Notícias

Entenda porque o dicionário do iOS nem sempre corrige palavras que deveria corrigir

Já aconteceu com você de escrever uma palavra da língua portuguesa e ele nem sempre corrigí-la como deveria? Por exemplo, você digita “nao” e ele nem sugere para você colocar o til. Por que isso acontece?

A resposta é que, na verdade, foi você mesmo quem ensinou que a palavra “nao” é sem acento.

Isso porque o sistema de autocorreção do iOS é capaz de aprender palavras se você as usar frequentemente. O problema disso é que, em torpedos SMS por exemplo, muitos de nós tem o hábito de não escrever acentos nas mensagens (pois não são todos os celulares que os suportam). Com isso, ao digitar várias vezes a palavra sem acento, o dicionário do iPhone (iPod ou iPad) acha que aquele é o modo correto de escrever e acaba incorporando-a à sua biblioteca. Como consequência, ele passa a não corrigí-la mais.

Uma das falhas no iOS, aliás, é a impossibilidade de personalizar o dicionário. ATUALIZAÇÃO: o iOS 5 arrumou esta falha, leia mais aqui.

Felizmente existe uma maneira de redefinir todas as palavras, fazendo com que o dicionário volte ao que era quando você instalou pela primeira vez o sistema. Aprenda como fazer:

1. Vá em Ajustes > Geral e, no fim da tela, Redefinir.

2. Toque em Redefinir Dicionário do Teclado.

3. Um aviso lhe informa que todas as palavras personalizadas serão apagadas e voltarão aos padrões de fábrica. Como é isso mesmo que queremos, confirme em Redefinir.

A partir daí, as palavras que não estavam apresentando mais correção, voltam a funcionar. Claro que, se ele já tinha se acostumado com outras palavras particulares (gírias), estas também serão apagadas e ele terá que reaprendê-las. Para isso, basta usá-las várias vezes no uso diário. ATUALIZAÇÃO: ou incluí-las no dicionário do iOS 5.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar