Notícias

Veja como funciona o programa que descobre os pontos por onde o iPhone passou

Há mais de uma semana, a mídia em peso deu destaque a uma suposta “falha de segurança” presente no iPhone, que guardava em um arquivo interno do sistema a localização de todos os pontos por onde passava. A Apple hoje afirmou que o armazenamento dessas informações por tanto tempo não era intencional, e sim apenas um bug que será corrigido em breve.

Mas enquanto a Apple não lança a correção com o futuro iOS 4.3.3, que tal brincarmos um pouco de detetive com nosso próprio aparelho? Isso servirá para mostrar a todos o quanto de razão tinham os “defensores da privacidade”. O objetivo deste artigo é mostrar que toda a polêmica foi gerada por causa de um banco de dados interno que não mostra com exatidão por onde você passou, inclusive apontando antenas próximas de onde você nunca esteve.

Tudo começou com a descoberta do arquivo por dois pesquisadores. Eles desenvolveram até mesmo um programa, que inicialmente funcionava apenas em Mac, mas rapidamente fizeram uma versão também para Windows.

Então instale no seu computador para que você também possa ver com os próprios olhos como isso funciona. A versão para Mac está neste link e a de Windows, neste outro (é necessário ter o .NET Framework instalado). Abra-o e utilize o backup do seu iPhone (se você não estiver no seu computador, basta abrir o iTunes e fazer uma Cópia de Segurança do seu aparelho).

A partir daí você pode ver no mapa vários pontos, que representam as antenas de celular próximas de onde você passou. Dando um zoom na imagem, você pode perceber que a localização é só da antena mesmo, não é de onde você passou realmente. Inclusive não é apenas das antenas mais próximas, mas várias em um raio de quilômetros, como bem afirmou a Apple em seu comunicado.

Veja um exemplo dos três dias que passei em Brasília no início deste mês:

Alguém de vocês é capaz de, olhando estas informações, dizer onde foi o encontro dos leitores do Blog que fizemos na cidade? Impossível, né? Isso porque ele não mostra a minha posição, apenas a localização das antenas, inclusive de lugares que nem passei.

Veja este outro exemplo em Porto Alegre. Você é capaz de dizer onde eu moro? Dica: não é nem perto dos círculos maiores…

Fui também para a cidade de Osório, a 100km da capital gaúcha. Mas ele insiste em me dizer que eu também estive em diversas praias do litoral, o que não é verdade. Isso porque ele captou as antenas, não a minha localização. É este tipo de informação que a Apple recolhe.

Mas não acredite apenas no que está escrito aqui, comprove você mesmo com seus próprios olhos, usando o programa e descobrindo o que o seu iPhone diz sobre você. Talvez você chegue à mesma conclusão que nós: de que as notícias sobre o tema foram ligeiramente exageradas. 😉

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados