Opinião

Folha de S. Paulo apela para manchete sensacionalista para atrair usuários de iPhone

Muitos leitores nos procuraram para que comentássemos a matéria publicada nesta quarta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo, intitulada “Consigo desbloquear todos os modelos de iPhone, diz criminoso que invade contas bancárias”.

Ao ver a manchete, obviamente a primeira reação que temos é: “Caramba, conseguiram quebrar a tão preservada segurança do iPhone!”.

Mas infelizmente, ao lermos o artigo, nos damos conta que a história não é bem essa, concluindo que o título foi especificamente construído para, de forma leviana, atrair as pessoas para a leitura.

Esta atitude medíocre de jornalismo mais desinforma do que informa. Entenda a seguir o que realmente aconteceu.



A matéria relata uma ação da polícia paulista contra quadrilhas especializadas em invadir contas bancárias de pessoas que tiveram o celular furtado. Note, que a investigação não se limita a iPhones, cobrindo todos os tipos de celulares.

Então, eles dão destaque à frase de um criminoso, que afirma:

“Consigo desbloquear todos os modelos de iPhones, do 5 ao 11.”

O contexto é explicado depois, deixando claro que a verdade não é bem essa. Mesmo assim, eles decidiram usar a mesma frase para intitular o artigo.

Na verdade, a história conta o que todos nós já sabemos: os bandidos usam de engenharia social para obter os dados da vítima, procurando nas redes sociais e entrando em contato por SMS para induzir a pessoa a fornecer os dados necessários para desbloquear o aparelho.

Não há nada de novo. Tudo isso já explicitamos aqui em um artigo especial:

Ou seja, nada tem a ver com alguma nova forma de desbloquear a segurança do aparelho.

A própria matéria diz:

“Os maiores especialistas em segurança de sistema e técnicos forenses admitem ter falhado em todas as tentativas de invadir celulares bloqueados e, principalmente, acessar contas bancárias pelos aplicativos, já que as senhas não eram salvas nos aparelhos”.

Em outro ponto do artigo, ainda é possível ler:

“Em resumo, ele não tem nenhum grande esquema de desbloqueio do iPhone”.

Mas mesmo assim, este conteúdo não impediu que deturpassem o sentido e usassem um título sensacionalista para atrair cliques.

A matéria até está bem escrita e o jornalista Rogério Pagnan parece ter feito bem o seu trabalho. Mas na hora da publicação, o editor-chefe (ou então o estagiário que eles colocaram lá para escolher os títulos das matérias), deturpou tudo. Ficou feio.



Como proteger seus dados

As dicas continuam as mesmas: tome precauções antes de ser roubado, para evitar que seus dados sejam acessados por criminosos.

Leia com atenção e guarde nos favoritos nosso outro artigo que ensina como se proteger em caso de iPhone roubado.

Coloque uma senha forte em seu aparelho, para dificultar ainda mais qualquer acesso estranho.

E não caia em armadilhas caso você seja vítima de um furto.

Esteja sempre atento, pois a segurança dos seus dados é fundamental para você viver bem hoje em dia.

E principalmente: nunca ache que ler apenas a manchete de um artigo seja suficiente para entender uma notícia.

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo