Estatísticas

Número de iPhones ultrapassa o de smartphones Android nos Estados Unidos

Algo que para alguns seria impensável acaba de acontecer no mercado dos Estados Unidos.

Segundo dados da empresa Counterpoint Research divulgados pelo Financial Times, no segundo trimestre de 2022 o iPhone ultrapassou o Android com mais de 50% de participação de smartphones ativos ​​nos EUA.

Ou seja, lá tem mais gente usando iPhone do que dispositivos com Android.


Os números são baseados em aparelhos em uso, conhecidos como “base instalada ativa”, o que o chefe financeiro da Apple, Luca Maestri, apelidou de “o motor da nossa empresa” na mais recente teleconferência de resultados fiscais, no final de julho.

O iPhone aparece em primeiro lugar, seguido de outros 150 modelos que usam Android.

O interessante nesses dados é perceber que a participação no uso do iPhone supera a participação nas vendas do iPhone. 

Isso pode ser explicado pelo fato que se trata de um aparelho mais durável e que recebe atualizações de software por um longo tempo.

Então, além das pessoas o usarem por mais tempo, também tem quem compre aparelhos usados (menos caros) que ainda funcionam plenamente.

Claro que esta é uma realidade específica dos Estados Unidos, onde os preços dos modelos de gama alta se equivalem e o consumidor pode escolher o smartphone pela preferência e não pela quantidade de dinheiro que tem no bolso.

No Brasil, ainda estamos longe de viver em uma situação similar. Então por aqui os aparelhos mais baratos ainda dominarão por um bom tempo.

E você? Se lhe oferecessem para escolher entre um iPhone e um Android (com a condição de só poder usá-lo, sem poder revendê-lo), qual você escolheria?


Google News

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.
Botão Voltar ao topo