Notícias

Usuários estão consumindo mais livros digitais com o iOS 8

iBooks

Quando a Apple resolveu tornar o iBooks um app nativo do iOS 8, muita gente reclamou, e com certa razão devido ao espaço interno do iPhone e iPad ser algo cada vez mais escasso e precioso. Mas esta atitude parece que tinha um objetivo bem definido, pelos resultados atuais. Graças a isso, mais gente está experimentando e conhecendo a loja de livros digitais da Apple.

Se para nós, leitores de sites e blogs de tecnologia, é algo bem notório e trivial saber como se baixa livros no iPad e iPhone, para muitos usuários novos isto não é tão intuitivo e só ficou mais claro com a inclusão do aplicativo iBooks dentro do sistema.

E isso se reflete em números. Segundo a Apple, a média de novos usuários da iBooks Store em todo o mundo é de 1 milhão por semana, depois do iOS 8. E a maioria dos downloads da loja vem de iPhones.

Além da incorporação do iBooks no sistema, a nova função de Compartilhamento Familiar também ajudou a aumentar o consumo de livros, pois permite que membros de uma mesma família compartilhem as compras.

De fato, há muitos livros interessantes na iBooks Store, que podem ser facilmente baixados no iPhone ou iPad e levados para qualquer lugar. Nós mesmos lançamos um recentemente, de graça, que pode ser baixado neste link.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • William Youssef

    Há males quem vem para o bem

  • Yuri Zanatta

    Ainda mais agora com a tela grande do iPhone 6 Plus, que é muito boa para a leitura, muita gente que achava a tela do smartphone pequena pra ler livros, agora está tendo mais conforto visual.

  • Rodrigo Vieira

    Prefiro o Banca!

    • banca não é apenas para revistas?

      • Rodrigo Vieira

        Na verdade, eu quis dizer que prefiro ler pela banca. Mas sim, só é para revistas.

  • Muito disso também é por causa das telas maiores dos iPhones.

  • Anderson Camões

    Eu gostaria que este compartilhamento familiar fosse melhor. Por exemplo, ao ativar tenho de concordar em pagar pelas compras de outro membro da família.
    Não poderia ser tipo assim: eu e minha esposa temos nossas contas e queremos cada um pagar por seus aplicativos. Porém queremos compartilhar. E não podemos. Se quisermos compartilhar, um dos 2 tem que ficar responsável pelos pagamentos. E por que?

    • Diego

      Desenha pq eu nao entendi sua duvida…

      • Anderson Camões

        Quando vc vai ativar o compartilhamento familiar o sistema pergunta: blá, blá, blá, vc concorda em pagar pelas compras que eles iniciarem na ITunes, iBooks e App Store.
        Queria apenas compartilhar o que cada um comprou, simples, só que com cada um pagando por suas coisas.
        Vou fazer uma analogia: se vou a uma livraria e compro um livro, minha esposa também lê, ou seja, compartilhamos. E minha esposa também pode comprar, cada um pagando o seu é ambos compartilhando.
        Outro exemplo. Tenho minha id no PlayStation e minha esposa tem a dela. Ela compra na dela, com o cartão dela. Eu compro na minha, com meu id. cada um paga o seu, porém compartilhamos os jogos.
        Isto não é possível na Apple porque ela entende que precisa ter um “chefe de família”, alguém responsavel por todas as compras. É isso no mundo de hoje, com homem e mulher trabalhando, não faz muito sentido.
        Acho que agora eu consegui ser mais claro.

        • Tulio galvao

          O que você pode fazer, é entrar com o ID da sua esposa, e baixar os aplicativos que ela comprou. E ela fazer o mesmo com relação à sua conta. É assim que faço com a minha esposa. Cada um tem seu ID apple e faz suas compras separadamente. Se eu me interessar por algum app que ela comprou, faço o login com o ID dela e baixo no meu iPad/iPhone. Deu pra enteder mais ou menos?

          • Anderson Camões

            Isso eu já faço. Mas uma vez que a empresa cria o compartilhamento familiar, ele deveria contemplar a possibilidade sem necessidade de fazer isto.
            Deveria ser mais prático. A Apple sempre se disse uma empresa de tecnologia que pensa em em seus usuários.

            • Kaka Freitas

              Anderson Camões concordo, não somente o compartilhamento familiar de verdade… Como disse PlayStation, espero em futuro próximo o compartilhamento para amigos, nem que seja através de email… Você adiciona aqueles com quem quer compartilhar! Algo assim. Esse é a diferença do impresso, porém prefiro eBooks, pena que nem sempre os lançamentos dos impressos acontece nos dois formatos. 🙁

  • Danilo Araujo

    Eu não tive muito sucesso tentando ler no Ipad Air..além do brilho cansar a vista o peso do aparelho com o tempo se torna incomodo,acabei precisando comprar um E-Reader :/

    • Penso a mesma coisa, não só com iPad ou iPhone. Sou dos que só conseguem ler livros em uma tela e-ink. Meus olhos agradecem.

    • Celso F. Araujo

      Eu e minha esposa temos cada um Kindles e eles são muito superiores em matéria de conforto visual para a leitura de e-books.

      • Anderson Camões

        Mas acho que o e-inl não da pra ler no escuro, ou estou errado?
        Desculpa, nunca tive um, uso o iPad mesmo é não vejo nenhu, incômodo.

        • Celso F. Araujo

          Depende do seu e-reader, no caso do Kindle Paperwhite ele possui iluminação própria e a bateria dura cerca de 8 semanas. Outros modelos dependem de iluminação externa.

  • Rafael Tavares

    Já leio no tablet desde o IOS 6. Não só pelo Ibook como pelo aplicativo da Kindle que também é muito bom, sem falar nos preços da Amazon que acho inferiores ao da Apple.

  • Bruno

    Alguém sabe qual é esse livro mostrado na foto? As tirinhas do Calvin? Eu não achei na iBooks Store

  • Renato Carvalho

    “Consumir livros”? Como isso é feito? Procurei no dicionário a definição de “consumir” e não há associação quanto a isso.

    • Walter Viana

      Você é estrangeiro? Não preciso de dicionário para entender textos simples como estes.

      • Leonardo Holzbach

        Renato ta fazendo graça…
        Todo o mundo sabe que pode-se consumir “cultura” sem propriamente ingerir tijolos de um teatro, ou cinema.

  • Hugo Santos

    Não há como o Kindle para ler bem, sem cansar e sem magoar os olhos. 🙂