Notícias

Apple volta a ter direito à patente “pinch to zoom” relativa ao multitoque no iPhone

Pinch to zoom

Em julho deste ano, o escritório norte-americano de marcas e patentes invalidou uma das mais importantes patentes da Apple em relação ao iPhone, a chamada “patente Steve Jobs“, que determina como funcionam os gestos multitoque no iPhone (tecnologia que foi amplamente copiada pelos concorrentes). Esta patente foi bastante conhecida pelo “pinch to zoom” (movimento com dois dedos usado para dar zoom na tela), mas engloba outros elementos.

Agora, o mesmo escritório (USPTO) revalidou a patente e considera que ela pode ser registrada.

Permitam-me contar um caso pessoal: antes de 2007, eu estava procurando uma solução para minha necessidade de levar comigo minha vida digital, como músicas, vídeos (para assistir no caminho para o trabalho), emails, poder acessar sites da internet e ter ferramentas de organização (como agenda, Excel, etc). Na época, a moda eram os aparelhos tipo Palm, que possibilitavam levar no bolso tudo isso que eu precisava, o que me fez pesquisar no mercado as opções que se encaixassem nas minhas necessidades.

Testei em lojas diversos modelos, mas todos tinham algo que me incomodava muito: só podiam ser manipulados usando uma “canetinha”, coisa que sempre odiei. Eu até testava as telas para ver se, caso eu perdesse o tal acessório, conseguiria manejar o conteúdo, mas era bem difícil. Era preciso apertar a unha contra a tela e mesmo assim, nem sempre funcionava de forma precisa. Então desisti do Palm e esperei que surgisse algo que funcionasse para mim.

Era assim o mundo dos aparelhos “sensíveis ao toque” que existiam no mercado.

Aí Steve Jobs apresentou o iPhone no dia 9 de janeiro de 2007. Um aparelho que não precisava de canetinha para manipular, pois funcionava de forma maravilhosa com o simples toque dos dedos. Nada de pressionar a tela ou forçar nada, bastava simplesmente tocar e deslizar. Na época, isso era realmente “mágico” e quem não presenciou esta mudança “ao vivo”, não entende hoje como foi revolucionário este novo jeito de interagir com telas sensíveis ao toque.

Apresentação do primeiro iPhone

Para a Apple, não foi fácil reinventar a roda. Eles conseguiram criar uma maneira de fazer um sistema de toques múltiplos que ignorasse toques não-intencionais, de forma precisa e acurada, tudo isso apenas com os dedos. Até então, nenhum outro dispositivo no mercado conseguia fazer isso e esta é uma das razões do iPhone ter impressionado tanto o mundo inteiro.

Meses depois, os concorrentes começaram a tentar lançar dispositivos na mesma linha, mas a qualidade do toque estava a quilômetros de distância daquela apresentada pela Apple. Só com o tempo, os concorrentes começaram a reproduzir algo parecido, baseados no que conseguiram copiar do iPhone. A razão de Jobs ter declarado uma “guerra termo-nuclear” contra o Android foi justamente o fato deles terem copiado isso, de forma desonesta (no ponto de vista da Apple).

É tudo isso (e não apenas o simples gesto “pinch to zoom“) que a Apple procurou patentear, para garantir sua criação. Claro que é graças a esta cópia que temos hoje muitas opções no mercado e quem não pode comprar um dispositivo Apple (muitas vezes por causa do preço elevado), defende que todos deveriam poder usar esta “invenção” livremente (para eles também terem acesso a ela). Mas o sistema de propriedade intelectual nem sempre funciona assim.

Se repararmos no mercado, as empresas que tiveram um mínimo de decência e caráter para não copiar a Apple, estão hoje em dificuldades financeiras, mesmo ex-gigantes. Nokia foi vendida para a Microsoft, a Motorola para a Google e o BlackBerry tem seu futuro incerto para muitos. A Samsung, que foi a que mais copiou de forma quase desonesta tudo o que a Apple fez, está dominando o mercado de Androids, esmagando sua concorrência direta (como HTC e outros).

Até que ponto é justo as empresas que não copiam a Apple irem para a falência e as que copiam, ficarem ricas? É isso que o sistema de patentes tenta regulamentar, o que resulta nas cansativas e longas batalhas judiciais que ninguém mais aguenta.

Com a volta da patente “Steve Jobs”, o Android corre sérios riscos de enfrentar problemas no futuro. E as longas e cansativas disputas judiciais continuarem ainda por muito tempo.

fonte FOSS Patents

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • Miguel Pietroski

    Agora o bicho vai pegar!

    • Lucas

      Até que enfim! Chegou a hora da Apple defender o que é seu por direito! Pois foi ela quem criou e espalhou para todo o mundo!

      • ivo neto

        Isso já era previsível.

      • ivo neto

        Isso já era previsível. Pois está mais que claro que a “Patente Jobs” é marca registrada da Apple.

    • Rodrigo

      Principalmente porque essa matéria dá margem de pensamentos divergentes. Todos podem inventar “O QUE”, mas “COMO” cada um tem que ter seu jeito.
      Quem está contra a Apple está com o pensamento no todo dentro do mercado de celulares… quem está a favor da Apple está pensando já dentro do mercado de celulares em diferenciais nessa batalha. Todo mundo pode criar carros, computadores, celulares, telefones, agora, como irá fazer é cada um que decide…

  • Leonel

    Android copiou
    Mais copiou errado

    Sistema muito falho!

    Ios sempre!

    • Felipe

      Eu sou a favor do uso dessa tecnologia por todos, até porque, como nos outros dispositivos as pessoas vão dar zoom? Dois toques? É horrível,mas vezes é preciso dar mais zoom do que o duplo toque deu, as vezes menos zoom. É que nem assistente pessoas, câmera no celular, coisas assim.
      Imaginem se a Nokia tivesse patenteado a câmera nos celulares e só ela pudesse usar isso hoje, como o mercado estaria? Imagina se a Motorola tivesse pateando o sistema de ligações do celular e só ela usasse? A tecnologia avnaça com cópias, mas estas cópias precisam ter algo a mais. Por exemplo as telas mais finas e com mais qualidade, que hoje tanto a Apple como concorrentes lançam.

      • Para mim ficou claro que você não leu o texto com atenção.

      • Overlord

        Eu sou à favor do uso da tecnologia por todos mas só depois de um determinado período de tempo.
        Acho que assim, os consumidores seriam beneficiados e as empresas que criam novas tecnologias não se sentiriam desestimuladas.

        • Francisco Vorcaro

          Nem é questão de período de tempo, é questão de ir lá e pagar pra usar a patente. Simples assim! :p

          • Carlos Vinicius

            É isso aí Francisco… não sei o que o povo pensa? Quem defende o uso indiscriminado das idéias dos outros é pq nunca criou nada.

            Quer usar? Pague por isso.
            Isso serve para a Apple (que acabou pagando no caso do relógio do iPad) tanto quanto para qualquer outra empresa.

            Quer usar minha idéia (patente)? Pague por isso e pronto.

            A Apple não usava o apagar cada ligação do histórico pq era uma patente (ou não?)

            Sem essa proteção de patentes não teríamos pesquisa, pois é exatamente isso o que financia as pesquisas, pra quem não sabe de cada 10 patentes no máximo 1 dá retorno financeiro, por isso tem que ser realmente valorizada.

      • Vinicius

        Ah. Vamos inverter os casos. Imagine que você criou um aparelho junto com seu sistema operacional e demorou MUITO tempo fazendo pesquisas , investimentos e gastou muito dinheiro para inventar uma nova tecnologia. Você lança seu produto com essa tecnologia e todos ficam impressionados com ela, aí um mês depois um concorrente seu lança um aparelho para competir com o seu usando a SUA tecnologia, copiando na cara dura, sem gastar nada por isso. Você iria gostar? Não iria lutar para que esse concorrente fosse punido por ter apenas copiado uma tecnologia que você gastou tempo e dinheiro para criar? Pense nisso.

    • Rodrigo Btt

      Estranho que a patente PtoZ da Apple tinha sido “cancelada” pois ela já tinha sido patenteada por um inventor 10 anos antes do lançamento do iPhone.
      De repente houve um acordo extrajudicial ou sei lá… Essa lei de patentes americana é bem confuso… Até o Obama já se pronunciou sobre essa bagunça

      • Vinicius

        A patente que existia a dez anos atrás não era para uso em smartphones nem usava apenas uma das mãos, além de não ser especificamente para dar zoom em algo. Foi isso que a Apple reivindicou. Além disso, a Patente Steve Jobs não trata apenas o Pinch to zoom, mas sim de diversos gestos multitoque e sistemas para detecção de toque.

  • Mário

    A Samsung pira!

  • kiko76

    #fail concorrente…

  • André Luis

    Acho Justo a Apple a reivindicação da Apple.

  • André Luis

    A sensibilidade ao toque dos primeiros aparelhos da Samsung era horrível, até que ela conseguiu fazer uma cópia menos pior hj em dia.

  • Saulo Rogério

    Ótimo!

  • Rafael

    Fiquei com um 3Gs durante 2 anos e meio. Hoje estou com um Galaxy.
    Deixa a desejar. Sistema Android é muito “personalizavel” mas fode com o sistema todo, fica muito ruim.
    Sem falar que estou na versão 4.2.2 do Android enquanto a 4.3 já está ai e a 4.4 está pra sair.
    Estou com um Grand Duos lançado esse ano esperando update pro 4.3 que será o último.
    Meu 3Gs veio com iOS3, depois 4 5 e o 6.
    Apple é outro nível.
    Não vou vender agora o meu, comprei faz nem 4 meses. Mas o próximo vai ser outro iPhone com certeza.

  • Jorge

    Queor ver a sansung copiando o leitor de biometria da Apple.

    • Ulisses

      Não vamos dar a idéia né… rs

      • Felipe

        Mas leitura biométrica não é invenção da Apple, inclusive já existia um motorola com esse recurso.

        Pode ser que a experiência Apple seja bem melhor (aposto que sim), mas ela não inventou nada.

  • Roberta

    Por mais fã que eu seja da Apple e posso dizer que tenho tudo, ou quase, acho que todos devem mesmo copiar!! Abaixo patentes que só servem para deixar 1 empresa rica e que se danem os consumidores!!!
    Todas as pessoas passam a ter acesso e obriga inclusive a apple a nao ficar parada, se aperfeiçoar cada vez mais. (os fanáticos pela apple costumam ser meio burrinhos quanto a isso…rsrs)
    Já pensou se a Samsung tivesse patenteado o formato da 1a TV de plasma (sim, invenção deles) e ninguem tivesse copiado?!? Só teríamos eles hoje dominando o mercado? Quem perde nesses casos é sempre o consumidor!
    bjinhos

    • Douglas

      Eu meio que concordo com você Roberta, a concorrência sempre será aliada do consumidor. Os fanáticos precisam começar a pensar mais em si mesmos e parar de pensar nas corporações.

      • Na minha opinião, quem defende isso é porque NUNCA teve uma ideia boa na vida e não sabe o que é você criar uma coisa legal e depois de um tempo ver os outros ganhando dinheiro com ela.
        Parece ser o caso de vocês.

        O mesmo raciocínio pode ser usado para defender os camelôs. “Abaixo as empresas registradas que pagam impostos e ficam ricas com o que vendem! Vamos democratizar e deixar os camelôs venderem os CDs piratas, muito mais acessíveis à população!”.
        Me parece um pensamento bem medíocre, no meu ponto de vista.

        • Yuri Musachio

          Batendo palmas, iLex.
          Usou uma comparação fantástica!

        • caesarpanda

          Concordo com o que iLex disse… e você falou só de cd pirata, imagine uma loja de roupas no centro de SP, com empregados, despesas fixas, impostos (que são baixinhos no Brasil), um camelô monta sua tenda (é aqui tem camelô que tem tenda não banquinha) coloca roupas “semelhantes” as da loja, tudo da china ou dos pessoal semi-escravo das confecçñoes…
          E nesse caso estamos falando de “brigas” entre grandes corporações, apple, lg, samsung e outros, mas lembrem-se que sem as patentes seria uma zona, pois as fábricas na China que fazem o iphone, são as mesmas que fazem todas as outras marcas, assim como os fornecedores de peças e componentes, se tudo fosse liberado… acabaria o mercado mundial de quase tudo.

        • Thiago

          Acho que existe um meio termo, talvez o coleguinha ali de cima não tenha se expressado bem.
          Acredito que é válido sim o uso de tecnologia pelas concorrentes, mas também sou a favor da patente.
          Assim se valorizam as boas ideias, o desenvolvimento é estimulado, e os consumidores terão acesso a ela, inclusive com o benefício da concorrência.
          Para isso, pode-se usar talvez um sistema similar a indústria farmacêutica, onde uma fórmula patenteada a um laboratório pode ser utilizada por outro 10 anos após ter sido lançada. Assim, o laboratório criador da fórmula tem seu merecido lucro, estando 10 anos na frente tecnologicamente falando, porém sem privar um ou outro paciente do uso do medicamento.

          • Paulo

            O meio-termo é simplesmente pagar royalties pelo uso da tecnologia patenteada. Ninguém está dizendo que uma empresa não possa usar a tecnologia criada por outra. Não pode é usar sem pagar.

            • André F. Pelegrini

              Santo Deus! Finalmente alguém entende!
              Patente tem que existir mesmo, se é bagunçada então é problema de quem está perdendo com isso, que se juntem e forcem uma mudança. Agora achar que patente é criação do mal é ingenuidade.

        • Alexandre

          Ninguém fora as próprias empresas e os advogados sabem realmente em que nível está a cópia, mas o fato é que cópia é muito diferente de produto semelhante. É possível desenvolver um produto semelhante a outro sem quebrar nenhuma patente, basta comprovar que, embora se pareçam, as tecnologias foram desenvolvidas de forma diferente. Pra fazer uma analogia, vejam casos da Coca-Cola e Pepsi. A patente da Coca-Cola é pela fórmula do refrigerante, e não pelo sabor em si. Se a Pepsi conseguir desenvolver o mesmo sabor com uma fórmula diferente (que é o que tentam até hoje), não há quebra nenhuma de patente. Então não dá pra saber se realmente a Samsung e outros “imitaram” a Apple ou se inspiraram-se na pioneira e desenvolveram tecnologia própria, que, embora parecida, é produzida de forma diferente.

        • Juliano

          E o mais importante… ao fazer isso q a Roberta sugere, vc estará atrasando e até mesmo regredindo no progresso tecnológico, uma vez que é mais fácil copiar do que investir em novas tecnologias…
          Para que eu vou gastar milhões em investimento de novas tecnologias, se eu possa esperar alguém fazer isso e eu copiar e ganhar… vai chegar um ponto que todos vão ter o mesmo pensamento e não vamos ter mais nenhum produto inovador no mercado… afinal é mais fácil e barato copiar…

        • Douglas Marques

          Não, eu não defendo o roubo de ideias (não sei onde foi que você leu isso), eu apenas defendi o mercado concorrente. Não defendo a SAMSUNG e não tiro a razão da Apple, apenas tenho a opinião (e isso ainda é totalmente legal), de que a concorrência é o que gira o mercado. E que os consumidores devem sim se importar com os próprios interesses em primeiro lugar.

        • Marcia

          Ótima iLex, esse pessoal deve ser daqueles que copiam sempre, nunca tem idéias próprias.

        • Alexandre Machado

          Galera, no mercado da indústria farmacêutica também são exigidos anos de pesquisa e milhões de dólares para lançar uma nova molécula.
          Por esse mesmo motivo, ao se descobrir uma nova molécula ( substância, remédio) os laboratórios tem direito de exclusividade de 10 anos. Nesse período esse novo medicamento é vendido por um preço bem mais alto que poderia ser, o laboratório garante seu investimento e claro, lucros!!!
          No meu ponto de vista, não deveria ser diferente disso nesse assunto.
          E claro que não concordo com todos poderem copiar livremente uma descoberta sua!!!
          Para ser ter ideia, gasta-se uma média de 10 milhões na descoberta de um novo medicamento.
          E ai?
          Gastei, descobri, lancei….
          E o meu concorrente que basta pegar meu comprimido, analisar e lançar praticamente sem custo vai sair de boa assim?

          Tenho que concordar com o iLex, esse pensamento é medíocre e sinopse vir de alguém que nunca teve boas ideias na vida!

          Abs

        • Alexandre Machado

          Galera, no mercado da indústria farmacêutica também são exigidos anos de pesquisa e milhões de dólares para lançar uma nova molécula.
          Por esse mesmo motivo, ao se descobrir uma nova molécula ( substância, remédio) os laboratórios tem direito de exclusividade de 10 anos. Nesse período esse novo medicamento é vendido por um preço bem mais alto que poderia ser, o laboratório garante seu investimento e claro, lucros!!!
          No meu ponto de vista, não deveria ser diferente disso nesse assunto.
          E claro que não concordo com todos poderem copiar livremente uma descoberta sua!!!
          Para ser ter ideia, gasta-se uma média de 10 milhões na descoberta de um novo medicamento.
          E ai?
          Gastei, descobri, lancei….
          E o meu concorrente que basta pegar meu comprimido, analisar e lançar praticamente sem custo vai sair de boa assim?

          Tenho que concordar com o iLex, esse pensamento é medíocre e sinopse vir de alguém que nunca teve boas ideias na vida!

        • Alexandre Machado

          Galera, no mercado da indústria farmacêutica também são exigidos anos de pesquisa e milhões de dólares para lançar uma nova molécula.
          Por esse mesmo motivo, ao se descobrir uma nova molécula (substância, remédio) os laboratórios tem direito de exclusividade de 10 anos. Nesse período esse novo medicamento é vendido por um preço bem mais alto que poderia ser, o laboratório garante seu investimento e claro, lucros!
          No meu ponto de vista, não deveria ser diferente disso nesse assunto.
          E claro que não concordo com todos poderem copiar livremente uma descoberta sua!
          Para ser ter ideia, gasta-se uma média de 10 milhões na descoberta de um novo medicamento.
          E ai? Gastei, descobri, lancei….
          E o meu concorrente que basta pegar meu comprimido, analisar e lançar praticamente sem custo vai sair de boa assim?
          Tenho que concordar com o iLex, esse pensamento é medíocre e sinopse vir de alguém que nunca teve boas ideias na vida!

      • Roberta

        Que bom Douglas!

        O grande legado da Apple ainda acho que é a legião de fãns incondicionais! Preocupam-se mais com o ganho da empresa (não que hoje ela precise!) do que com a evolução do mercado e visando o principal objetivo, que somos nós, os consumidores!

        bjos

    • iJunior

      Roberta, respeito a sua opinião, mas discordo totalmente. Quando se cria (ou se aperfeiçoa) uma tecnologia, são gastos milhares ou, as vezes, milhões em pesquisas para que aquilo funcione e possa ser comercializado e seja revertido futuramente em lucro para aquela empresa que investiu na pesquisa. O mesmo acontece no desenvolvimento de um software. Você cria um bom software. Alguém faz uma engenharia reversa, abre o seu código e o copia. Você não irá gostar, com certeza. Tentemos pegar um exemplo chulo, respeitando as devidas proporções: Você tem uma lanchonete e descobre que a mistura de Ketchup Heinz com Maionese Hellman’s vira um molho delicioso que faz com que muita gente vá no seu estabelecimento comer por causa desse molho. Mas antes disso, você teve que gastar dinheiro tentando misturar outras marcas (Arisco + Arisco, Hellman’s + Hellman’s, Arisco + Soya, Heinz + Soya, etc…). Aí vem alguém e vê como você faz o molho, abre uma lanchonete e faz o molho como o seu, sem ter gastado nada a mais pois ele já sabia “a receita” para o sucesso. Bom, seus clientes terão mais de uma opção para frequentar (bom para eles), mas você irá ter o lucro dividido com outro lugar (ruim para a sua empresa).
      Claro que foi um exemplo bobo, mas é só para ter noção do meu ponto de vista. Como usuário, concordo com você que é muito bom que tenhamos mais opções para que possamos escolher. Porém, se eu mudar minha visão para a de uma empresa, isso realmente é muito injusto.

      • Henrique A.

        O exemplo ficou muito bom. Mas pra ela entender melhor, acho importante que ela imagine que cada pote de maionese e catchup custam o preço de um carro. Acho que aí sim ela entenderia melhor o seu exemplo…

        • KGB

          Ou podemos citar a espionagem feita pelas empresas canadenses contra a Petrobrás e o Ministério de Minas e Energia. Nós (brasileiros) pagamos bilhões em pesquisas, estudos, desenvolvimento de tecnologia e então vem um outro país e surrupia todo o gasto intelectual e tecnológico que tivemos. E desta forma tem mais da metade do caminho pronto, desenvolvendo muito mais barato (pois não gastou para pesquisar) e concorrendo deslealmente.

      • Marcia

        Eu acho que agora ela entendeu!!!!!!

    • Marco Arthur

      Sem entrar muito no mérito da patente, mas o que seria de nós se só a goodyer pudesse fabricar pneus, se só a BMW pudesse fabricar motor, se só a OSRAM pudesse fabricar lâmpadas???

      Na minha opinião é a mesma coisa.

      • Rodrigo

        Eles não tem exclusividade, mas voce não pode negar que são os melhores no que fazem. Só que você não entendeu o que está acontecendo aqui. As empresas podem inventar celulares do jeito que elas quiserem, só não podem tirar o diferencial das pioneiras. Sua comparação foi um tanto pobre porque estas empresas que voce citou não tem nenhum diferencial competitivo mas vamos usar a imaginação, a OSRAM fabrica lampadas, mas se um dia ela fabricar uma lampada que não precise rosquear para instala-la? Um diferencial muito bom e certamente vai fazer vender bem. Aí vai lá a concorrente e copia para bater de frente por méritos que não são dela e se dá bem, enquanto o resto das marcas de não copiaram tem prejuízo. Isso além de ser infantil, mostra que uma empresa não tem criatividade e depende dos outros para sobreviver. Se voce fosse um investidor, qual depositaria suas ações por exemplo? São várias explicações que não cabem em um blog

        • Marco Arthur

          Já ouviu falar em lâmpada de LED Rodrigo? Isto acontece hoje. Tem mais de um fabricante trabalhando na tecnologia LED e todos ao mesmo tempo. Vence que produz o melhor produto.

          Acho que é isto que a Apple tem que fazer, o melhor produto, para que nós compremos ele e não da Samsung. Digo isto pois tenho iPhone e gosto muito. Só que não estou disposto a pagar mais do que já paguei se esta fosse a única marca a vender o produto, podendo colocar o preço que bem desejar.

          Aliás, quem inventou o que a Apple tira proveito foi a Motorola, afinal se não fosse a comunicação via celular, de nada adiantava para a Apple.

          • Roberta

            Falou tudo Marco!

          • Rodrigo

            Sim sim, desculpe mas creio que voce está batendo na mesma tecla. Um mercado de lâmpadas de 3 ou 15 reais não se compara a um aparelho de 500 ou 2500 reais respectivamente, cada nicho de mercado tem suas melhores estratégias para vencer. Lâmpadas como já falei não se compara então parei por aqui… a BMW pode fabricar motor, mas se fabricar um motor que não precisa de radiador, é um merito competitivo pra quem quer gastar 200 mil em um carro. Quanto a lâmpadas, se a pessoa sentir necessidade ela compra de led de qualquer marca, ou compra mais barato a normal mesmo.

            “Acho que é isto que a Apple tem que fazer, o melhor produto, para que nós compremos ele e não da Samsung” Sim, mas a Apple faz sim os melhores, só que do que adianta sempre fazer o melhor, se a samsung sempre irá copiar? Isso é um ciclo sem fim e as patentes servem pra acabar com isso

            “Aliás, quem inventou o que a Apple tira proveito foi a Motorola, afinal se não fosse a comunicação via celular, de nada adiantava para a Apple.” Nessa linha de pensamento, o homem não pode criar nada nesse mundo, pois quem o criou foi Deus (rs)

      • “o que seria de nós se só a OSRAM pudesse fabricar lâmpadas??”

        Talvez os concorrentes tivessem que criar uma alternativa e aí descobrissem uma maneira de iluminar ambientes muito mais eficiente e menos poluente que as arcaicas lâmpadas atuais.

        É investindo em novas soluções que o mundo evolui, não copiando ideias que já existem só para fazer dinheiro.

        • Junior

          A patente não significa que outros fabricantes não podem usar a tecnologia, ela deixa claro que para usar essa tecnologia o outro fabricante terá de fazer acordo com o dono da patente. Um sony vaio usa um display da LG… por exemplo. Nada mais justo que outros fabricantes pagarem para utilizar uma tecnologia que você criou! E nesse mundo de gigantes como Apple e Samsung normalmente elas negociam o uso de patentes proprietárias entre elas.

        • Marco Arthur

          Então iLex, a Apple inventa outro método de comunicação sem fio para poder utilizar a patente dela.

          É a mesma coisa, a patente dela só tem serventia porque esta atrelada a outra tecnologia que não foi inventada por ela.

          O que disse em comentário anterior, sou usuário da Apple e comprei o produto dela por considerar melhor que o da Samsung.

          • Mas a outra tecnologia ela paga licenças, caso você não saiba.
            Não dá para comparar com o que está se discutindo no texto.

            • Overlord

              Sejamos justos: PAGA porque foi OBRIGADA na Justiça, não porque queria.

              Aliás, o quê a Apple fez neste caso foi exatamente o quê estão fazendo com ela agora: utilizou a tecnologia de outrem por ANOS sem pagar nada e espera quietinha.
              Se pegarem ela no flagra, ela termina pagando.

              Só para ser mais justo ainda: esta técnica do “se colar, colou” é utilizada por todas as empresas.

        • Roberta

          “o que seria de nós se só a OSRAM pudesse fabricar lâmpadas??”

          “Talvez os concorrentes tivessem que criar uma alternativa e aí descobrissem uma maneira de iluminar ambientes muito mais eficiente e menos poluente que as arcaicas lâmpadas atuais.”

          Talvez sim, mas muito provavelmente poucos teriam luz e muitos outros viveriam no escuro, pois nao poderiam pagar pelas lâmpadas.

          Se analisarmos um pouco mais a fundo o funcionamento do mercado, verão que quem tem a idéia original, mesmo que nao protegida por milhares de patentes, ganha muito dinheiro pelos louros da originalidade, durante 1, 2 ou 5 anos (como no caso da apple), até que os concorrentes consigam ter suas “cópias” a altura da 1a, que até então já faturou milhoes e milhoes. É só vce ver o valor da apple e microsoft (que tanto é citada pela pirataria existente). Mas graças a essa pirataria, que tbm sou contra!, podemos ter acesso a um Windows original mais acessível, por exemplo. Isso sem que a Microsoft deixe de ganhar ou ter ganho bilhoes e bilhoes durante anos.

          Respeito a opiniao de todos, mas acho que devemos ter uma visão macro do mercado, até que ponto a apple foi prejudicada (? senda a empresa mais valorizada hoje?? sera?!?) até hoje pelas copias descaradas da samsung e até que ponto o consumidor (nós!) deixaria de ganhar se isso nao tivesse ocorrido. Vamos refletir mais a fundo e ver que nao houve prejuizo que mudasse algo para a apple e somente benefícios aos consumidores que nao podem pagar pela 1a opcao, alem de obrigar a apple a continuar inovando para manter sua posicao!
          bjos

          • Roberta

            Acho que vou mudar meu Nome para Roberta Polemica! kkk

            • Rodrigo

              voto em Roberta Fanfarrona

            • Carlos

              Eu mudaria para “Roberta burra”.
              Discursinho pseudo-socialista, como se as empresas tivessem que gastar dinheiro para ela comprar coisas baratas. Defende uma teoria infantil, que qualquer adulto mais estudado vê que não é possível ser aplicado no mundo real.

              Volta pro teu celular de dois chips e não vem atrapalhar a conversa dos adultos, fia!

            • Asouza

              Não tia muda para ROBEETA CAMELÔ
              comina legal contigo

          • André F. Pelegrini

            Visão macro (realista) de mercado: “Lugar de chorar é na cama, que é mais quente.”

            Se a emprese investiu, desenvolveu, trabalhou e aplicou tem que patentear, vender e ficar rica sim.

            Você fala tanto em “respeito ao consumidor” mas esquece que ele tem o maior poder que jamais será dado a qualquer empresa: Decisão de compra.

            Se ninguém comprar a Joça-mágica-mais-cobiçada-da-galáxia não importa N patentes que possua, vai ter que baixar o preço para vender ou negociar seus termos para ver os Obamas entrando no caixa.

            Sem choro nem vela!

    • Rodrigo

      Roberta, posso estar enganado mas quem inventou a 1ª TV de plasma foi a Fujitsu. E quem foi pioneiro em liderança no mercado foi a Panasonic, pena que hoje as pessoas acham que só porque as da sony são mais caras são melhores, mas muita TV da panasonic de plasma tem uma imagem muito melhor que muita TV de LED de marcas mais baratas hoje, experiência própria

      • Henrique A.

        Vale ressaltar que a tecnologia plasma para TV é muito melhor do que LCD/LED, no sentido de qualidade de imagem (contraste, principalmente).
        As vantagens da LCD estão no quesito de economia de energia, menor reflexo em ambientes claros e menor espessura. Na qualidade de imagem perdem feio.

        • Roberta

          Queridos,

          mas é aí que quero chegar! graças a possibilidade de termos essa concorrência, de todos poderem colpiar a TV do vizinho, que EVOLUÍMOS!

          O mercado vai mudando lentamente, para continuar na liderança, a marca X teve que continuar em bussca de novas tecnologias, assim como a concorrencia, pois simplesmente copiar nao será o suficiente para vender bem e brigar coma TV lidder!, daí temos Plasma, depois LCD, depois 3D, depois surround, etc. Graças a possibilidade de todos poderem fazer o mesmo produto, temos evoluçao constante!

          bjinhos

          • Henrique A.

            Sim, mas para entrar na concorrência teriam que pagar pelo uso da patente. Pode usar e aperfeiçoar, mas tem que dar valor (dinheiro) para quem pesquisou e criou o produto.
            Quanto aos painéis de plasma e lcd, sei que não é o foco da discussão, mas acredito que o plasma é mais recente que o lcd, e não o contrário, como você sugeriu.

  • JanjaBoy

    Esse mundo tem cada coisa.
    Não acho que esse seja um gesto criado pela Apple. Pode até tentar uma patente, mas polegar e indicador todo mundo têm.

    • Allan

      Concordo com vc Janja. Vale lembrar que o mundo caiu sobre a Microsoft quando ela tentou patentear o duplo clique…

    • “É tudo isso (e não apenas o simples gesto ”pinch to zoom“) que a Apple procurou patentear, para garantir sua criação.”

      • JanjaBoy

        Tudo bem.
        Mas aí a Apple teria que ter inventado a tela de toque e, patentear tudo sobre ela, né?

        • Se o que você diz tivesse sentido, eu não teria tido tanto problema em encontrar bons Palms sensíveis ao toque em 2006…

          • JanjaBoy

            iLex, a tela capacitiva qua a Apple usa (se não estou com défice de memória) foi criado pela IBM nos anos 60/70.
            A Apple deu uma utilidade fantástica sim. Mas não pode bloquear o uso sobre a tela que não é dela.

            E no caso de um peso e duas medidas, a Apple computer (todos sabemos) nunca foi boazinha quando furou todos os acordos com a Apple Records.

            • Não misture as coisas.
              Você partiu do suposto que “a Apple é má” e usa isso para defender que ela está errada, indiferente do argumento que eu usar. Aí fica difícil criar um debate produtivo, porque o que quer que eu fale, você virá com outros casos aleatórios para defender seu ponto de vista.

            • JanjaBoy

              Tem uma música que eu conheci com a Count Basie que o título é: “well alright, okay, you win”
              Mas temos que lembrar que não existe bonzinho nesse mundo. Se não posso mostrar os fatos “aleatórios” onde a Apple derrapou, só sobrará onde a Apple é santa.

            • Uma discussão só é sadia quando as duas partes estão dispostas a mudar de opinião com argumentos convincentes. Eu estou aberto a mudar a minha, caso você me convença.
              O problema é que você não está considerando o que eu falo. Se eu respondo a sua pergunta, você cita outro caso aleatório que não tem muito a ver com a discussão para argumentar. Aí como eu vou mudar minha opinião?

              Se eu responder sua pergunta e argumentar que a patente que o texto fala não é sobre telas capacitavas e sim sobre a maneira que o software interage com elas (que é algo bem diferente do que existia antes de 2007), você é capaz de contra-argumentar dizendo que o Jobs roubou a ideia do mouse da Xerox. Aí mesmo eu argumentando que isso é um mito, pois ele pagou pela ideia que seria esquecida em uma gaveta, você responderia que a Apple é má porque Steve Jobs consumiu LSD na juventude.

              É desse tipo de “argumentos aleatórios” que eu falo, que fogem da discussão central para tentar justificar que a Apple é má e não tem direito de existir nesse mundo. Aí fica difícil discutir seriamente.

            • Que fique claro: minha intenção não é defender a Apple e sim o direito dos criadores em defender suas criações.
              Da mesma maneira que fico fulo quando um adolescente abre um blog copiando e colando os textos que eu escrevo, sem pedir autorização. É essa “cultura da cópia” que eu defendo que deva ser exterminada do mundo.

    • Rodrigo

      Levando pelo seu ponto de vista, voce está dizendo que a Apple patenteou o indicador e o polegar na mão do ser humano

      • JanjaBoy

        Não patenteou, mas a Apple “pensa que”.
        Lembro na época que a Microsoft criou a troca de usuário, a Apple copiou, Jobs falou: “melhoramos”.
        A Apple pode, o resto não?

        • Se é uma coisa que a Microsoft não pode reclamar é de alguém copiando o Windows. Não ela.

          • JanjaBoy

            Um peso e duas medidas??
            Seja quem for tem o direto de reclamar. Só que nesse caso a Microsoft não reclamou. Deixou barato….

            • O peso muda no momento que quem reclama já cometeu faltas no passado.
              Se eu sacaneio você, deixo de ter razão de reclamar quando você me sacanear. Em um mundo ideal, ninguém sacaneia ninguém, mas como você já sabe, este mundo ideal está longe de existir. 😉

            • Rodrigo

              realmente ela deixou barato essa
              MAS (não me xingue pela insistência na contrariedade) minha humilde opinião é o mercado Windows X Mac é totalmente diferente do IOS x Android. Hoje a maioria das pessoas usam windows pela facilidade e preço então, penso que não seria uma briga que valeria a pena a MS comprar, pois eles estão “de boa na lagoa” com sua parcela de usuários. Já a apple está cada vez perdendo os usuarios para aqueles que preferem pagar por um celular mais barato com menos funcionalidades porque apple é caro, mas caro porque tem varios diferenciais, se perder eles, não justifica o preço… A situação é simples, o preço não é caro mas é justo…

          • Allan

            Olha que interessante, vá lendo os seus argumentos no final dessa “discussão” até o início…

  • Algus Helm

    Provavelmente a Google vai dar um jeito de usar a patente de forma oficial.

  • Rodrigo

    Daqui a pouco a samsung vai copiar até a patente e se duvidar vão lançar galaxys. Vão sair aparelhos: Galaxy patente, Galaxy patente duos, Galaxy patente grand duos, Galaxy patente zoom, Galaxy patente S2. É uma metralhadora desesperada que não para de atirar para todos os lados, e hoje tem um catálogo de produtos totalmente incontrolado e exagerado

    • Mike

      E o pior é isso Rodrigo! Esse catálogo exagerado… Aí falam que vendem mais… Juntando tudo com certeza, mas vai ver a venda de um aparelho apenas, bem abaixo de um iPhone.

    • Rodrigo

      OBS: eu imagino como SERIA um estoque ideal de uma assistência oficial da samsung, a infinidade de telas, botões, placas mães, carcaças. Hoje não é assim, voce deixa la na assistencia oficial e eles te pedem um mês pra mandar pra fábrica, obviamente pela quantidade de peças de reposição disponíveis.

  • Copeta

    Êita…

  • Madmediphone

    Acredito na minha humilde opinião que toda patente deveria ter um tempo limite de uso e depois se tornar aberta.

  • Rodrigo Btt

    Problema não é a Apple ou Samsung. É a lei de patente do EUA. Lá existe uma pressão legal para patentear e brigar por ela sob enfeito de ser processado futuramente por quem copiou…
    O que tem de empresas que copiaram uma ideia e processaram o autor por ele não ter “brigado” pela sua patente…
    Todos são vítimas… Apple, Sammy, LG, consumidores etc.
    Tomara que eles reformem suas leis de patentes para impedir que coisas bobas como esta ( que só conseguem ser patenteadas nos EUA) não tenham efeito legal

  • André

    iLex, que belo texto. Normalmente eu não gosto da forma seca que você responde a garotada daqui, e olha que eu entro nesse site a cada 10min. Mas você conseguiu resumir bem a importância da guerra de patentes para a Apple. A samsung ficou inventando modinha com os galaxys, de rolar a tela com os olhos por ex, mas essas coisas não foram revolucionárias. O iPhone mudou a vida de muita gente e eu tenho meio que uma dívida de gratidão com a Apple então nunca trocarei meu iPhone.

  • BimboCaraDePau

    Simples! Faça como no caso dos medicamentos, quem descobre teria em tese alguns anos de exclusividade e após isso terá que liberar a patente, ñ é só pq descobriu que a ideia tem que morrer com vc.

  • Laércio

    Eu sou a favor de que todas as empresas usem,desde que pagando pelo uso afinal de contas sempre foi assim que funcionou se a empresa X não tem capacidade de criar algo que use de outra desde que pague por isso o que cá entre nos e justo!

    • Diogo

      Falou tudo!!!

  • Saulo Benigno

    Eu acho que a turma aqui ainda não entendeu.

    Não é uma questão de copiar ou não. É questão de dinheiro. Qualquer empresa pagando pode utilizar essa funcionalidade. Claro a Apple aceitando ou não.

    Se outras empresas querem utilizar essa funcionalidade que ela pague por isso. A questão de ser livre é que vai sair muito mais barato para as empresas implementares.

    Muitas coisas hoje utilizadas em todos os celulares são patenteadas e todas empresas, inclusive a Apple, pagam por isso.

    A questão é, a Apple vai negociar essa patente? Ai é outra história 😉

  • Lengo

    Se resolverá como tudo na indústria. Dinheiro é o que não falta às envolvidas.

    É justo que a Apple leve uma boa fatia disso, não é justo a tecnologia ser exclusiva e os consumidores não poderem usar, de uma hora para outra, algo que se tornou padrão (ainda que por vias tortas).

  • Victor Teodoro

    Acho que ao assuntou fugiu um pouco. Estão querendo saber quem é o mocinho e quem é o vilão… Patente é um direito de você lucrar pelo seus esforços, ideias, trabalhos e dinheiros gastos naquele determinado projeto. Seja ela Samsung, Apple, Motorola, Loja do Zé.

    • Marco Arthur

      Agora você falou tudo Victor, eu trabalho com Pesquisa e Desenvolvimento e tenho certeza que a patente é o prêmio pelo esforço dedicado a um projeto. Só não considero correto a patente de um movimento, no meu ponto de vista, o que merece uma patente é um produto, o que neste caso, não acho que seja o caso.

  • TiãoGavião

    Excelente texto…
    Só acho que as disputas judiciais não acrescentam muito ao consumidor(briga de cachorro grande) 😉

  • Jorge

    A patente confere ao seu titular:

    – O direito de uso exclusivo;

    – O direito de impedir que terceiros a usem sem o seu consentimento;

    – O direito de desencadear todo o tipo de acções administrativas e judiciais para a defesa do seu direito;

    – O direito de comercializar, ou transmitir a sua patente a terceiros interessados através de contratos de licença de exploração ou contratos de cessão.

  • Felipe

    .Na moral…
    A questão não pode ser discutida sob termos como: “vc não ia gostar se alguém te copiasse”, “deve haver democracia na utilização de avanços científicos”, etc.
    O ponto é: num sistema capitalista, sem a proteção de produção intelectual não haverá investimento em pesquisa e desenvolvimento. NÃO HAVERÁ TAL GRAU DE DESENVOLVIMENTO.
    E caso alguém queira declarar suas aspirações comunistas, pense no pouco desenvolvimento de tecnologias desse tipo de bem.

  • Alexandre

    Acho esse tipo de patente super inválido, validar uma tecnologia (software, hardware…) tudo bem, mas agora, patentiar gesto? Pfv né? A Apple já ganhou MUITO dinheiro com isso e continuará ganhando se continuar criando coisas boas.. A intenção de patentiar é pra imobilizar os concorrentes e poder ficar estagnado com o mesmo produtodo obrigando todos a comprar a mesma coisa. Sem concorrência quem mais parde somos nós, consumidores

  • João Paulo

    Eu li o texto… Li os comentários… É simplesmente triste ver que a famosa “Lei de Gerson” continua por todos esses anos!!! É preciso levar vantagem em tudo… As mesmas pessoas que defendem isso são aquelas que copiam tarefas na escola, trabalhos na faculdade, ideias no trabalho… Viva ao comunismo pra essas pessoas! Afinal, um trabalha, se esforça e inventa, os outros apenas consomem, afinal, suar para que? É mais fácil ganhar em cima de outros e levar vantagem em tudo! Triste…

  • Felipe

    Agora, criticar a forma de como são hoje as formas de proteção da produção intelectual é muito válido.
    Elas precisam existir, em que termos é q é o ponto crítico.

  • Alan Gabriel

    Quanta “treta” nos comentários!

  • Pedro HH

    Muitos falam: “Ah, essas patentes fazem com que não haja concorrência e atrasa o desenvolvimento tecnológico”. Eu vejo o contrário disso, pois as patentes vão influenciar as outras empresas a pensar em recursos novos, melhores que os existentes. Assim elas não precisam ficar esperando as outras inovarem e depois fazer igual, só para ganhar sua parcela no mercado.
    Isso é o que acontece com quase todo o mercado da Coréia e da China principalmente, pois parece que eles não têm um limite para o nível de “cara-de-pau”.

  • Paulo

    É engraçado que leio o argumento de um e concordo e depois leio o argumento do outro e também concordo. Acabo de chagar a conclusão que não tenho opinião formada sobre o assunto.
    Acho que a patente tem que ser respeitada para incentivar o P&D, mas ao mesmo tempo a concorrência fica prejudicada e o mercado acaba andando mais lento com o desenvolvimento de novas tecnologias.

    Só pra colocar mais lenha na fogueira: quando a patente é da Apple a maioria acha certo, agora quando a Gradiente patenteou o nome de iphone antes da Apple a patente não vale.

    • Nuno

      Bem lembrado:)

    • Wagner

      Mas quem deu mole na patente iphone foi à própria Gradiente, pois entrou com uma ação faltando menos de um mês para acabar o prazo, e ainda mais o registro de patente não foi direcionado para “iPhone” e sim para “Gradiente iPhone”. No final das contas as duas empresas ficaram com seus devidos direitos de comercializar seu produto com o respectivo nome que cada um patenteou.

      Voltando ao assunto de direitos autorais, visto que cada um defende uma teoria, dou credito aquele que criou a tecnologia, investindo tempo dinheiro para se chegar a um produto inovador, devendo o mesmo receber méritos pela sua invenção. O que as outras concorrentes devem buscar é uma nova forma de se revolucionar tal meio já existente, visto que assim teríamos mais inovação nos produtos.

  • Nuno

    Axo que a motorola deve processar todos os fabricantes de telemoveis pois copiaram a sua invenção.. O telemovel:)

  • A Apple está certíssima em buscar seus direitos.

  • Fabio Ricardo Bulgaron

    Me parece que vale ressaltar que: Toda patente tem um prazo de validade.

    É pra garantir que o inventor lucre pela inovação de ter inventado algo interessante ao uso de outros! Após este prazo, a inovação cai em direito de uso público.

    Por isso acho correto a Apple lucrar em “direitos de uso” com a inovação agora, e, daqui certo prazo, a tecnologia for estendida a todos!

  • Lucas

    Acho que se a Samsung tivesse que pagar pra apple, ela daria mais valor e não faria tantos aparelhos meia-boca como faz agora..

  • Max Svizzera

    Esse e primeiro Blog que não se pode contrariar o seu criador iLex, toda citação contrária aos textos o Sr. iLex se ofende… Que demogracia temos aqui galera, podem postar mais sejam a favor do texto do criador 😉

    • André F. Pelegrini

      Parei no “demogracia” e não foi só pela falha ortográfica.

    • Vitor Sá

      Só uma observação.

      Não acho q o iLex se ofenda com os comentários contrários ao seu pensamento, ele apenas o DEFENDE. Eu me preocupo mais quando o dono de um Blog posta algo e foge de qualquer discussão sobre o assunto postado.

      Pense comigo, se este blog não fosse “democrático”, no sentido de liberdade de expressão que vc mencionou, nenhum comentário contrário seria publicado. O iLex tem o poder de vetar qualquer comentário que queira.

      É claro que você pode não concordar com os argumentos dele, ou até com o “tom” de algum deles, mas dizer que ele se ofende e que o Blog não é “democrático” não me parece certo.

      • Parece que “democracia” para alguns é poder escrever o que quiser e ninguém contra-argumentar.
        Aí fica difícil desenvolver uma discussão de ideias madura e produtiva.

        Ê, geração internet… 😉

  • Ricardo Diemer

    Eu acho que a concorrência sempre é válida, estimula o desenvolvimento de novas tecnologias e aperfeiçoamento, além de estimular a concorrência de preços. Porém acho injusto uma empresa ter um custo – tempo, dinheiro e técnicos altamente especializados – e outras empresas simplesmente chegam e copiam descaradamente ou alguém diz isso ou aquile deveria ser de graça.
    Quem cria quer ter seu trabalho valorizado e certamente um retorno por tal trabalho.

  • Alberto

    O filme Minirity Report foi lançado em 2002 e Tom Cruize usava basicamente os mesmos gestos, porém como a tela era gigante as mãos faziam o papel dos dedos.. O que acham disso? Teria Jobs pensado nessa tecnologia após ver o filme?

  • O Kara

    Tolos…rsrsrs

    • Max Svizzera

      Gostei do Post do Alberto, será que a produtora ou o Autor: DICK, PHILIP não deveria processar a Apple???

  • João Melo

    A Nokia a blackberry, motorola só vale alguma coisa ainda pelo seu portfólio de patentes, pois um Google pode produzir seu próprio smartphone, mas sai mais barato comprar a Motorola, que licenciar tecnologia de outros.

  • Junior Okamoto

    Galera viaja na maionese. A apple que criou a pinça para zoom e melhorou trilhões de vezes a sensibilidade do touch.

    Se ela criou a “pinça”, ela tem que proibir mesmo, e quem quiser usar que pague pra ela.

    Falta bom senso pra compreender a real luta pelos direitos intelectuais, que é da Apple e não das concorrentes que plagia descaradamente. O que fico feliz é que nãos ensebem fazer algo igual ou superior, mas triste por copiarem.

  • Alisson Reis

    Androidianos andem com duas canetinhas xD

  • Ricardo

    Aff….

    Não sei se sou muito antigo…. mas para que acredita que o android ira deixar de ser o que é por conta desta possível “patente” que só regulamenta por hora o mercado norte-americano, sugiro verificar as diversas situações em que o mercado de tecnologia apresenta…

    Digo isto, pois a quem possa interessar sugiro ir atras das informações dos “padrões comerciais” desde a tv a cores, VHS, USB, HDMI, etc….. inclusive a motorola quando inventou o celular….

    • Sugiro você ir atrás de informações sobre “licenciamento de patentes”, campeão.

  • Victor Carvalho

    Graças a Deus!!!! Vamos sambar na cara deles!!