Opinião

[opinião] A incapacidade da Caixa Econômica em fazer um aplicativo para iPhone

A atual pandemia trouxe ao mundo diversos desafios para todos nós, criando situações que não estávamos habituados a passar.

E o atual Governo Federal, na tentativa de assistir as camadas mais necessitadas da sociedade, estabeleceu um programa de Auxílio Emergencial para trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados.

Para retirar este pagamento de forma online, foi criado um aplicativo da Caixa Econômica chamado de Caixa Tem, que dá acesso a uma conta poupança digital, onde o dinheiro é depositado.

O problema é que, seja por incompetência ou por puro despreparo, a versão para iPhone deste aplicativo não funciona.





A marca do celular não deve definir a necessidade

É ignorância achar que “quem tem iPhone não precisa de ajuda emergencial”. Ignorância pura.

Há diversas maneiras de se adquirir um iPhone sem precisar vender um órgão do seu próprio corpo. Modelos usados ou de gerações anteriores podem ser encontrados por preços bem vantajosos no mercado. E o custo benefício de ter um aparelho que funcione bem durante anos e que pode ajudar muito em atividades profissionais é o que faz muitos preferirem a plataforma da Apple.

Achar que só pessoas ricas possuem iPhone é um erro. Há muitos autônomos e profissionais liberais que dão um duro danado todos os dias e que agora, com a pandemia, estão em situação de necessidade. As contas chegam mas o dinheiro não entra mais. Então, precisam deste auxílio.

Incapacidade em disponibilizar um app

Aparentemente, parece que a equipe responsável pelo desenvolvimento dos aplicativos da Caixa Econômica Federal não está sendo capaz de disponibilizar um simples aplicativo para iPhone.

O app até aparece disponível na App Store, mas desde que ele foi transformado em principal ferramenta para o pagamento do novo Auxílio Emergencial, a versão para iOS deixou de funcionar.

Ao abrir o aplicativo, um aviso informa que é preciso instalar uma nova versão do app, que ainda não existe. E isso já faz mais de uma semana, sem nenhuma mudança.

Então, nos faz pensar que, ou a Caixa não está muito interessada em usuários do iPhone, ou ela não está sendo competente em disponibilizar um simples aplicativo para a plataforma.



Não estamos falando aqui da instabilidade do sistema da Caixa em suportar milhares de acessos simultâneos. Tanto o site quanto o aplicativo de Android sofrem com isso. O que estamos apontando é que não existe um aplicativo para iPhone habilitado para acessar a Poupança Digital.

O aplicativo Caixa Tem é obrigatório para quem não tinha uma conta bancária previamente cadastrada para receber o auxílio ou não era bancarizado. Para estas pessoas, o governo criou uma Poupança Social Digital, que é uma conta digital. Mas seu acesso só pode ser feito por este aplicativo, que não funciona no iOS.

Perguntas pairam pelo ar: quando a Caixa Econômica Federal irá colocar profissionais competentes para resolver o problema do aplicativo para iOS? Quando que os responsáveis pelo pagamento do Auxílio Emergencial irão se preocupar com a parcela da população que não usa Android ou sequer possui um smartphone? Por que essa má vontade em transformar em fato algo que foi prometido?

São perguntas que ainda não temos respostas.

Leia mais sobre:

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar