Notícias

A traseira de vidro do iPhone 8 é bem mais difícil de consertar que a tela frontal

Uma das únicas mudanças externas do iPhone 8 em relação ao modelo do ano passado foi a nova traseira em vidro, que permite o carregamento por indução. Apesar de não ser o primeiro iPhone a usar este material na parte de trás, o processo de montagem do 8 faz com que seja muito mais difícil trocar caso ele quebre.

Isto significa que será também mais caro trocar o vidro de trás que o da frente.

O grande problema é que o vidro vem colado na placa interna do aparelho, o que torna bem mais difícil a troca de vidro (como a que acontecia com o iPhone 4, por exemplo).

O pessoal da iFixIt desmontou o novo aparelho e constatou que a cola que a Apple usa torna quase impossível retirar o vidro da placa sem quebrá-lo. Inclusive, é de se perguntar se as assistências técnicas não autorizadas saberão como fazer para trocar em caso de quebra do vidro traseiro.

A Apple foi audaz ao afirmar na apresentação do novo iPhone que o vidro é o “mais resistente já usado em um smartphone“. Óbvio que isso vai provocar testes de resistência e a fácil constatação que ele não é indestrutível, o que irá gerar mimimi e revolta de muitos.

Sim, o vidro provavelmente irá quebrar se o aparelho cair em um chão duro (tipo concreto) e a troca dele não será fácil. Portanto, a melhor dica para quem comprar o iPhone 8 é a mesma de sempre: proteja o aparelho com uma capinha e não deixe o iPhone cair no chão.

Via
iFixIt
Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar