Notícias

Durante 7 anos, Ericsson irá receber royalties por cada iPhone e iPad vendidos

A Apple acaba de fechar um acordo com a Ericsson para encerrar uma disputa judicial que vinha desde o início de 2015. A empresa sueca estava processando a maçã pela violação de 41 patentes.

De fato, a Ericsson foi uma das responsáveis pela evolução do celular, desenvolvendo diversas tecnologias que hoje são banais no nosso dia-a-dia, como a rede 2G GSM e o 4G LTE. Por isso, as empresas precisam pagar licenças pelo uso destas invenções, algo bem comum no mundo tecnológico.

A Apple sempre pagou por estas licenças, mas deixou de respeitá-las depois que, segundo ela, a Ericsson começou a estipular preços abusivos. Um porta-voz da maçã declarou que a empresa sempre teve um profundo respeito pela propriedade intelectual e estava disposta a pagar um preço justo pelas licenças.

As licenças venceram em janeiro e as negociações entre as duas empresas não chegaram a conclusão nenhuma. Depois disso, a sueca chegou a entrar com um pedido na ITC (Comissão dos EUA para o Comércio Internacional) para que o iPhone fosse banido dos Estados Unidos.

Não foram revelados detalhes de porcentagem dos royalties a serem pagos.

Com o acordo, a Ericsson ganhará uma parte do produto que mais dá retorno financeiro à Apple, durante os próximos 7 anos. Nada mal.

via Reuters

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar