iPad

Novo iPad Pro traz mesmo processador Apple Silicon M1 dos Macs

Nós estávamos esperando que o iPad Pro recebesse uma melhoria no processador que o aproximasse do M1 dos novos Macs, mas a Apple foi além: colocou o mesmo processador do computador no seu  novo tablet profissional.

Anúncios

Mas as novidades não param por aí. Apesar do design externo continuar praticamente igual, muita coisa em seu interior mudou, trazendo-o ainda mais próximo dos computadores.

A tela do modelo de 12,9″, como se esperava, é de mini-LED, o que significa que teremos mais contraste na imagem, além de economia de energia (isso porque tudo o que é preto na tela na verdade será um pixel que não será aceso). Segundo a Apple, a qualidade da imagem se compara aos monitores profissionais Pro Display HDR. De fato, ela chama esta versão de Liquid Retina HDR.

Anúncios

Também foi incluída a tecnologia 5G no iPad Pro, para conexões mais rápidas (onde existir cobertura 5G, claramente).

Haverá opções de armazenamento de até 2TB, enquanto que a memória RAM terá até 16GB. Não é comum a Apple divulgar a quantidade de memória em seus materiais.

A RAM é de 8GB nos modelos de 128, 256 e 512GB de armazenamento, e 16GB nos modelos com 1TB e 2TB de armazenamento.

Anúncios

O sistema de câmeras continua sendo dupla, com o scanner LiDAR. Porém, agora há uma câmera ultra-angular na parte frontal, que capta um ângulo maior da imagem (122º), em alta resolução (12MP). Isso permite uma nova funcionalidade chamada de “Palco Central” (Center Stage), que automaticamente centraliza a pessoa na tela em uma chamada por vídeo.

Os preços nos estados unidos começam em US$799 para o modelo de 11 polegadas e US$1.099 no modelo maior de 12,9 polegadas.

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo