Notícias

Desastre no Japão pode dificultar ainda mais a regularização dos estoques do iPad 2

A tragédia natural do Japão, por si só, já é assustadora pela questão humana. Mas sua influência não se limita apenas aos habitantes da região: a destruição de várias fábricas de peças eletrônicas pode dificultar ainda mais a regularização de estoques do iPad 2, já escassos nos Estados Unidos.

Os analistas da iSupli (empresa de estudos de mercado) identificaram 5 fábricas atingidas que são fornecedores tradicionais de peças para o iPad:

Toshiba Corp.: fabricante de memórias NAND
Elpida Memory Inc.: memórias DRAM 
AKM Semiconductor: bússola digital
Asahi Glass Co.: vidro da tela do iPad
Apple Japan Inc.: sistema de baterias

Com isso, são 5 partes diferentes do iPad que ficam com sua produção comprometida, por tempo indeterminado.

É fato que as memórias NAND e DRAM podem ser conseguidas com outros fornecedores, mas o vidro da tela, a bússola e as baterias são mais difíceis de encontrar outros fabricantes. As baterias da Apple são feitas por ela mesma, o que permite que sejam finas e adaptadas aos seus gadgets; a bússola é feita especialmente para funcionar junto com o acelerômetro e o giroscópio do aparelho e por isso não é qualquer peça que pode substituí-la; o vidro é feito com uma nova tecnologia chamada Dragontrail, que até o momento apenas a Asahi podia fornecer.

A Foxconn (que monta os aparelhos na China) ainda possui um bom estoque destas peças, mas a longo termo o fornecimento de novos aparelhos dependerá de quanto tempo o Japão levará para se recuperar. Se demorar demais, até mesmo a produção do futuro iPhone pode ficar comprometida.

Fortune

Tags

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

Back to top button
Close