Rumores

[rumor] E se a Apple lançasse um novo iPod touch de 7 polegadas?

Como sempre, alguns rumores sobre a Apple voltam de tempos em tempos a povoar os sites do mundo inteiro. Isso gera bastante visitas, pois tudo o que é referente à Apple chama a atenção mais do que qualquer outra marca.

O boato da vez é um suposto iPad mini (de novo), em que parte da imprensa brasileira está anunciando como notícia certa, não um rumor. Entenda agora porque não tem sentido um outro modelo de iPad ainda este ano.

O eterno iPad mini

O boato de que a Apple poderia lançar um iPad de tamanho menor não é de hoje. Ele morre e renasce todos os anos. E repare que é sempre “uma fonte desconhecida da Ásia” que origina os comentários, com blogs do mundo inteiro apenas repetindo o rumor, sem usarem filtro crítico nenhum. Mas não há muito sentido em lançar um segundo modelo de iPad no mesmo ano, pelo menos não na lógica da Apple.

No ano passado, antes mesmo do lançamento do iPad 2, em março, os mesmos sites diziam que a Apple iria lançar o iPad 3 (chegaram ao absurdo de imaginar um iPad 2,5) em setembro ou outubro, para “enfrentar a concorrência“. Pode procurar no Google, ou então veja o que falamos sobre isso na época. Mas por mais absurdo que poderia ser este rumor, centenas de sites (inclusive no Brasil) o repetiram ad nauseam, como sendo uma possibilidade. Agora, a história se repete, com a afirmação de que a Apple estaria se preparando para lançar um novo modelo de iPad este ano.

Como se rumor merecesse o mesmo espaço que as notícias reais.

E o pior é ver estes “jornalistas” escrevendo frases do tipo:

O iPad de tamanho alternativo é visto como uma resposta da Apple aos concorrentes.

O novo tablet seria mais uma arma para competir com Samsung, Amazon e, agora, com o Google.

Com estas características, a Apple acredita ter um plano perfeito para frustrar o Nexus 7, recém lançado por sua grande concorrente Google.

Deixa eu ver se eu entendi: a Apple lançaria um novo “novo” iPad (deixando furioso quem acabou de comprar o seu), com tamanho de tela menor (coisa que Steve Jobs nunca concordou) só para competir com os atuais tablets de 7 polegadas? Aqueles que não conseguiram ainda se estabelecer no mercado?

O Kindle Fire criou burburinho quando foi lançado no ano passado, principalmente pelo seu preço. Mas estes mesmos “jornalistas” parecem não ter conhecimento que o Fire está muito, mas muito atrás do iPad em termos de vendas (leia: “Guerra de tablets: iPad aumenta liderança e Kindle Fire despenca“). E isso tem uma lógica: o Kindle Fire não é um competidor para o iPad, pois é muito limitado, até porque a proposta dele é outra. Você não pode fazer nele tudo o que faz na tela maior do iPad, pois ele é amarrado ao conteúdo da Amazon. O Google está agora apostando no formato, com uma proposta mais “aberta”, mas ainda terá que mostrar se tem capacidade de se firmar no mercado.

Nada disso seria motivo para a Apple mudar toda a sua estratégia com o iPad, diminuindo tela, canibalizando vendas e lançando vários modelos no mesmo ano. Não faz sentido mudar uma estratégia que, até agora, é vencedora.

Desde o lançamento do iPhone, a Apple nunca lançou dois modelos diferentes do mesmo produto, no mesmo ano. E não há motivos para acreditarmos que ela faria isso agora.

Tela de 7 polegadas

Ok, mas aí alguém argumenta: “Existe um público que prefere um tablet menor, para levar na bolsa/mochila. Será que a Apple vai deixar que os concorrentes dominem esta fatia do mercado?

Até existe este público, que tentou se habituar com o Galaxy Tab e não conseguiu, por causa do sistema operacional (não sou eu quem diz isso, mas sim o número das vendas). Se a Apple lançasse um aparelho menor e mais barato, com as maravilhas do iOS e que atendesse este público, ela provavelmente faria um grande sucesso e dominaria também esta fatia de mercado.

Um outro iPad este ano não faz sentido, mas como já disseram nossos leitores, um novo iPod touch maior poderia ser a resposta que se procura.

Novo iPod touch

SE, repito, SE a Apple optasse por lançar um aparelho de 7 polegadas, teria muito mais sentido que fosse um iPod do que um iPad. No ano passado, a Apple não lançou um novo modelo de iPod touch (apenas mudou a cor), o que nos deixa 2 anos sem nenhuma novidade no aparelho, que sempre foi uma espécie de “iPhone capado“. Mesmo tamanho de tela, mesmas funções, mas sem GPS e antena telefônica.

Mudar o seu formato daria uma personalidade totalmente particular a este aparelho que sempre ficou na sombra do iPhone. E ao mesmo tempo, contentaria o público que prefere um tablet menor. Seria possível escutar músicas, ver vídeos em uma tela melhor que a do iPod, além de melhorar muito a experiência de jogos e servir para leitura casual de livros eletrônicos (e outras funções que a Apple nos convenceria a acreditar).

Isto sim, faz muito mais sentido: um novo iPod, não um iPad. Quem gosta do iPad continuaria preferindo ele (como hoje há quem prefira o iPhone do que o iPod touch), e quem gosta de iPod touch teria uma melhoria significativa no aparelho. E ainda cativaria a simpatia de quem só quer um tablet para levar na bolsa, mas acha o iPod pequeno demais.

Mas mesmo assim, a lógica maior é a Apple não lançar nada de 7 polegadas, pelos argumentos citados no início deste texto.

E você? Concorda com esta linha de raciocínio? 😉

Conteúdo original © Blog do iPhone

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar