Notícias

Veja uma comparação entre o iPhone 11 Pro e o primeiro iPhone

Você já parou para pensar o quanto o iPhone evoluiu em 12 anos de existência? Eu não sei se você que está lendo este artigo já teve a oportunidade de mexer em um aparelho de primeira geração, mas eu estou segurando um enquanto escrevo e posso lhe garantir: a evolução é gigantesca.

Apesar do primeiro iPhone ter revolucionado o mercado de celulares, ele possuía algumas limitações notáveis para a época, e se considerarmos a evolução da tecnologia ao longo dos anos, a diferença é gritante.

O youtuber Marques Brownlee resolveu fazer um vídeo mostrando algumas diferenças curiosas, e nós iremos aproveitar para também comentar sobre outras diferenças que encontramos.



O iPhone original (que aqui no blog sempre o chamamos carinhosamente de ‘Classic‘) era sensacional, apesar da propaganda contra da concorrência. Reclamavam que não tinha teclado físico, que não era compatível com conexões 3G e seu tamanho era “grande demais” em relação a outras opções do mercado.

Mas de fato, quem o usava esquecia qualquer limitação que poderia ter, pois aquilo ali era diferente de tudo o que existia no mundo dos celulares. Era o mais perto de um computador de bolso que qualquer outro dispositivo conseguiu chegar.

Abaixo, vamos comentar algumas características curiosas do iPhone de primeira geração.


Caixa original

Na caixa do primeiro iPhone, vinha dois ítens exclusivos que nunca mais vieram depois dele: uma flanelinha preta (para limpar a tela) e uma base carregadora de mesa, para colocar o aparelho ao lado do computador.

Esta base foi herdada dos iPods, e hoje a gente sabe que foi uma maneira que Steve Jobs escolheu para diminuir o impacto do alto consumo de bateria. As baterias de celulares da época não eram otimizadas para a realização de tantas tarefas quanto oferecia o iPhone, e a enorme tela de LCD consumia bastante, a ponto dos engenheiros da BlackBerry acharem que aquele aparelho era uma enorme farsa de marketing.



Tamanho

Sim, para os padrões da época, o iPhone era um pouco volumoso. Isso porque era preciso um espaço mínimo para manter a tela multitoque que era o grande diferencial do aparelho.

Hoje, a sensação é até estranha ao segurar um dispositivo “tão pequeno” para os padrões atuais.

Tamanho do iPhone original, comparado com o do iPhone Max

A resolução também era muito menor. Para se ter uma ideia, a imagem da tela tinha as medidas de 320 x 480 pixels. Não entendeu ainda o que isto significa? Então veja abaixo a comparação com a tela do atual modelo Max.



Câmera

A câmera fotográfica até não era ruim para o padrão da época: 2 megapixels.

Porém, não fazia vídeo e nem tinha possibilidade de regular o foco tocando na tela. E nem falaremos de outras características mais modernas, como flash, modo noturno e controle de exposição. E não havia câmera frontal para selfies (coisa que só apareceu no iPhone 4).

Veja uma comparação de fotos entre gerações:


Sistema

O primeiro modelo de iPhone nunca foi oficialmente lançado no Brasil. Nos Estados Unidos, ele era vendido bloqueado com a operadora AT&T, o que obrigava os brasileiros a ter que aplicar o jailbreak para desbloqueá-lo para uso no Brasil.

A última versão de sistema para ele foi o iPhoneOS 3.1.3 (somente na versão 4.0 que o sistema passou a se chamar iOS). Nosso aparelho ainda funciona muito bem, com todos os apps instalados ativos. Porém, é praticamente impossível instalar qualquer coisa da App Store, pois não se acha mais apps compatíveis com essa versão do sistema. Claro que, para quem guardou os arquivos antigos no iTunes, ainda pode instalá-los.


Confira o vídeo feito pelo Marques, com mais detalhes interessantes:

Fonte
Marques Brownlee
Leia mais sobre:

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar