Notícias

Análise: quanto valeria um app de US$0,99 se a App Store passasse a cobrar em reais?

Como muitos de vocês sabem, hoje a iTunes Store brasileira (que envolve também as outras lojas virtuais da Apple, como App Store e iBookstore) cobra seus preços em dólar. A idéia da Apple, quando lançou sua loja de músicas em dezembro, era passar todos os preços para moeda local (R$), como acontece na maioria dos países que recebem a loja. Mas ela teve que adiar seus planos por causa da “burocracia brasileira“.

Entenda aqui por que é tão difícil para a Apple disponibilizar em suas lojas os preços em Reais.

❖ A fórmula mágica da iTunes Store

Quando a Apple decidiu entrar no mundo da música, abrindo sua loja digital em 2003, ela se baseou em um importante pilar que foi responsável pelo seu grande sucesso: vender músicas à granel (o modelo antes era o de obrigar o consumidor a comprar o álbum inteiro) por um preço muito pequeno, 99 centavos. E Steve Jobs teve que brigar muito para conseguir convencer as grandes gravadoras de que esta fórmula daria certo.

Psicologicamente falando, ver a música que você quer, disponível por menos de 1 dólar, pronta para baixar e ouvir com qualidade difícil de se encontrar em sites ilegais da rede, era uma fórmula campeã capaz de converter os usuários do Napster e do Kazaa (da época) em consumidores fiéis.

Portanto, manter o preço individual baixo é um dos pilares da iTunes Store. Provavelmente esta barreira psicológica no Brasil seria o clássico preço de R$1,99.

❖ Pagando em dólar

Hoje, os preços da iTunes Store são mostrados em dólar, o que significa para o consumidor duas coisas:

1. Obrigatoriedade de pagar com um cartão de crédito
2. Pagamento extra do IOF sobre compras feitas no exterior (6,38% adicionados na conta)

Ou seja, um aplicativo de US$0,99 custa hoje para o usuário brazuca o valor de U$1,05 (que na cotação atual seria equivalente a R$2,15). É mais do que o valor psicológico de R$1,99, mas ainda assim não seria difícil para a Apple negociar com as gravadoras brasileiras um ajuste nos preços, para que a fórmula de sucesso fosse aplicada também no Brasil.

❖ Preços em reais

Se a Apple passasse a cobrar diretamente em reais, a história seria completamente outra. Há quem ainda se assuste com os preços em moeda estrangeira e uma mudança assim poderia atrair ainda mais consumidores. Há também duas outras grandes vantagens:

1. Seria possível pagar com boleto
2. A Apple poderia vender cartões pré-pagos da loja no comércio

Nos Estados Unidos e na Europa, você encontra cartões do iTunes no caixa do seu supermercado, o que torna o ato de adquirir créditos para a App Store algo tão fácil quanto comprar pão. Com preços em reais, a Apple poderia fazer a mesma coisa no Brasil, popularizando muito a sua loja em nossas terras.

Seria possível, por exemplo, dar de presente cartões pré-pagos, comprados online, para amigos e parentes. Hoje em dia, a Apple não disponibiliza créditos pré-pagos no Brasil porque a transição futura de dólar para real ficaria complicada, caso o usuário ainda tivesse crédito resíduo na sua conta.

A Apple também tem interesse em transformar tudo em Reais porque pretende lançar aqui sua loja de livros, a iBookstore, e sabe que para popularizá-la terá que cobrar os livros em moeda nacional.

❖ Burocracia brasileira

Bom, se a Apple conhece já a fórmula do sucesso, por que então não começa logo a cobrar em reais?

Infelizmente, somos ainda um país burocrático e carregado de impostos. Para a Apple converter seus preços em reais, ela terá que se sujeitar aos vários impostos brasileiros, aumentando ainda mais o preço para o consumidor.

O grande problema é que a legislação brasileira ainda não definiu com exatidão como deve ser taxada no país a venda de aplicativos através de download, pois ninguém ainda conseguiu chegar a um consenso de que tipo de mercadoria é o software baixado pela internet, sem caixa física. E essa definição é fundamental para a implementação de uma taxa fixa.

Enquanto alguns entendem que os aplicativos são mercadoria (bem corpóreo), sujeito ao ICMS, outros defendem que se trata de serviço, de uma obra intelectual (bem incorpóreo), sujeito ao ISS. O ICMS varia de estado para estado, girando em torno de 18%, enquanto o ISS é de no máximo 5%.

E se tratando de comércio eletrônico, teriam ainda outras taxas que poderiam ser cobradas:

• ICMS: +18%
• PIS: +1,65%
• COFINS: +7,6%
• IPI: +5%

A discussão vai longe e ninguém ainda é capaz de dizer como a Apple irá resolver esta questão. Mas o interesse da empresa em se estabelecer seriamente no país é grande e ela parece não estar medindo esforços para conseguir seu objetivo de  disponibilizar conteúdo no Brasil em moeda nacional.

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Fabian

    Ontem o STF ficou 4 horas discutindo se poderiam ou não usar Powerpoint no julgamento do mensalão. Imagina uma questão dessas…

    • Ramon

      Acho que você se enganou. Sobre o power point foi um pedido feito apos o intervalo das 18 hrs e foi negado, durou menos de 10minutos. As quatro horas de debate foi em relacao ao desmembramento do processo

      • Sérgio Carvalho

        Por isso falei que o julgamento do supremo está igual a reunião dos Ents: um dia pra definir que horas vão começar a julgar…

      • George

        Mas não se iluda não amigo. Isso não significa que STF ou qualquer outro órgão público seja eficiente e que preste um serviço que a população paga (e muito) pra ter.

        • Tiago Fróes

          A demora que ocorre em tudo o que envolve o processo do mensalão está diretamente ligada ao fato de que existem 36 réus no processo, sendo que este possui 234 volumes e 500 apensos, sendo cada volume e apenso desse de até 200 páginas. Ou seja, é muita informação e muita coisa envolvida para ser decidida, o que demanda tempo.

  • Marcos Paulo

    Agora estou mais feliz ainda com minha conta americana com créditos usando Gift Card.

  • Max

    • ICMS: +18%
    • PIS: +1,65%
    • COFINS: +7,6%
    • IPI: +5%

    Melhor deixar em Dolar…..

    • Moisés

      Concordo!!!

    • Wagner

      Concordo (2)!!!

    • Alexandre

      Galera, não é bem assim. A tributação não incidiria dessa forma.

      • Lucas

        No é assim mas chegaria a ser.. bem perto.. basta comparar precos de iphone vendidos na apple store us e br.. o governo nao liga para o povo pagar barato, ele quer a parte dele. Sempre foi assim e sempre será.

        • Geeklan

          Concordo plenamente!

        • Amauri

          Mas a Amazon vende livros com preços convidativos em real. A MS também conseguiu vender seu OS com um preço relativamente justo. Acho que a questão é a Apple/Google/etc. estarem dispostos a molhar algtumas mãos, e acho que ninguém tá a fim…

    • Marcos

      Concordo (3) ate porque eu voltaria imediatamente a comprar musicas com a conta estrangeira e gift cards. Mesmo por que tem poucas musicas nacionais que me interessam comprar (a exceção do excelente album dos Raimundos x Ultraje a Rigor).

  • Bruno Cesar

    Ótima matéria! Parabéns!

  • Diego Lima

    Excelente matéria.

  • Diego Lima

    Governo quer sociedade e não tributação.

  • Adilson Silva

    Ótima matéria, bem resumida e de fácil compreensão. Fica a dica, delete a conta brasileira, compre gift cards e não pague imposto pra esse país que só anda pra trás.

  • Marcelo Machado

    Acho difícil. Pode mandar todas as cabeças pensantes de Cupertino achar a saída desse labirinto que é nosso sistema tributário, onde cada esfera de governo quer meter sua mão grande.
    Depois tem gente que ainda não entende pq produtos vendidos lá fora e aqui tem uma diferença tão grande de preço.

  • Jonas B. Franco

    Excelente Materia!!!!!!!!

  • Marcos

    Simples. Copiem do Google. O Google Play vende em reais.

    • Você já conseguiu pagar alguma coisa em reais no Google Play ou está só fazendo um comentário assim, ao vento?

      Dê uma lida rápida nas moedas suportadas pelo Google: http://support.google.com/googleplay/android-developer/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=138412

      • SamuEX

        iLex, eu tenho um celular com Android (vergonha) e o Google Play apresenta o preço em real. Deve ser isso que nosso amigo está falando.
        Agora não sei como é para comprar pois nunca precisei nada de lá.
        Já na AppStore eu faço a festa!! 😀

        • Então, quis mostrar que este procedimento do Google é ilusório, como eu disse em outro comentário aqui. 😉

          • Marcos

            Sacanagem do Google, então. Vender por um preço e cobrar outro. Muita gente não deve atentar a isso.

            Não foi um comentário ao vento. Apenas para fomentar a discussão.

            Abs.

            • Usei mal a palavra “vento”, que deu ao meu comentário um tom diferente daquele que eu queria dar. Peço desculpas.

              Vi que muita gente acabou caindo da artimanha do Google e também acredita que ele é mais “nacionalizado” que a Apple.

        • Estela

          Eu pretendo comprar um aplicativo que custa 0.99 na AppStore. Quanto irei pagar por ele, mais ou menos, juntando as taxas e etc? E quem já comprou app aí, eu gostaria de saber sobre o endereço de cobrança que pedem na horas da compra. Vou comprar com minha conta da Apple, porém com o cartão de uma amiga q mora em outra cidade. Qual endereço devo colocar ?

      • Marcos

        Funciona em reais. Eu uso iOS. Mas tenho um irmão que usa android. Perguntem ao pessoal que ao android.

        Acredito que um problema também dever ser o cambio flutuante. Um dia o dólar esta a 1,50 outro a 2,00.

        • Fernando Penteado

          Quando ele estiver a 1,5 me avisa por favor rs

      • Juliano

        Agora fiquei na dúvida pq no Android os preços aparecem em reais sim.

        • Para mim, este é um sinal claro que usuário de Android não paga mesmo por aplicativos.
          Ninguém tinha se dado conta que ele só mostra em real, mas cobra em dólar?

          • Rafael Lapa

            Cobra em dólar e em euro! Tinha um Android antes do iPhone e cheguei a comprar alguns aplicativos. O valor mostrado na tela era apenas uma conversão do valor do aplicativo ao real com o valor do dólar(ou euro) do dia. Sempre achei ridiculo, porque nunca paguei o valor que dizia na tela. Esta ai mais um motivo para ter um iPhone hoje…

          • raffael

            Desculpem mais não entendi direito, em relação do google play, se um app custa R$ 1,99, então quer dizer que o preço real (cobrado no cartão de crédito) é de USD 1,99???

            • Não. O valor apresentado já é o convertido.
              Mas esta conversão é aproximativa e feita na hora, a título ilustrativo.

              Por exemplo, um jogo que custa US$1,99, irá aparecer no Google Play brasileiro como R$4,03. Você olha a oferta, aperta o botão de compra e verá sendo deduzido no seu cartão o valor de US$1,99. Você vai pagar em reais o valor da cotação do dia de vencimento da sua fatura, que pode ser mais ou menos que os R$4,03. Além disso, você paga IOF, por comprar coisas em dólar.

          • Pedro Henrique

            Eu tenho um Android (sou fã de iOS , mas não posso comprar) e o valor mostrado no Google Play é o preço apenas convertido. É tanto que também deve ser usado cartão internacional, para que o valor seja cobrado na moeda do desenvolvedor, seja ele americano, europeu, ou de qualquer outro país. Acho que dessa forma eles acham que fica mais fácil do consumidor entender, mas eu discordo totalmente. Amo esse blog, espero poder comprar meu iDevice logo! 😀

            • raffael

              Valew iLex, obrigado pela explicação.

  • André Silva

    Por que fui nascer aqui?
    E o pior é ter que votar… Vai Brasil….

    • Lincoln

      “O pior é ter que votar”,,, o problema do nosso país é justamente esse… você resumiu em uma frase.. o povo brasileiro não tem educação e cultura suficiente para se interessar por política e cobrar aqueles que elegem.. a sociedade tem o que merece meu caro… Hitler não fez o que fez sozinho.. tinha o respaldo de toda a socieadade alemã para tanto. Fica muito fácil lamentar e não fazer absolutamente nada… o erro é sempre do outro?

      • Bruno Castelló

        O problema é votar nos bandidos que a gente tem que eleger. Se os politicos fossem honestos nao haveria problema em votar, certo?

        Nos EUA não é obrigatório… e votam… Agora eu pergunto: Tem algum caso sério tipo Mensalão rolando lá em Washington? Não que eu saiba… mas ou eles sao bandidos mais espertos ou sao honestos ate certo ponto mesmo. Nao acho que sejam bonzinhos também. Mas ali as coisas funcionam e aqui nao.

        • Carlos Ryllder

          Os políticos são um reflexo da sociedade de qual se originam.

          • Maximo_TP

            Isso realmente é um fato. Daí a origem da frase: “Todo povo tem o governo que merece”

        • Rodrigo

          Cara da uma lida no governo americano, como funciona a politica do governo e banco mundial, tambem tem um filme com nome de capitalismo.

  • Valério de Vito

    Espero que a Apple nao consiga passar pra Reais, comprando em dolar ta bom demais… sem impostos… E sem essa conversa que os impostos servem pra ajudar o país, nosso país já recebe imposto demais da gente (mais de 1 trilhão de reais esse ano até agora)

    • Carol Rosell

      concordo!! deixem do jeito que tá…=)

  • Augusto

    Valeu a explicação, nunca fui atraz pra saber sobre essas coisas.. complicado.

  • David suhett

    Excelente post

  • David

    Excelente post

  • Saint-Clair Stockler

    Os argumentos acima-mencionados são justos e razoáveis, mas gostaria de entender por que é tão difícil pra Apple enquanto que tanto o Google (Google Play) quanto a Microsoft (Market) cobram seus preços em reais. O país é o mesmo, a burocracia é a mesma… O que será que é diferente, então?

    • O Google apenas faz uma conversão rápida para reais para o consumidor, mas cobra em dólar.
      A Microsoft não sei como funciona. É possível comprar aplicativos com cartão nacional em real?

      EDIT: resposta à minha pergunta: http://blogdoiphone.com/2012/08/analise-quanto-valeria-um-app-de-us099-se-a-app-store-passasse-a-cobrar-em-reais/#comment-346048

      • Melo Júnior

        No caso do Google, corre o risco de o valor pago (cobrado na fatura do cartão de crédito) não ser igual ao valor exibido na hora da compra? É isso?

        • Sempre é.
          Sem falar que ainda tem o IOF…

        • Marcos

          Assim pode ir no PROCON. Comprar por um preço e pagar outro., sacanagem do Google.

      • Jrbs

        iLex,

        Então o certo seria a Apple esperar, “dar um jeitinho”, até o Brasil se organizar. o.0

        • Carlos Arcas Neto

          Nao se organiza nunca.

  • Lucas Silva

    acredito que a Apple quer ser a “certinha”… o/

  • bruno

    O problema na verdade seria briga entre estados e municipios já que o icms é um imposto estadual onde o municipio tem apenas 25% de repasse, e o iss que é municipal onde o estado não têm participação alguma. Infelizmente esse não é um caso isolado de rixas e brigas entre entes governamentais, e nisso quem sai perdendo somos todos nós, pq ngm quer “largar o osso”

    • José Júnior

      Nossa, falou TUDO! Realmente, o governo tem brigas internas com relação a este caso do ICMS ser do Estado e o ISS ser do Município. Eu trabalho com contabilidade e tem umas coisas que são um inferno por causa disso.
      Pra mim tá de boa pagar em dólar. Agora a Apple deveria resolver o problema de não disponibilizar certos jogos na App Store por serem violentos, o que tem a ver com a Classificação deles que até hoje não entendi muito bem. Mais…
      Agora, o pior foi ver que usuários Android tão sabendo legal pelas coisas que compram! :p

      • Jrbs

        Por que usuário de Android não compram. A grande parte dos apps é gratuita. Isso, de certa forma, é justificável pelo perfil dos usuários.

        • Carlos Ryllder

          Acabou de chamar os usuários de Android de ‘pobres’.Que feio!hehehe

          • Não é isso. É cultural mesmo.
            Usuários de Android (em geral) tem a cultura de querer que tudo seja de graça.

            • Maximo_TP

              Ou seja: pobre!

              Não me interpretem mal, apenas dou ênfase à afirmativa de que você pode ter dinheiro e ainda assim ser pobre!

              Afinal, você pode tirar a pessoa da miséria, mas não tem como tirar a miséria da pessoa!

  • Thiago

    Acho que esse $0.99 seria convertido em R$2,49 ou até mesmo R$2,99

    • Marcos

      Também acho, e se for assim acho melhor que fique em
      Dólar. Ou vai valer mais a pena comprar com a conta estrangeira.

  • Caio Otávio

    Ótimo post! É sempre bom saber mais sobre isso!

  • Rogerio Armellini

    É por essas e outras que nunca vou abrir mão do meu usuário na loja americana……

  • lucas

    larga mão de passa pra real…vai acaba saindo mais caro que compra em dólar ahuahauhaauh

  • Bianca R. de Albuquerque

    É melhor deixar em dólar mesmo!

  • Rodrigo Abreu

    iLex,

    À título de informação, na Microsoft as compras vem da seguinte forma na fatura do cartão.

    DATA – MOVIMENTAÇÃO – VALOR EM US$

    14/07 – MSFT *ZUNE – 4,90

    UNITED STATES 9,97 BRAZILIAN RE

    Crédito do cartão final (8674) em US$
    0,00

    Débito do cartão final (8674) em US$
    5,21

    Dólar utilizado para conversão em R$ 1
    2,12

    Ou seja, no marketplace aparecem em reais mas são feitas as conversões em dólar.

    • Valeu, Rodrigo!
      Ótima informação, mostrando que não há mesmo loja de aplicativos no Brasil que venda em reais.

  • 3DeLL

    Ótima matéria e com certeza eu prefiro em dólar!

  • Marcello Q

    Parabéns pelo post!…
    Informações relevantes e de graça!.. mas se o Blog cobrar USD 0.99 ou R$ 1,99 para “Associados”… vale a pena!!.. rs

    • Em real ou em dólar? 😛

  • FerSaito

    Ótima matéria !

  • Adalberto

    Apenas uma correção: não há possibilidade, nos entendimentos atuais, de cobrar ISS. No caso dos softwares, somente seria passível de cobrança de ISS se tratasse de programa personalizado, ou seja, você contrata um profissional para elaborar e criar um programa específico para o seu trabalho, com funções próprias, e que seria utilizado exclusivamente para sua empresa.
    No caso dos programas vendidos na AppStore, estamos tratando de “produto de prateleira”, softwares criados para público em geral, onde qualquer pessoa que se interesse pode comprá-lo, como se estivesse em qualquer loja física (ou até mesmo num “supermercado”). Assim, seria tributado como mercadoria, com incidência de ICMS.
    Ótima matéria!

    • Entendi.
      Seu comentário me fez questionar outra coisa: e a venda de cartões pré-pagos no comércio, como seriam taxados, visto que são materiais palpáveis, mas que permitem comprar software, músicas e livros (que possuem uma taxação diferente para cada um)?

      É bem complicada mesmo a burocracia tributária…

      • Thiago

        Complementando o que o Adalberto falou, o Superior Tribunal de Justiça pacificou em 2005 que são tributado pelo ICMS os softwares de prateleira (aqueles que são feitos para venda em massa e não personalizados para um cliente). Nesse sentido:

        TRIBUTÁRIO. PROGRAMAS DE COMPUTADOR (SOFTWARES). COMERCIALIZAÇÃO. ICMS. INCIDÊNCIA.
        1. Está pacificado no Superior Tribunal de Justiça o entendimento de que incide ICMS nas operações relativas à comercialização despersonalizada de programas de computador.
        2. Recurso especial a que se nega provimento.
        (REsp 222.001/SP, Rel. Ministro JOÃO OTÁVIO DE NORONHA, SEGUNDA TURMA, julgado em 03/05/2005, DJ 05/09/2005, p. 331)

        Nesse caso analisaram um produto físico, mas o mesmo raciocínio se aplica nos aplicativos baixados da internet.

        Quanto à venda de cartões pré-pagos com créditos para utilização na apple store, entendo que trata-se de mercadoria também, tributada pelo ICMS. O que vai ter que ser regulamentado é a forma como será feita a tributação, a fim de evitar que o ICMS incida tanto na compra de tais cartões, quanto no momento da compra efetiva do aplicativo na apple store. Talvez permitir o crédito deste valor adimplido no momento da compra ou mesmo criar uma forma de o sistema diferenciar compras no cartão de crédito (ICMS incidente na compra do aplicativo) das compras com cartões (ICMS zerado, pois já recolhido anteriormente).

        Para tanto, seria necessário um Convênio ou outro ato de âmbito nacional, para evitar que cada Estado tribute de forma distinta.

        Não acho tão difícil regulamentar isso. Existem questões tributárias muito mais complexas e de menos relevância para o mercado do que a apple store que são definidas na legislação estadual de forma bem simples.

        • André

          O icms é cobrado no Estado de origem, em caso de transações interestaduais, não precisaria de convênio. Basta definir o que seria origem, que eu acredito que seja o Estado de sede da Apple no Brasil

  • Ronildo

    Apartir dessa semana é possivel comprar o Iworks em reais aos se comprar um mac novo. A niveL de curiosidade 19,99 USD saindo na loja brasileira por 45,00. Dando a impressão da cotação em 2,5 caso a appstore venha a adotar a mossa moeda.

  • Carlos

    Comprei alguns aplicativos com meu cartão internacional e agora não sei como que paga é pelo próprio cartão ?

    • Rafael Lapa

      SIM, virá cobrado na fatura do seu cartão. Os USD 0,99 + IOF e depois convertidos para reais, você irá pagar em torno de R$2,30 por aplicativo nesse caso (:

  • Rafael Lapa

    Tenho conta brasileira justamente para quando esse dia chegar eu não perder tudo que comprei na conta americana.
    Compro jogos, músicas, tenho assinado o iTunes Match e não me arrependo de nada. Muitos reclamam do valor não ser em reais e ter que ficar pagando o IOF.
    Só que com calculos MUITO SIMPLES você percebe que vale muito mais apena pagar o IOF do que pagar os impostos brasileiros.
    Hoje se você compra um aplicativo de USD 0,99, você paga em torno de R$ 2,30! O mesmo aplicativo em reais, provavelmente curtaria em torno de R$ 4,00…
    Como sempre o governo irá cobrar o dobro do brasileiro pelo mesmo produto. Tenho muita fé que não passará para reais tão cedo, até a Apple conseguir um valor semelhante ao pago em dolar hoje.

    Muito bom o post, mostra claramente a verdade.
    Abraços

  • augustobort

    Deixe em Dolar mesmo, a unica diferença seria aceitar cartão nacional…

  • jailsonmsjunior

    excelente matéria! bem escrita e super informativa! não há como não amar esse blog! parabéns, iLex! :p

  • Luka

    Excelente matéria!

  • Felipefp

    Fiquei com uma dúvida. IPI não seria o imposto sobre produtos industrializados? Como seria cobrado de um aplicativo?

  • Copeta

    Queria que fosse tão simples a ponto que somente colocasse apenas um (1) antes tipo: USD 0,99 BRS: 1,99
    Brasil é assim mesmo, brasileiro gosta é de gastar mas não esquenta, em um futuro distante, isso será um realidade 😉

  • José Conceição

    Boa tarde
    Ilex, você sae algum programa que trave a tela do iphone quando iniciada uma ligacao, pois o sensor de proximidade do meu iphone não esta funcionando
    Desde Ja Agradeço

  • Julio Morbeck

    Bem oportuna este post. Mas, com todos os impostos que existe no brasil para extorquir o trabalhador eu prefiro ainda comprar em dólar. Eu creio que se fosse cobrado em real uma mística na AppStore ficaria em torno dos $3.00/$4.00 reais.

  • Paulo

    Prefiro o dólar

  • Paulo

    Prefiro o dólar

  • Eduardo

    Além de uma excelente matéria, uma aula de economia!

    Esse é o BDI!

  • Leonardo

    O pessoal pensa que só usuários de Mac e iPhone que compram musicas… Existe iTunes separado e é esse mercado que a Apple nao esta hoje, no Brasil.

    Em gente que ainda compra CD e etcs e nao possuem gadges da Apple. Um preço em real que nao precisasse de cartão internacional ia entrar nesse mercado… Justamente isso que o óleo postou, da participar dos gifts carda inclusive.

    Eu tb aprovo o preço em dólar mas que seria bom pros negociada Apple vende em real, seria.

  • Junio

    Prefiro ainda pagar em dólar na app store!

  • Jefferson

    Aula de hoje: Economia e Relações internacionais. 🙂

  • Leonardo Muchaki

    Eu prefiro que fique em dólares.
    É uma coisa meio psicológica mas quando eu vou comprar um app sempre penso: “aah, é só 99 cents!”, sei que vai me sair por 2 e pouco mas na hora nao penso nisso 🙂
    As chances de eu comprar um aplicativo mais caro pensando: “ah, mas é só 5 dólares!” é bem maior do que se estivesse como 10 reais na hora da compra.

    É besteira? É! Mas eu funciono assim HAHAHA

    • Daniel

      Igualzinho eu huahuaua

      Como geralmente eu compro o gift card mesmo sem ter nada em mente, eu deixo os creditos la parado.
      Quando vejo algo q quero comprar e é “só” usd0,99, penso comigo: ta barato pra xuxu!!!

  • Vítor

    Depois me perguntam por que eu odeio o Brasil…

  • Luiz Ferreira

    Arf, esse Brasil 🙁

  • \Caco Barreira

    ICMS de 18% em SP. Aqui no RS o dito imposto estadual é a pequena bagatela de 1/4 do valor (25%).
    só ai já sobre pra baráleo.
    Acho que o preço ficaria 1,99 USD
    🙁
    dura realidade.

    • Rodrigo

      Só que o ICMS é cobrado “por dentro” e corresponde a 25% do valor final (produto + tributo). A alíquota real é pouco mais de 33% sobre o valor original (1/3). Como exemplo, um produto de R$ 75,00 tem R$ 25,00 de tributo (25% “por dentro”), e não R$ 18,75 (25% “por fora”).

  • Jrbs

    Esses dias vi um anúncio de uma música grátis da semana no CD da “Preta Gil”.

    Quanto vale um CD desses no Brasil e o quanto ele ficaria se convertido para iTunes Store? E depois se fossemos esperar por encargos. Qual seria o tamanho dessa conta nessa meeercadoria?

  • Francis

    Mas que post legal, muito instrutivo e elucida bem o que é a burocracia brasileira. Feitinha prá explorar o pobre cidadão consumidor. Por isso não se faz uma reforma tributária tão necessária. Parabéns ao BDI .!!

  • Felipe Souza

    Concordo (3)

  • Rodrigo Brandão

    Podem dar um Oscar por esta matéria?
    Simples, explicativa, crítica e importante. Abraços!

  • Leonardo Neen

    Ótima análise,como sempre conteúdo de QUALIDADE feito por nada mais nada menos pelo próprio iLex!

  • Carlos Lenz

    Acho que uma diferença legal mais importante é que o preço divulgado no Brasil deve incluir impostos, mas nos EUA não. Isso porque o imposto lá é cobrado do cliente à parte.
    Assim 0,99 é um pouco mais caro que isso, pois dependendo do estado do cliente, incide uma alicota de impostos diferente, assim como a do ICMS varia aqui.
    No Brasil o valor divulgado nunca seria BRL 1,99 cada USD 0,99 porque deveria incluir cambio E impostos.
    Acho que 2,50 ou 3,00, dependendo dos impostos.

    Pra quem tem cartão internacional, claramente pagar em dolar é vantajoso, afinal o IOF é muito menor que a soma dos outros impostos que o substituiriam se o pagamento fosse aqui.

    Mas o melhor mesmo seria pagamento pelo Paypal.

  • Henrique

    IPI? Da onde se cobra IPI?
    Isso ta errado!

  • TiãoGavião

    No caso de musicas, não compro mesmo, por mim…. 😉
    Sobre o resto:
    estamos onde?? Brasil!? então tem que ser em moeda nacional, ponto!! Como a Apple vai fazer é problema dela.

  • Tarcizio

    O problema não é de tributação, o problema é que o Brasil não é um país sério, o problema é que temos que sustentar a nossa corrupção. Qualquer outra coisa é besteira ….

  • Geraldo

    Por isso cada vez mais odeio esse país.

  • Afonso

    Põe 10 reais e pronto… Mais fácil, pelo menos assim fica mais visível que a App Store não dá certo aqui.

  • iFumachi

    Independente de como isso aparecer na AppStore sempre será mais vantajoso comprar em dólar.
    Eu tenho a pratica de ir a uma casa de cambio e recarregar meu cartão (travel money), e utiliza-lo na AppStore. Me livro ainda do IOF. É claro que dependendo da casa de cambio o dólar fica muito mais caro que o IOF pago ao cartão!

    • O IOF você já paga na casa de câmbio, iFumachi, no momento que compra os dólares.

      • Maximo_TP

        Nem sempre! Depende onde você está comprando os dollares.

  • DaNiLLo

    É por esse e por mais alguns motivos que não troco minha conta americana pela Brasileira! Um dia quem sabe, mais acho que vai demorar muito tempo pra valer a pena.

  • Luiz Paulo

    Bonito Brasil,muito bonito!!

  • Marcelo

    engraçado que na loja da nintendo ja cobram em reais e o preço ta abaixo do que o valor convertido!

  • Ronilson Carlos Andrade da Cruz

    “burocracia brasileira
    burrocracia brasileira, assim acho q fica melhor.

  • Natalia

    Olá,

    Eu comprei um toque pelo itunes, recebi um recibo do pagamento, mas não sei onde o toque ficou salvo!
    =(

  • Leonardo Paiva

    Creio que a mudança para Reais acontecerá em breve.

    Antes os preços na AppStore brasileira apareciam da seguinte forma $ 0,99.

    Notei que o $ deu lugar a USD. Agora aparece USD 0,99.

    Estão mudando o formato da moeda. Talvez estejam preparando para colocar o R$.

  • LRFares

    Finalmente algum lugar no qual eu consegui descobrir o preço do imposto d importação (6,38%), tava q nem um louco tentando saber

    • Maximo_TP

      Na verdade esse não é o valor do imposto de importação e sim mais uma taxa inventada recentemente pelo governo para meter a mão no nosso dinheiro. Como as compras com cartão de crédito internacional cresceram muito, o governo resolveu taxar essas compras em 6,38%. Se você usa Travel Card a taxa é de 0,38%. Por isso a melhor saída é nem pensar em ter uma conta brasileira e aproveitar as viagens internacionais (suas ou de amigos) para comprar os gift cards.

  • André Luis Jacob

    Estou bem feliz com a minha conta americana com cartao internacional

  • Lúcio

    Boa tarde senhores alguém poderia me ajudar se há algum programa que substitua o adobe flash plugin player, no caso estou com o PUFFIN, mas deixa a desejar. Existe algum outro

  • mirian

    entao vou poder comprar app na loja de app q legal ms e serto o valor ne nw tem perigo de pagar ms caro ou tem

  • Diego

    tenho uma duvida. Se eu comprar alguma coisa em dólar com meu cartão de crédito ele converte em Real ? Ex: visa. eu quero comprar o whatsapp. U$ 0.99

  • Arthur

    Ao ler os comentários me entristeceu muito ver tantas pessoas com falta de espírito cívico, e com a síndrome de “cachorro vira-lata” freqüente no nosso país.
    Todos os países tem seu problema, só que a grama do vizinho sempre é mais verde, se morasse lá, nos Estados Unidos, por exemplo, ia começar a ver os problemas.
    Nosso país é um país muito bom, cheio de riqueza cultural e natural.
    Além disso, a “burocracia” brasileira pode ser visto como um “mal” por não permitir a dinâmica rápida da sociedade, mas também há o outro lado da moeda. A “burocracia” é que permite a maior discussão com a sociedade através de audiências públicas e nas casas legislativas antes da implementação de algo, se faz um estudo de impacto para se fazer as mudanças de forma justa, sem comprometer e aumentar a desigualdade social no país, considerando todos os setores da sociedade. É a “burocracia”, por exemplo, que permite a discussão de Belo Monte antes que se começe fazer as obras e inunde a tribo de um monte de tribo indígena. Não há decisões tomadas as pressas, não obstante a possibilidade de erro é inexorável.
    Para finalizar, a “burocracia” nada mais é do que a institucionalização de um procedimento que pretende subsidiar as tomadas de decisões de forma justa. Se você é totalmente contrário à burocracia, então aceita que o Estado feche os olhos pra pessoas morrendo e sofrendo pelo sistema econômico que seu país adota, em prol da tomada rápida de decisões. Já virou hábito criticar a burocracia nesse pais, mas está na hora de refletir sobre seu real significado e importância. Criticar o que está posto é sempre mais fácil, a oposição que o diga. Não estou com esse comentário dizendo que não há problemas no nosso país ou que o sistema tributário não deve ser reformado, para todo mundo quer isso “pra ontem” sem saber a dificuldade e complexidade que é. Por exemplo, digam vocês se aplicativo é bem corpóreo, como um “Norton”, por exemplo, que se compra na internet, ou se é prestação de serviço.

  • 2 anos depois e nada de preços em reais na iTunes Store brasileira…

  • Dhuanny Almeida

    saudades dolar R$2,15