AppleNotícias

Apple inicia programa de substituição de bateria de alguns iPhones 5

Bateria do iPhone 5

Os usuários de iPhone 5 terão mais uma coisa para se preocupar além da traseira que arranha fácil e do problema do botão de repouso que falha. Ontem, ela iniciou nos Estados Unidos e China um programa de substituição de bateria para um determinado número de aparelhos do modelo 5, lançado em 2012. O benefício irá se expandir para outros países até o final do mês.

A Apple percebeu que em um “pequeno número” de aparelhos vendidos entre setembro de 2012 e janeiro de 2013, a bateria está perdendo seu tempo de vida muito antes do que deveria e por isso decidiu implementar as trocas gratuitas para quem quiser. O programa de substituição começará a entrar em prática no Brasil, Portugal e no resto do mundo a partir do dia 29 de agosto. É válido até dois anos da compra ou até o dia 15 de março de 2015, o que vencer por último.

O recall, feito através desta página, pede para que o usuário informe o número de série do aparelho; uma rápida análise dirá se o aparelho faz parte dos lotes comprometidos ou não. Como a página ainda não está traduzida para o português, sugerimos aos nossos leitores que não compraram nos EUA que esperem até o dia 29 para averiguar o número de série do seu aparelho.

Em um primeiro momento, parece que o iPhone 5 foi um modelo problemático e todo defeituoso, devido ao segundo recall que é feito para ele. Mas eu tive um iPhone 5 e nunca tive problema nenhum. Claro que isso não significa que não há milhares de pessoas que sofreram problemas com ele, mas pode indicar que o número de casos seja realmente limitado, como afirma a Apple. No feedback de nossos leitores durante estes anos também não observamos reclamações específicas ao modelo, além do problema do botão superior falhar em muitos casos.

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo