Notícias

Diferente do prometido, Apple começa a propor publicidades iAd menos interativas

Quando lançou o iAd (plataforma de publicidade própria) em julho de 2010, a Apple prometeu uma nova forma de fazer publicidade, envolvendo emoção e interatividade. A fórmula seria perfeita, se não fosse complicada. Afinal, a Maçã não pode fazer ela mesma cada banner e a maioria dos clientes ainda possui a mentalidade de que “firulas publicitárias” são inúteis, o importante é vender e ponto. Além disso, montar um iAd interativo não é algo tão barato e fácil (apesar de haver uma ferramenta especial para isso), o que espanta muito anunciante.

Talvez percebendo este problema estratégico, a Apple está começando a aceitar banners simples, sem muita interatividade, como se pode perceber na Itália. Lá, começam a aparecer iAd de aplicativos, que permitem visualizar a página da App Store para o download.

Com isso, a plataforma fica mais acessível a mais e mais anunciantes. Em contrapartida, veremos menos da “magia” prometida para esse tipo de publicidade, não se diferenciando tanto dos outros como AdMob e Adwords. A única diferença é que, quando você vê o símbolo ‘iAd’, tem certeza que pode tocar sem sair do aplicativo.

setteb.it

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados