Apple Pay

Proposta de lei francesa quer abrir o Apple Pay para qualquer cartão

Como você já sabe, o Apple Pay é um método de pagamento incorporado ao iPhone, Apple Watch e Mac, que permite integrar um cartão de crédito ao aparelho e usá-lo em estabelecimentos comerciais, como se fosse o cartão físico.

Para isso, ele usa o NFC, tecnologia de transmissão de dados por aproximação, que é incorporado ao iPhone.

A Apple não permite que outro sistema de pagamentos utilize o NFC, o que faz cada banco ter que fazer parcerias com a maçã caso queira que seu cliente use seus cartões no iPhone.

Mas a intenção dos deputados franceses é acabar com essa restrição.

A Assembleia Nacional da França está para votar uma proposta de lei, com o objetivo de regulamentar o pagamento móvel sem contato. E isso pode obrigar a Apple a liberar o NFC para outras instituições, sem necessariamente passar pelo Apple Pay.



Um exemplo claro é o que acontece no Android, em que qualquer aplicativo pode usar o NFC para realizar pagamentos.

Em Portugal há o aplicativo (ou aplicação, como se diz por lá), chamado de MB WAY, que permite integrar praticamente todos os cartões de crédito do país. Isso possibilita deixar o cartão físico em casa e pagar qualquer coisa usando só o aplicativo.

Imagem: pplware.sapo.pt

Para quem usa o Android, o pagamento pode ser feito por aproximação (NFC), bastando escolher o cartão que se queira. Já no iPhone, isso não é possível e o app então recorre ao QR Code para aprovar a transação. As maquininhas com isso precisam mostrar as duas opções no momento do pagamento.

Vale ressaltar que o MB (MULTIBANCO, rede de caixas eletrônicos similar à Rede Banco24horas no Brasil) não precisa do aval nem do Google, nem da Apple para permitir que seus usuários usem o cartão que quiserem nos pagamentos. E é essa liberdade que os deputados franceses querem no iPhone.

A ideia é que qualquer instituição financeira possa implementar seu próprio sistema de pagamentos pelo celular, usando o NFC sem precisar se submeter às condições comerciais da Apple.

Atualmente, é a maçã quem permite ou não incluir cartões no Wallet do iOS. E há custos envolvidos, o que faz algumas fintechs (como o Nubank) não acharem que valha a pena.

Agora é esperar para ver se a lei é aprovada e quais consequências isso terá no iOS. Além disso, uma lei similar também está sendo discutida em Bruxelas, para ser aplicada em toda a Europa a partir de 2022. Então, parece que a Apple não tem muito para onde correr.

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo