Notícias

Porsche desiste do Android Auto por causa da política de privacidade

Ei, você que pretende comprar um novo Porsche 911 Carrera ou o Carrera S no ano que vem. Saiba que se quiser usar seu celular junto com o sistema automotivo, terá que comprar um iPhone (se bem que provavelmente você já tenha um). Isso porque a montadora resolveu adotar exclusivamente o Apple CarPlay nos seus carros, deixando o Android Auto de fora. A razão é o fato dele coletar dados demais dos usuários.

A Porsche anunciou esta semana que está desistindo do sistema do Google devido à sua política invasiva de coleta de dados que o acordo de parceria exige. Esses dados incluem velocidade do veículo, rotações do motor, posição do acelerador, e todo o tipo de informações que devem ser enviadas diretamente aos servidores do Google cada vez que o motorista entra no carro. Segundo a Porsche:

Não há nenhuma razão tecnológica para o 991/2 não ter o Android Auto integrado no seu sistema. Mas tem uma razão ética. Como parte do acordo da montadora com o Google, determinados dados devem ser coletados e enviados para Mountain View, California, sempre que alguém ativa o Android Auto.

Como ponto de comparação, a única informação coletada pelo CarPlay da Apple é se o carro está ou não andando, enquanto o sistema está funcionando, para não mostrar na tela informações que possam distrair o motorista.

Ao mesmo tempo que é nobre esta atitude da Porsche em se preocupar com a privacidade dos usuários, é de se perguntar porque nenhuma outra montadora se questionou sobre isso ao adotar o Android Auto.

via AppleInsider

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar