Notícias

Os criadores da Siri querem lançar um assistente virtual ainda mais evoluído

Talvez nem todo mundo saiba que a assistente virtual Siri não é uma invenção da Apple. A função era um aplicativo da App Store capaz de entender o contexto do que o usuário ditava e interagir com ele, de forma inteligente. A empresa que o criou foi comprada pela Apple em 2010 e, um ano depois, a função foi parar no iOS 5.

Os fundadores da empresa, Dag Kittlaus e Adam Cheyer, ficaram um tempo trabalhando na Apple, mas depois pediram demissão para tocarem outros projetos próprios. Um deles veremos na semana que vem: a VIV, uma evolução da Siri.

Dag e Adam dizem que sempre imaginaram a Siri muito mais evoluída do que é hoje. A intenção sempre foi criar um sistema inteligente que pudesse fazer muito mais coisas e se tornasse cada vez mais inteligente com o tempo. Porém, quando a tecnologia foi comprada pela Apple, ela estacionou e acabou não evoluindo muito, o que fez os dois sairem da empresa e continuar seu projeto paralelamente.

E parece que evoluíram bastante. Eles dizem que será possível pedir para a assistente coisas do tipo: “Peça uma pizza em uma Pizza Hut perto daqui“. Eles fizeram esse teste em uma pequena conferência para a imprensa esta semana, e os repórteres ouviram a resposta da Viv: “Qual o sabor da pizza que você quer?“. Depois de ditarem os sabores, colocarem e retirarem ingredientes e informarem o tamanho, continuaram a conferência normalmente. Cerca de 40 minutos depois, a pizza chegou, sem eles terem precisado fazer nenhuma ligação telefônica ou instalado qualquer aplicativo. Só ficou a dúvida de como estas pizzas foram pagas.

Este tipo de interação é o que eles acreditam realmente mudar a vida dos usuários. Você conversa com o celular como se estivesse realmente falando com um assistente real que, depois de ouvir o que você quer, vai lá e faz. Quando imaginamos esta nova expansão da assistente vocal para necessidades como chamar um taxi, comprar um ingresso de cinema ou reservar uma mesa em um restaurante, nos damos conta que ela pode realmente influenciar no nosso cotidiano, facilitando-o.

No dia em que a Siri foi lançada pela Apple, nos foi vendida a ideia de que ela iria fazer isso, mas a prática nos mostrou que ela hoje é bem limitada. Se pedimos para ela comprar um ingresso de cinema, ela nos apresenta vários links da internet. Há a possibilidade de interação com aplicativos dedicados, mas você precisa ter o aplicativo instalado, com o seu registro já feito.

siri tickets

Os fundadores da Siri nunca a imaginaram assim tão limitada. Quando ainda era um app, eles tinham parceria com vários serviços, que permitiam obter informação diretamente deles. Porém, com a compra da Apple, todas estas parcerias foram canceladas. A ideia que Steve Jobs tinha para a Siri não era a mesma de Dag e Adam, o que fez os dois deixarem a empresa no ano seguinte. Eles dizem que a Viv é o que eles queriam que a Siri fosse desde o início.

Várias empresas estão interessadas na Viv, que até já recebeu ofertas de compra do Google e do Facebook. É provável que quem adquiri-la, apresente para os seus usuários uma assistente muito mais avançada e proativa que a que temos na atual Siri, e talvez a Apple não seja capaz de atingir o mesmo nível de qualidade em sua assistente. E isso é triste para nós, usuários da maçã.

fonte: The Washington Post — Foto da capa: Andrew Burton

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar