Notícias

Após ridicularizar usuários da Apple, Intel agora quer voltar a fazer chips para Macs

Desde que a Apple resolveu encerrar a parceria com a Intel e fabricar seus próprios chips para computador, a empresa cultivou um forte ressentimento contra a maçã, criando propagandas para difamar tanto a empresa quanto seus usuários.

Mas em uma entrevista recente, o CEO da Intel parece ter mudado de ideia e agora diz que quer se reaproximar da Apple, para tentar fazer chips melhores que o Apple Silicon.



Os comerciais foram patéticos, criando vergonha alheia para quem os via. Isso porque usaram argumentos bobos e já conhecidos, como a limitação dos MacBooks em receber upgrades, ou a pequena disponibilidade de jogos para a plataforma. Parecia claramente que ela estava fazendo aquilo mais de birra por ter sido rejeitada do que realmente convencer alguém de verdade.

Claro que poder trocar a memória e o SSD do MacBook é algo que eu sinto realmente falta nos novos modelos, mas o fato é que as pessoas que escolhem o laptop da Apple o fazem por outras razões que, segundo elas, superam a limitação de se fazer upgrade ou ter acesso a 59 mil jogos.

E por isso, não é reforçando essas limitações que todos já conhecem que se conseguirá convencer um usuário a deixar de usar um produto da maçã.

Foram milhões e milhões gastos nessa campanha para menosprezar a Apple. Até mesmo o ator Justin Long, que ficou conhecido por protagonizar a icônica campanha “I’m a Mac”, foi contratado para os comerciais. Em um deles, o grande argumento da Intel era que você tem muito mais opções de laptops que na Apple. WTF?

Ou seja, no mundo PC você tem a opção de comprar um laptop ruim também.

E eu mesmo já fui vítima disso. Repare que este que vos escreve é alguém que possui um laptop Dell (com Intel) no qual há instalado o macOS (conhecido como hackintosh). Mas nesse curto período com ele, já deu para perceber que só ter o sistema operacional bom não basta para se ter a experiência de qualidade de um MacBook.

Depois de tudo isso, a Intel agora mudou o discurso, e quer se reaproximar da antiga parceira.

Em uma entrevista para um programa da HBO, o CEO Pat Gelsinger reconhece que a Apple conseguiu fazer um bom trabalho com seus chips e que sua arquitetura é melhor que os da Intel.

Ele ainda afirma que acredita que eles conseguirão passar à frente e reconquistar o negócio de chips do Mac.

“A Apple decidiu que eles próprios poderiam fazer um chip melhor do que nós. E, você sabe, eles fizeram um trabalho muito bom. Portanto, o que tenho que fazer é criar um chip melhor do que eles próprios. Eu espero ganhar de volta esta parte do negócio deles, bem como muitos outros negócios, ao longo do tempo”.

Porém, assim como os comerciais, até mesmo esse discurso que mudou de tom na última hora parece difícil de acreditar. Isso porque a verdadeira causa de tudo isso é que a Intel ficou para trás tecnologicamente.

Paul Otellini, ex-CEO da Intel, confessou que, para ele, o maior erro da companhia foi ter dito não em 2007 quando Steve Jobs pediu para criar um chip mais barato para dispositivos móveis.

Nós já contamos esta história aqui:

A partir daí, a Apple teve que procurar outras soluções, até começar a fazer os próprios processadores a partir do iPhone 4.

Paralelamente, a evolução dos chips para computador começou a ficar lenta demais para os padrões da maçã. Era inevitável que ela procurasse uma outra solução fora da Intel para conseguir atingir seus objetivos e avançar na velocidade que queria.

Com tudo isso que fez e está fazendo, a Intel parece claramente desesperada, vendo seu fim chegar cada vez mais perto. Isso não precisava ser assim, de forma triste, dado o histórico fantástico da empresa que foi fundamental na indústria de computadores.

Mas o mundo tecnológico é assim: se você não evolui, está fadado a virar história.

Fonte
HBO

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo