Notícias

Ainda não dá para dizer que relógios com Android Wear funcionam bem no iPhone

No início da semana, divulgamos aqui que o Google liberou um aplicativo que permite que smartwatches com o Android Wear consigam interagir também com o iPhone. Até então, só era possível usar um relógio desses se você tinha um dispositivo com Android, para fazer a ativação assim que tirasse-o da caixa.

Muitos que possuem um iPhone e estão loucos para entrar no mundo dos smartwatches, se empolgaram com a notícia e se mostraram interessados em comprar um dispositivo com Android Wear para testar. Mas esta pode ser uma furada que estragará a experiência do usuário, pois a integração entre os dispositivos é quase inexistente.

Se você tem um iPhone e quer comprar um smartwatch, não compre um Android Wear. Não porque ele não seja bom, longe disso, mas é porque você não iria aproveitar nem metade do que ele é capaz.

A compatibilidade com o iPhone ajuda a quem já tem o relógio e gostaria de usá-lo com o sistema da Apple. Ele permite receber no pulso notificações de aplicativos do iOS, mas não é possível responder estas notificações pelo relógio.

Nós aqui testamos um Moto 360 pareado com o iPhone por alguns dias e, comparando com a experiência que tivemos com o Apple Watch, podemos afirmar que é algo bem diferente. Enquanto o relógio da Apple tem total integração com o sistema, permitindo visualizar mensagens inteiras e até respondê-las por voz, com o Android Wear esta integração é quase inexistente. Você não pode enviar SMS ou emails com a voz ativando o comando “OK Google”, e para abrir algum link no iPhone, ele usará o aplicativo do Android Wear, não o Safari ou o Chrome.

O sistema também não é compatível com o HealthKit e as informações de passos e calorias não serão transmitidas para o aplicativo Saúde e, consequentemente, nem compartilhadas com outros apps. Esta é uma decisão do próprio Google, que decidiu não permitir esta compatibilidade e amarrar o usuário.

É tudo muito limitado e acaba totalmente com qualquer vantagem de se ter um smartwatch. Por isso, não compre um relógio com Android Wear se você pretende usar um iPhone. Se você quer muito saber como é usar um smartwatch na vida cotidiana, invista em um Apple Watch ou, se você quer mesmo usar um Moto 360 ou outro dispositivo compatível com o sistema do Google, troque seu smartphone para um Android. Tentar misturar os dois mundos fará você ter uma experiência ruim, sem conhecer realmente as vantagens do que é ter um relógio interativo.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar