Opinião

Brasileira ANATEL também quer impor o USB-C no iPhone

A Europa foi a primeira a fazer campanha para que todos os celulares seguissem o mesmo padrão de conector.

Antes era com o micro-USB, mas como não vingou, agora o queridinho da vez é o padrão USB-C.

Com isso, alguém na ANATEL resolveu chamar a atenção e decidiu que nosso país também tem que dar palpite no que a indústria deve ou não fazer.

Anúncios

Por que adotar um padrão único

A lógica de se adotar um padrão único até faz certo sentido.

Se todos os dispositivos usarem o mesmo conector, o usuário poderá ter menos cabos em casa, pois eles servirão para tudo.

Menos cabos também significa menos lixo eletrônico quando esses ficam velhos.

E acredite: seria uma redução absurda de lixo. Não no início, pois muita gente teria que comprar cabos novos para se adaptar ao padrão, mas ao longo dos anos seguintes a diferença seria gritante.

Então, se todos os dispositivos usassem o mesmo padrão de cabos, seria o cenário perfeito.

O problema é que forçar isso artificialmente significa limitar a indústria.


Limitando a inovação

Ao obrigar as empresas a seguirem um padrão único, este tipo de legislação na verdade impede que se crie novas alternativas mais modernas.

Se a União Europeia tivesse conseguido obrigar todos os dispositivos a adotar o padrão micro-USB em 2010, é bem provável que o USB-C não existisse hoje.

A gente sabe hoje o quão superior é o USB-C frente ao limitado micro-USB.

Mas se houvesse a obrigação de ficar preso ao padrão antigo, novos padrões teriam muito mais dificuldade de surgirem.

Seria um fator que atrasaria a evolução tecnológica.

Anúncios

Não sou contra o USB-C e obviamente seria bem melhor tê-lo no iPhone do que o atual conector Lightning.

Ele já veio para o iPad e abriu um leque enorme de interatividade com os mais variados dispositivos.

A Apple já até estaria pensando, se acreditarmos nos rumores, em adotar o USB-C no iPhone em algum futuro. Só questão de tempo.

Isso se não decidir acabar de vez com qualquer conector, passando diretamente à conexão sem fio.

Então o problema não é o USB-C, e sim obrigar a todos a adotar um padrão específico.

Temo que isso iria atrasar algum processo futuro de evolução.

A própria tecnologia USB evoluiu graças à liberdade que a indústria sempre teve.

Os iMacs foram os primeiros a adotarem o USB, que foi visto com estranheza no começo, mas se tornou padrão anos depois.

Se houvesse na época uma obrigação estatal para manter a conexão SCSI da época (que muitos de vocês hoje não fazem ideia do que seja), teria demorado muito mais para evoluirmos nisso.

Este é o ponto: limitar a evolução da tecnologia.

O bom e velho (bem velho) SCSI
Anúncios

ANATEL

Agora, a nossa Agência Nacional de Telecomunicações também quer sugerir que se imponha um padrão para os conectores de celulares.

A inspiração veio da Europa, mas chegou incompleta: ao contrário do Velho Continente que quer adotar um único conector em todos os dispositivos eletrônicos (caixas de som, baterias, fones, etc), o Brasil quer isso só nos celulares.

É o jeito tupiniquim de se preocupar com o Meio Ambiente.


Dê sua opinião

Felizmente, foi aberta uma consulta pública para que os brasileiros possam se manifestar a respeito dessa intenção da autarquia brasileira.

E é importante que você dê também a sua opinião para a ANATEL, através deste link.

Caso aprovada, a obrigação começaria a valer a partir de 2024.


Conclusão

Este é um artigo de opinião. Você pode concordar ou discordar, e tá tudo bem. Não há donos da verdade aqui.

A intenção é fazer você pensar sobre essa questão em particular.

Eu acho curioso (para não dizer outra palavra) nossa agência reguladora se preocupar com isso, ainda mais quando outras agências bem mais influentes já estão tratando do tema.

Por que exigir isso só agora e não antes? Se o intuito é a preocupação com o Meio Ambiente, por que não se pensou nisso antes?

E por que só celulares? Vamos ter que comprar cabos extras para os outros dispositivos?

Qual o sentido de estabelecer uma obrigação no Brasil quando todas as empresas já tiverem alterado seus conectores para USB-C por causa da Europa?

Ou ainda: se a Europa e os EUA desistirem de obrigar a padronização, será que o Brasil teria forças de convencer as fabricantes a mudar de conector? Teriam culhão para proibir a venda de iPhones no país?

Por essas e outras que tudo isso parece apenas um grande circo criado por alguém na ANATEL querendo mostrar serviço.

Então é importante você dar a sua opinião na consulta pública, neste link.

E depois conte aqui nos comentários o que VOCÊ acha de tudo isso.


Google News

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo