Saúde

Como acompanhar seu histórico de vacinação pelo celular

Talvez poucos saibam, mas desde o início de 2020 é possível o cidadão acompanhar o seu histórico de vacinação direto no iPhone. Na época, o app se chamava Meu digiSUS, mas mudou de nome e agora se chama Conecte SUS.

Não existe nenhuma Carteira Nacional Digital de Vacinação propriamente dita, mas o histórico tem o objetivo de eliminar a necessidade da carteira em papel, que a gente sempre perde no decorrer dos anos.

Veja como funciona e como começar a acompanhar seu histórico a partir de agora.



Registro digital de vacinação

A carteira de vacinação em papel nunca foi obrigatória para ser vacinado pelo SUS. Ela sempre serviu apenas como uma ajuda para o cidadão acompanhar seu histórico, o que é importantíssimo para saber como anda seu nível de imunização.

Mas carteira de papel não é algo tão eficiente. A pessoa acaba perdendo ou esquece de levar quando vai tomar a vacina. No fim, são poucos os que realmente sabem a lista de vacinas tomadas ao longo da vida.

Por esta razão, o SUS realiza o registro digital de vacinação desde 2017, e guarda no seu banco de dados as doses que o cidadão tomou. E desde 2020 esta informação pode ser acessada pelo aplicativo no celular.

Porém, nem tudo é perfeito.

Até então, nem todos os postos de saúde do país tem condições técnicas de realizar o registro digital da aplicação da vacina, o que faz com que muitas delas feitas após a implementação do sistema não apareçam no histórico.

Mas o Ministério da Saúde pensa em mudar isso.



Vacinação contra a COVID-19

Na campanha de vacinação contra a COVID, o Ministério acha fundamental este histórico, pois indica exatamente a marca, lote e dose tomada, ajudando no controle para a aplicação da segunda dose, que é tão importante na imunização da população.

Então, a ideia é equipar os postos para que eles realizem o registro digital da aplicação da vacina, para ampliar ainda mais este serviço.

Para isso, o Governo está incentivando que todos instalem o aplicativo Conecte SUS, para poder gerar a versão digital do Cartão Nacional de Saúde (CNS), que possui um QR Code que facilitará o registro nos postos.

Como já comentamos aqui, o CNS pode ser incorporado ao Wallet do iOS desde outubro passado.

Este, de fato, é o único documento digital que o aplicativo oferece. Não conte com uma carteira digital de vacinação, porque ela não é realmente necessária.




Como acompanhar o histórico

Após instalar o aplicativo e se conectar com seu CPF, toque na aba “Histórico”.

Na tela, aparecem os tipos de histórico que você poderá consultar. Toque em “Vacinas”.

Aí, se você for uma pessoa de sorte, verá algum registro de vacinas que tenha tomado recentemente. Porém, é bem provável que ainda não apareça nada, justamente porque o sistema está sendo implementado mais intensivamente agora nos postos de saúde.

Para quem nascer em 2021, será uma mão na roda no futuro…


Circula na Câmara dos Deputados um Projeto de Lei (PL 5217/20) que determina que o registro da vacinação seja feito de forma digital, e não mais em papel. Por esta razão, os postos estão sendo equipados para que os dados sejam enviados diretamente ao banco de dados do SUS.

Então, quando você ouvir falar em carteira digital de vacinação, saiba que nada mais é do que o histórico digital que existe desde 2017, mas que agora está sendo implementado mais profundamente por causa da pandemia.

Esta doença terrível serviu, pelo menos, para o Governo acelerar a implementação de um serviço que deveria estar funcionando já a pleno vapor há muito tempo.

Então, na próxima vez que você for se vacinar, basta levar seu iPhone com o Cartão do SUS registrado no Wallet, para o registro ser feito diretamente no sistema do Ministério.

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo