iPad

O que a Apple não disse na apresentação do novo iPad Air M1

Esta semana a Apple apresentou algumas de suas novidades em um evento especial transmitido do Apple Park, em Cupertino. Uma delas foi o novo iPad Air de 5ª geração, com processador M1.

Mas alguns detalhes ela não revelou nessa apresentação, deixando a gente descobrir depois.


O novo iPad Air abandona a antiga arquitetura de processadores para adotar o Apple Silicon M1, como já tinha feito o iPad Pro no ano passado.

Mas há alguns detalhes não revelados pela empresa durante a apresentação:

  •  Câmera:  a câmera traseira é a mesma do novo iPhone SE. Mas se este último suporta a tecnologia Smart HDR 4 graças ao chip A15 Bionic integrado, o iPad Air e seu chip M1 estão limitados ao Smart HDR 3. Para vídeos, a nova geração suporta alcance dinâmico estendido em 30 fps, o que não é o caso do antigo iPad Air, tanto para a câmera frontal quanto para a traseira.
  •  RAM:  com a mudança para o chip M1 da Apple, o novo iPad Air traz 8GB de RAM, o dobro da geração anterior
  •  Conectividade:  o USB-C do novo modelo foi aprimorado para a versão 3.1 Gen 2, duas vezes mais rápido que na geração anterior do iPad Air (equipado com um USB-C 3.1 Gen 1)
  •  5G:  como no iPhone SE, o 5G não é compatível com mmWave, que é uma variante do 5G implementada em determinadas regiões do mundo (especialmente EUA)
  •  Monitor externo:  iPad Air 5 pode se conectar ao novo monitor Studio Display, diferentemente do iPad Air 4
  •  Peso:  o novo iPad Air 5 pesa um pouco menos que o iPad Air 4, tanto na versão Wi-Fi quanto na versão Wi-Fi + Celular (-3g e -2g, respectivamente)
  •  Cores:  o Cinza-Espacial é a única cor vista no iPad Air 4 que ainda é presente no iPad Air 5. Estelar substitui o Prateado, Rosa substitui o Ouro-Rosa, Azul substitui o Azul Céu e o Roxo entra no lugar do Verde.
  •  Preços:  os preços no Brasil baixaram ligeiramente com a nova geração. O modelo básico Wi-Fi caiu de R$ 6.999 para R$ 6.799. O mais caro (Cellular 256GB) baixou de R$ 10.299 para R$ 9.999. Não é lá uma grande diferença, mas o fato de não ter aumentado o preço já é uma boa notícia.


Sem dúvida a passagem para o processador Apple M1 é um passo significante, pois aponta o caminho para onde a empresa quer seguir no futuro dos tablets.

Porém, em termos técnicos, esta atualização não deixa a geração anterior tão atrás assim, fazendo com que o iPad Air 4 continue sendo ainda uma grande máquina hoje em dia.

Portanto, se você já estava de olho em um iPad Air, mas estava esperando um preço melhor, buscar agora por promoções do iPad Air 4 pode ser uma ótima pedida.


Google News

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo