, como no iPhone.

Ele também tem um bom desempenho em exercícios na água. O watchOS 4 trouxe dois novos exercícios aquáticos pré-definidos: Nado em Piscina e Nado em Águas abertas. Nesses casos, a tela não é desbloqueada com o tato (porque o contato com a água faria ela se acender sempre) e sim com a Digital Crown (que nós aqui gostamos de chamar de Coroa Digital). Caso você faça outro tipo de exercício na água (como hidroginástica, por exemplo), pode optar pelo exercício Outro, lembrando de ativar o modo aquático na Central de Controle, para a tela não ficar acendendo.

O GPS pode determinar a distância quando o nado é em estilo livre, porém a água pode fazer com que os sensores cardíacos não consigam fazer uma leitura exata quando o braço está submerso, e neste caso o cálculo de calorias é determinado pelo acelerômetro do aparelho.

O watchOS 4 por si só trouxe melhoramentos para os modelos das diversas gerações, não apenas o Series 3. O sistema analisa o seu histórico de atividades e cria incentivos personalizados através de alertas durante o dia.

O acompanhamento cardíaco está bem maduro. Com o novo sistema, os registros são feitos também quando se está em repouso durante o dia, com o aplicativo Saúde fazendo um resumo de toda a atividade cardíaca.

E a nova notificação em caso de detecção de batimentos elevados é ótima para identificar possíveis problemas cardíacos, como foi o caso de um usuário nos Estados Unidos.

Mesmo na versão do relógio que não venha com chip eSIM (4G) interno, ainda assim é possível realizar ligações telefônicas pelo Watch quando o iPhone está próximo. Em nossos testes, a comunicação foi satisfatória sem precisar aproximar muito o relógio da boca. Um som claro e limpo, ideal para momentos em que se está com as mãos ocupadas.

Em nossos testes, tivemos uma decepção: na apresentação de lançamento, a Apple nos fez acreditar que o novo Series 3 poderia finalmente ser recarregado com qualquer base sem fio compatível com Qi, o que não é verdade. Nas bases que testamos, inclusive aquelas vendidas na própria Apple Store, o relógio não recarrega. Ou seja, o usuário ainda é obrigado a carregar consigo o próprio fio do Watch toda vez que viaja.


Devo comprar?

Um preço menor que os de última geração e vem sempre a pergunta: vale a pena comprar o Series 3?

A resposta é sempre a mesma: depende, principalmente da época em que você estiver lendo este artigo.

Foi por isso que fizemos um artigo mais atualizado, respondendo exatamente esta pergunta.


Onde comprar?

O Apple Watch Series 3 pode ser comprado diretamente na loja oficial da Apple.


Pontos positivos:

  • Melhora na bateria
  • Maior velocidade em abrir apps
  • Compatibilidade com pulseiras e acessórios antigos
Pontos negativos:

  • Ainda precisa do iPhone para configurar
  • Não carrega com bases sem fio padrões

E você? Possui um Apple Watch? Acha que vale a pena trocar ou pensa em permanecer mais um pouco com o que tem? Compartilhe conosco a sua história aqui nos comentários. 😉

Fonte
Conteúdo original © Blog do iPhone
Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar