Notícias

Casos de rejeição de aplicativos pela Apple podem diminuir no firmware 3.0

Uma das causas mais comuns das rejeições de aplicativos na App Store é a presença de “conteúdo ofensivo” segundo os padrões da Apple. A última vítima foi o aplicativo Newspapers, da empresa Makayama, recusado por causa de uma foto em topless que aparecia em uma matéria de um dos jornais presentes no utilitário (o britânico The Sun). Pois esse tipo de problema pode diminuir no futuro iPhone OS 3.0, que terá um sistema de controle parental mais específico para aplicativos.

Como já mostramos aqui, as restrições ganharão um reforço no próximo firmware inclusive para os aplicativos, que poderão ser classificados e filtrados de acordo com a idade do usuário final.

Classificação por idade

Isso quer dizer que a Apple não precisará mais se preocupar em banir aplicativos com palavras ofensivas, pois agora cada usuário poderá implementar um filtro por classificação, não sendo possível instalar nenhum título que esteja acima da mesma. Nem mesmo seus screenshots vão aparecer na App Store, apenas a descrição, com o botão de download não acessível. Se houver algum já instalado no aparelho, ele simplesmente desaparece da tela inicial.

Impossível instalar um aplicativo fora da classificação permitida

Deixar o controle da censura nas mãos dos usuários/pais pode ser uma boa saída para evitar os constantes casos de rejeições, que no final  acabam servindo mais para sujar a imagem da Apple do que para realmente proteger os usuários.

É uma pena que o sistema de classificação americano não seja o mesmo que o brasileiro. Se fosse, esta poderia ser a solução para que pudéssemos finalmente ter jogos na loja nacional da App Store…

[via]

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar