BDIEditorial

Carta aberta a todos os desenvolvedores, a favor da luta contra o cracking de aplicativos

Caros desenvolvedores,

Todos sabemos que a venda de aplicativos para iPhone e iPod touch no Brasil está crescendo, mas ainda “engatinha”. Os altos preços que as operadoras nacionais cobram pelo aparelho ainda não permitem que o iPhone seja popularizado em nosso país, criando uma diferença enorme entre o mercado brasileiro e o americano, por exemplo.

Nós do Blog do iPhone sempre soubemos disso e procuramos desde o início incentivar a produção nacional. Ousamos até dizer que fomos os primeiros a fazer isso desde o início, dando destaque especial a desenvolvedores brasileiros e encorajando-os a criar versões em português dos aplicativos.

Mas há um grande fator que prejudica enormemente a criação nacional: o cracking de aplicativos. Hoje em dia existem vários sites no mundo especializados em disponibilizar apps crackeados, além de ferramentas que tornam fácil qualquer um desbloquear um aplicativo que comprou e liberá-lo assim para a comunidade.

Se lutar contra a existência de apps crackeados é difícil, pelo menos podemos não incentivar a sua divulgação.

No Brasil existem muitos blogs e fóruns menos sérios sobre iPhone, onde a divulgação de métodos e links para aplicativos “piratas” é normal, pois geralmente jovens não gostam de pagar por programas de computador e celular.

Estes mesmos sites fazem o leitor crer que a pirataria de aplicativos é uma coisa normal e corriqueira, o que cria no usuário uma pré-disposição para não comprar nenhum aplicativo, pois de qualquer forma, ele logo logo estará “disponível”.

Porém, ultimamente estes blogs menores tem recebido um grande incentivo dos próprios desenvolvedores, através de códigos promocionais. Isso os permite realizar sorteios, atraindo cada vez mais público.

A contradição de tudo isso é que o público deles, quando não ganha o sorteio, corre procurar pela versão crackeada, pois já está acostumado a isso. Além disso, estes mesmos que ganharam crackeiam aplicativos legítimos para disponibilizá-los à comunidade. Ou seja, um verdadeiro “tiro no pé” dado pelo próprio desenvolvedor.

Claro que a nossa situação se agrava também pelo descaso que a Apple tem com os países da América Latina. A falta da categoria de jogos na App Store nacional é um dos fatores que contribuem com a ilegalidade, impossibilitando o consumidor brasileiro de comprar legalmente jogos para o iPhone. Para piorar, a imprensa brasileira também não ajuda, desinformando mais do que informando (a seguinte matéria exemplifica bem isso).

Mesmo assim, não podemos criar no consumidor a sensação de que pagar por um bem é desnecessário. E é por isso que o Blog do iPhone sempre procurou incentivar a compra legal de aplicativos, inclusive mostrando soluções como a conta argentina, onde é possível comprar jogos com cartão de crédito brasileiro. Palavras relativas ao “cracking” são barradas já nos comentários, e as poucas que passam são manualmente apagadas. Procuramos sempre mostrar também que pagar 5 reais por um bom produto não é nenhum absurdo. Ou seja, buscamos criar a cultura da compra de aplicativos, ao contrário de outros blogs menores.

Obviamente, nem todos gostam desta nossa posição. Acham que “democracia na internet” é poder vir em um site (privado, como este) e exigir que se publique o que eles querem. Como não permitimos, eles partem para o ataque, tentando sujar o nosso nome.

Falsidade ideológica

A imagem acima foi tirada de um site de distribuição de aplicativos piratas. Como se percebe, é usado claramente meu nick, com referencia a este Blog. O que o ingênuo projeto tupiniquim de pirata que criou esta mentira não sabe, é que é possível identificar o nome do proprietário do aplicativo, mesmo ele crackeado. Ou seja, o risco legal que ele está correndo a partir de agora é grande, não só conosco, mas com a Apple, que será informada por nós do acontecido. 🙂

E ao conversar pessoalmente com o desenvolvedor vítima do cracking, ele me disse que tinha justamente passado alguns códigos para o cidadão sortear entre os leitores do seu blog.

Convido a todos os desenvolvedores que estão lendo este texto a fazer um comparativo nas próprias vendas quando um sorteio é realizado em um blog mais sério e quando é feito nesse outro tipo de site.

A intenção aqui não é furar o olho de ninguém, até porque esse tipo de blog realmente não nos preocupa. Mas o que queremos é que se juntem a nós na luta para fazer os usuários criarem a cultura da compra de aplicativos. Para nós, não tem sentido estarmos sozinhos em uma briga que não é nossa, quando vemos que os próprios desenvolvedores nutrem esse tipo de site.

O que propomos a todos é que avaliem bem os sites para quem vocês dão códigos promocionais. Analisar se ele incentiva ou não a pirataria ao ensinar como instalar aplicativos crackeados ou divulgando link para repositórios piratas. Pensem no esforço que vocês tiveram e no tempo/dinheiro que dedicaram para poder produzir aplicativos para iPhone, e que é jogado no lixo cada vez que alguém disponibiliza seu aplicativo de graça para qualquer um instalar.

Esse tipo de site, além de destruir a criação nacional, ainda suja o nome do jailbreak, que é tão útil em tantas outras coisas.

Exijam que esses sites tirem todo o material que incentive a pirataria de aplicativos, em troca dos códigos. Isso nos ajudaria muito a combater essa cultura do “oba oba gratuito”.

Caso eles se recusem, pensem bem se vale a pena ajudar esse tipo de site a atrair mais leitores. O novo iPhone 3GS vem aí e deve aumentar ainda mais os consumidores no Brasil. O crescimento ou não da divulgação do cracking de aplicativos está também na mão de vocês.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar