CarPlay

As montadoras ainda não estão tão certas sobre a adoção do CarPlay de segunda geração

Na WWDC deste ano, a Apple surpreendeu apresentando uma prévia da segunda geração do CarPlay, que deverá tomar o controle de todo o painel frontal do carro, em uma tela gigante e horizontal.

Mas apesar de ter anunciado que uma dúzia de grandes fabricantes iria começar a adotar o novo painel a partir do final de 2023, muitos deles não estão se mostrando muito empolgados com a novidade.

Anúncios

O painel frontal dos automóveis, assim como seus recursos tecnológicos, se tornou um grande diferencial competitivo entre as marcas. Muitas vezes, é esse fator que faz o consumidor decidir pela compra.

Por esta razão, entregar esse painel para que uma empresa externa o controle é uma decisão bastante delicada.

Em uma entrevista ao The Verge, o CEO do grupo Mercedes-Benz, Ola Källenius, pareceu bastante cético quanto ao projeto da maçã.

Disse que a companhia ainda terá que discutir essa nova proposta, mas reforçou: “Nosso objetivo é oferecer uma experiência Mercedes de ponta a ponta“.

Essa frase parece não combinar muito bem com o sistema da Apple, em que o motorista tem o controle da interface graças ao iPhone.

O Mercedes Hyperscreen é um conceito da própria montadora, que teria que ser todo substituído pelo novo CarPlay

Ele deu a entender que nem chegou a ver o novo CarPlay antes da apresentação da WWDC.

Mas então, por que a Apple anunciou a Mercedes-Benz na WWDC? Källenius explica:

Trabalhamos com a Apple há anos. Temos um relacionamento muito bom com eles e decidimos desde o início que o CarPlay era algo que nossos clientes gostariam de usar. Teremos que discutir para ver como enriquecer essa relação.

Ou seja, as marcas anunciadas pela Apple em sua apresentação na verdade são as que já trabalham atualmente com o CarPlay, sem necessariamente saberem que virá esta nova geração. A partir daí, as negociações terão que ser feitas dentro dos novos moldes.

Slide da apresentação na WWDC das empresas que adotariam o novo CarPlay

Outras marcas também não confirmam que adotarão o novo painel com iOS. A Land Rover disse à CNBC que ainda é cedo para comentar sobre futuros produtos.

Outros fabricantes presentes no slide da WWDC foram questionados e a resposta basicamente foi a mesma. Longe do entusiasmo apregoado pela Apple, a maioria deles tem demonstrado muita cautela em anunciar a adoção do novo sistema.


Sistema operacional completo para o veículo

O CarPlay pretende passar de uma pequena tela de controles de entretenimento do veículo para um sistema completo de funções.

Todas as telas serão gerenciadas pelo CarPlay, incluindo velocímetro, níveis de combustível e de óleo, pressão dos pneus, ar condicionado, rádio e todas as funções oferecidas pelo carro.

Será o usuário a ter o controle das informações que verá na tela. Widgets com informações do veículo, calendário, hora, música…

A Apple quer que o usuário seja quem escolha qual atmosfera de interface prefere, não o fabricante.

Quatro opções de mostradores no novo CarPlay

Então fica a grande pergunta: Será mesmo que as montadoras entregarão assim o controle de seus carros para a Apple?

O primeiro CarPlay demorou para ser adotado por muitas montadoras, que cederam por causa da pressão dos usuários de iPhone.

Quem sabe isso não acontece também com o novo CarPlay e elas resolvam se adaptar à novidade, incluindo inclusive seus próprios widgets para os usuários usarem na interface?

Só o tempo dirá.


Google News

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo