OpiniãoRumores

E se o próximo iPhone viesse custando mais de R$6.000?

Muito se fala dos rumores de como será o próximo iPhone, com vozes afirmando que haverá um terceiro modelo especial, comemorando os 10 anos de lançamento do aparelho original. Esta edição comemorativa iria impressionar com características bem ousadas, como sensor de digitais sob a tela, display OLED cobrindo toda a frente, recarga de bateria por indução (como no Apple Watch) e tantas outras novidades que ainda nem imaginamos.

Tudo isso é muito lindo, maravilhoso, mas enquanto todos focam nas novidades, esquecem um ponto muito importante: o preço que ele vai custar. Você estaria preparado para um iPhone valendo mais de R$6.000 no Brasil?

Rumores

Antes de tudo, teremos que comentar sobre o que se fala por aí. Muitos acreditam que podem ser lançados 3 modelos diferentes este ano: um iPhone 7s, um 7s Plus e um outro especial (que muitos chamam de iPhone 8).

Confesso que de início achei estranho. Se era para comemorar os 10 anos, por que não simplesmente lançar um novo modelo único, com todas as novidades já inclusas? Qual a razão de lançar um 7s um pouco melhorado e um 8 separado, este sim com as novidades boas? Quem iria comprar o 7s, se o 8 é bem melhor?

A resposta pode estar no custo dele.

O iPhone mais caro da história

John Gruber, conhecido especialista Apple, levantou diversas questões que explicariam as razões da Apple cobrar entre 1.200 e 1.400 dólares o modelo especial. E muitas delas fazem sentido.

Nos Estados Unidos, a Apple sempre procurou manter o mesmo preço dos iPhones. Com US$649 (mais taxas locais) sempre foi possível levar o modelo da mais nova geração. E apesar de nós aqui no Brasil acharmos isso “barato” por representar metade do que pagamos aqui, para os americanos este ainda é um valor bem alto. Aumentar ainda mais este preço poderia significar uma forte queda nas vendas, por mais que o iPhone seja o objeto desejado por todos.

Aí entra o dilema da Apple. Lançar um aparelho com tantas novidades e especificações avançadas significaria aumentar o seu custo e, consequentemente, o valor para o consumidor. Perceba que, a cada ano, a empresa adiciona ao iPhone alguns poucos elementos novos, tentando não adicionar demais para o custo não aumentar. Se ela colocasse tudo o que nós constantemente pedimos, é provável que o aparelho ficasse caro demais para ela produzir.

Se ela lançar um novo iPhone especial, com diversas características diferentes para marcar o aniversário, provavelmente o preço inicial dele teria que ser maior, o que faria com que muitos americanos (e brasileiros também, principalmente) ficassem sem opção e deixassem de comprar o aparelho. Nesta lógica, faz sentido a Apple também disponibilizar um modelo intermediário com o preço de sempre, apenas melhorando a versão anterior (o que seria chamado de iPhone 7s).

Como Gruber aponta muito bem em seu artigo, a Apple não pode se dar ao luxo de vender menos de 70 milhões de iPhones no primeiro trimestre fiscal (ou seja, outubro/novembro/dezembro), pois isso seria considerado um desastre pelos “analistas” que vivem pregando que a Apple está falindo. Por isso, ela não pode deixar de oferecer uma opção intermediária, além daquela especial.

Outro ponto interessante apontado por ele: sem o limite de custo imposto pelo mercado, imaginem o que a Apple poderia incluir no novo iPhone. Um aparelho mais caro poderia permitir ainda mais funções e possibilidades, para quem tivesse disposto a pagá-lo.

Alguém pode argumentar que outros concorrentes já conseguem fabricar aparelhos mais completos, sem custar os olhos da cara. Porém, esta é uma maneira bem superficial de analisar as coisas. Primeiro, para incluir diversas especificações em um dispositivo só, outros fabricantes são obrigados a diminuir custos, e isso influencia diretamente na qualidade dos componentes. Segundo, precisamos levar em conta a escala: nenhuma empresa do mundo (nem a Samsung) precisa fabricar tantas unidades do mesmo aparelho em tão pouco tempo, pois nenhum outro smartphone possui demanda similar ao iPhone (principalmente em época de lançamento). É muito mais fácil precisar produzir menos de 10 milhões de unidades por trimestre (é a quantidade produzida pelos concorrentes) do que os 70 milhões. Produção em altíssima escala tem seu preço.

Basta incluir apenas um único componente no novo iPhone que seja difícil de produzir, para atrasar toda a cadeia de produção e influenciar negativamente nas vendas.

E se formos pensar, se ela for lançar mesmo um modelo 7s, o que faria as pessoas escolherem ele e não o mais moderno? Se o 7s e o modelo especial custarem quase a mesma coisa, por que alguém compraria o 7s? Com isso, é lógico imaginar que o tal iPhone OLED deva ser mais caro que o modelo de base, até porque ele deverá ser mais difícil de produzir.

Com isso, seria introduzida uma linha premium nos modelos do iPhone, assim como já foi feito no MacBook, no iMac e no iPad. Um modelo mais caro, com características melhores, para quem estiver disposto a pagar.

Por tudo isso, Gruber acredita que o novo iPhone OLED possa chegar ao mercado americano custando uns US$1.200. Isso, no Brasil, provavelmente significaria mais de 6.000 reais, enquanto que o modelo 7s e Plus permaneceria mais ou menos com os mesmos valores de hoje.

Ou seja, é bom segurarmos muito as expectativas em relação a um novo iPhone repleto de novidades. Se ele realmente for lançado, é possível que seu preço no Brasil seja ainda mais proibitivo do que geralmente é. E de objeto dos sonhos, pode virar uma utopia para muitos de nós.

Crédito da imagem inicial do artigo: um conceito de Thadeu Brandão

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  •  lover

    5 mil já é o máximo do absurdo pra mim. Imagina ele chagar arrasando e custar 8999. Apple, apple n da não.

  • Thadeu Brandão

    Cadê os créditos das imagens?

    • Thadeu Brandão

      Só falei pq uma delas é minha 😛

      • Opa! Qual delas é, vamos colocar já! 🙂

      • Eu nem tinha percebido que a imagem era deste vídeo aqui.

        Crédito adicionado. 😉

  • Boa análise e tudo faz muito sentido.
    Acredito que teremos algo muito próximo disso mesmo.

    Só um detalhe: Acho que tá na hora da Apple tirar esse “Plus” vergonhoso do nome dos seus iPhones maiores. Além de brega é totalmente fora do padrão Apple.
    Existe iPad Plus? Nao.
    Existe Mac Plus? Não.
    Algum outro componente Plus? Nao.

    Apple… é iPhone e iPhone Pro. Ponto.

    • Acho que se algo for chamado de iPhone Pro seria esse iPhone especial da análise. Pois não há nenhuma diferença que para o iPhone Plus ser um equipamento profissional que não possa ser feito com o iPhone 4,7”.

      • Renato, você tem razão quanto a necessidade de existir algo realmente diferente no modelo “maior” e não apenas tamanho para que ele seja chamado de PRO.
        No iPhone 6S acredito que apenas uma bateria maior nao caracteriza como PRO.
        Mas no caso do 7, temos uma camera muito melhor, e pelo menos do ponto de vista da fotografia/filmagem, tornaria o iPhone uma ferramenta mto mais profissional, logo o PRO começaria a fazer sentido.

        Em tempo: Na minha humilde opiniao a Apple errou em apenas aumentar seus aparelhos para agradar os fans de phablets. Ela deveria aproveitar melhor a possibilidade que a tela maior dá e garantir mais recursos exclusivos pensando mais em produtividade. Desta forma sim: Teríamos um perfeito iPhone PRO. E eu amaria isso!

        • Eu não acho que a Apple errou pois é estratégia dela testar as coisas em versões finais nas mãos dos usuários! Ela lançou o iPhone com tela maior para ver o que os desenvolvedores tentariam fazer e o que os cliente pediriam!
          Ela já fez o 7 Plus com câmera melhor como você disse e 3GB de ram enquanto os demais tem 2GB, quando a câmera não está sendo usada essa memória pode ser usada para outra coisa.
          Aí, com todos esses dados de uso em mãos, sabendo o que os clientes querem e as ideias dos desenvolvedores se achar viável ela lança o tal do iPhone Pro, cobra o preço que for e os cliente pagam pois era isso que sempre quiseram ter em seus iPhones!

          • “é estratégia dela testar as coisas em versões finais nas mãos dos usuários”

            Eu discordo desta frase.

            • Adoraria uma explicação, pois esse tema é interessante e sempre há controversia!

    • Gaius Baltar

      O Pro à frente do iPad e do Mac indica que são produtos direcionados ao público profissional, já o Plus à frente do iPhone indica aquilo que é na verdade, um iPhone maior.

  • Elisa Lima

    Acho estranho lançar 3 produtos. Além de uma logística completamente incomum para um iPhone, e a maneira com que o artigo trata o iPhone, faz parecer que a Apple tem pouca margem de lucro nele. A questão é que a margem de lucro que a Apple tem é absurda, então, ela poderia sim lançar um aparelho com todas as bugigangas necessárias para um “iPhone 8”. Até por que, você ter duas produções em larga escala, implicaria em um gasto muito superior, e talvez fosse mais rentável diminuir sua margem de lucro em um produto do que alterar toda uma logística para um produto onde não há tanta chance de venda pelo altíssimo valor, diferente do 5c.

    • Segundo o texto do próprio Gruber, estima-se que a margem de lucro da Apple em cada iPhone seja de 35%.
      A produção do iPhone 7s já está pronta, visto que é o mesmo “molde” do iPhone 7. Para ela, basta trocar algumas peças e pronto. Diferente de começar a produção de um aparelho todo novo.

      • Guilherme Bezerra

        Vai insistir em um modelo ruim e defesado, a Apple precisa de um smartphone que bata de frente com o S8 e que custe similar, custar o mesmo preço e ser muito pior e ridiculo.

        • Guilherme Torres

          Ou ter tudo o que o S8 tem ( o que eu duvido)
          Pq se tiver menos vai vender só o IOS mesmo

          • André

            Eu acho que há tempos ela só vende o iOS. No meu caso, por exemplo, só tenho iPhone por causa do sistema operacional, porque existem aparelhos no mercado mais bonitos e com hardware mais potentes que o “sabonete esmagado”. Seria a perfeição rodar o iOS no Galaxy S8+! 😄

          • Mas o iPhone 7 já tem tudo !!! O que tem a mais no S8 do quero i7

      • Elisa Lima

        Bem, fazer um aparelho todo novo em um ano não seria estranho, afinal, outras marcas já fazem isso. Ainda mais se tratando de uma suposta edição especial. Eu creio que haverá um iPhone 8 e 8 Plus, ou mantenham o nome de 7s e com os features de um possivel iPhone 8 da vida. Afinal, se tivermos um iPhone 7s, 7s Plus e 8 (mesmo sem versão Plus), a Apple nunca teria tantos aparelhos top de linha no mercado durante o mesmo tempo. Acho extremamente incomum a Apple cobrar mil dólares em um smartphone

        • PoderosoCastig4

          oi, Elisa! Como vai a Nova Zelândia?

        • Estan Duarte

          “fazer um aparelho todo novo em um ano não seria estranho, afinal, outras marcas já fazem isso” – As pessoas esquecem que existem as outras empresas e que podemos sim usar como parâmetro. A desculpa de demanda não cola mais.

  • Cizenando G de Lima Junior

    “Com isso, seria introduzida uma linha premium nos modelos do iPhone”

    Ao meu ver, a Apple já começou isso quando ela lançou o iPhone 6 Plus, ficando bem mais evidente no 7 Plus. Eu já considero o segmento Plus como uma linha premium.

    • Elisa Lima

      Eu entendo o seu raciocínio, mas discordo. Não faria sentido ter uma linha “Plus” como flagship, visto que nem todos se sentem confortáveis.

  • paulogrego

    Faz sentido essa teoria!

    Só sei que se lançarem esse modelo, será apresentado no “one more thing” com certeza! Rs

  • E se? Com o rumor do iPhone especial ou 8 ou sei lá que nome ela vai dar, custando mais de U$ 1000 dólares, eu imagino aqueles modelos de 256 gb chegando até 8 mil fácil fácil.

  • Patrick Dill

    A Apple nunca lançaria um iPhone tão caro assim, a única diferença da concorrência seria o touch id embaixo da tela, e ele custaria 550 dólares? Se o próprio iPad Pro custa 800 dólares, sendo que tem uma tela gigantesca, um hardware absurdo e tudo o mais, não dá pra cogitar um iPhone mais caro que isso, suponho que esse iPhone Edition (esse nome faz mais sentido pra mim, basta lembra do Apple Watch) custem US$750 no modelo mais básico, enquanto os iPhones 7s e 7s Plus US$ 550 e US$ 650.

    •  lover

      550 não tem como. prq o 4,7 custa 649, então ela não vai baixar no 7s ( prq o 7 quando chega um lançamento custa algo em torno de 500 , então não faz sentido isso no 7) o que são 1000 dólares pra um iPhone totalmente novo cm ” poucas unidades” que vão se esgotar em dias. Sim é um valor absurdo que ela pode alegar ser uma versão de aniversários, comemorativa sla mais o que. Como padrão ela não venderia, mas se for em uma categoria extra vende, sempre vai ter público.

      • Patrick Dill

        A Apple iria abaixar o valor do 7s e do 7s plus, caso contrário ninguém mais vai querer comprá-los, ela já fez isso com iPods, iPads e não vai ser diferente com os iPhones. 1000 dólares é sim um absurdo, mesmo pra quem mora nos states, basta olhar a concorrência, ninguém, a não ser fanboys loucos comprariam. E é claro que isso não seria apenas uma edição comemorativa, a Apple nunca lançou um hardware diferente numa ediçao comemorativa, certamente não vai ser agora que isso vai acontecer, basta analisar o histórico de lançamentos da Apple pra saber o que vai acontecer.

  • Petroli Eduardo

    Eu já acho 3k um absurdo, imagina 6… Pior é que tem gente que vai comprar….

    • Adílio

      Pior que muito gente compra mesmo !!, é só olhar pra trás e ver o lançamento do Apple Watch que custou 5 mil e muita gentalha comprou…

      • Petroli Eduardo

        Pois é meu amigo. Poxa, no nosso Brasil não existe condições de um aparelho custar 6.000,00. Dá medo…

    • Acho o preço impeditivo. Um iPhone não oferece uma experiência 3x melhor que um Android para justificar um preço tão alto. Fora que os últimos lançamentos eram incompatíveis entre si (Macbook Pro com o resto do mundo).

  • Sergio Sevilhano Junior

    nao acredito que aumente o preço demais pra nao perder pro s8 acho que vai vir no mesmo preço que veio o 7 e o 7 plus

    •  lover

      Tá mas não esqueça que estamos falando de 3 iPhones diferentes, 7s, 7s Plus e o 8 então sim vai passar dos 5 mil com certeza …

  • Até o lançamento ainda tem muito chão para esses e outros rumores. Ainda é muita especulação. Depois da repercussão dos preços e recursos do MacBook Pro 2016, a Apple reagiu rapidamente de uma maneira nunca vista antes. Se o iPhone 8 for sensacional é possível um preço alto. E se compararmos com os preços vigentes é plausível que o preço do modelo comemorativo exceda o do iPhone 7 Plus, proporcionalmente, nas versões 128GB e 256GB. Ou pode ser que a Apple lance apenas um de 256GB.

  • Pedro Leão

    Sinceramente, vejo iPhones 7 e 7 Plus na mão de muita gente que depende de salário mínimo e, as vezes, que nem “rebocou a parede de casa” ainda, não acho que vão se importar com o preço… parece até que quanto mais caro, mais as pessoas se sacrificam pra TER. O iPhone tem muito prestígio!

  • Guilherme Paviani

    Manda vim! Eu nao compro no Brasil hehehe 😂😂

  • Dodi

    A apple podia parar o ciclo do iPhone xS e X Plus e começar um novo ciclo, talvez um celular único, tamanho intermediário e tela “infinita”, assim lançando um único modelo por ano e com tempo de sobra para inovações.

  • Guilherme Bezerra

    Lançar o iPhone 7s e 8 juntos é um tremendo tiro no pé, quais novidades o 7s iria trazer?

    O iPhone necessita de uma total reformulação, hoje o galaxy S8 é de longe o smartphone mais moderno no mercado, o iPhone 7 é ultrapassado como a Apple vem sendo ultrapassada, se ele tomar essa atitude de lançar 3 smartphones será uma fracasso retumbante de vendas.

  • Guilherme Torres

    Qual a necessidade de cobrar um absurdo disso sendo que nada de quem tem nesses rumores é revolucionário ?

    • Então, o próprio texto fala isso.

  • Arley Martins

    O jeito é ir nos USA comprar pq pagar 6 ou 8k em um telefone é over do over da loucura.

  • Andre Yukio Takabayashi

    O que acontece é que a Apple não abre mão do lucro imenso que tem no aparelho, o custo de um iPhone 7 é de 227 dólares e de um galaxy s7 260 dólares, e há muito mais tecnologia no aparelho da Samsung, em compensação o pós venda da Apple é imbatível, mas mesmo assim não justifica um aparelho de 1000 dólares, sendo que a única coisa a mais seria um Touch ID na tela

  • Titanium

    se aumentar o preço demais aí a Xiaomi da uma surra na Apple esse último aparelho o “xiaomi mi mix” tá bem atraente e custa em torno de $400 eu fiquei balançado de quando for trocar meu iphone 6s pegar um xiaomi mi mix 2

    • Leonardo Souza

      Não força, isso nem marca é

      • Henry Sousa

        Desculpa, Xiaomi é uma marca muito boa. Apenas nào está no mercado nacional. Trabalhe e compre iPhone e um da Xiaomi e compar, antes de desmereçer sem conhecer.

      • Jayme Prado

        Não fale besteira, amigo, teste um Xiaomi e peça desculpas à si mesmo depois.

    • Thiago Quedas

      Titanium, seguindo seu raciocínio, também estou pensando em trocar uma BMW 2016 por um Jac Motors zerinho, já modelo 2018. Confesso que estou balançado também.

      • Renato Abreu

        Eu acho muito engraçado gente que compara iphone com essas marcas chinesas irrelevantes.
        Pode ser bom e ok, mas por favor, galera… são coisas totalmente diferentes.

      • Guilherme Bezerra

        Jac motor não custa 75% de uma bmw sua comparação foi infeliz.

        Agora entre uma bmw 316i e um Hyundai sonata as coisas ficam bem interessantes de ser comparadas.

    • Wrecked Machines

      existe um grande abismo entre as duas, uma coisa chamada android.

      • Guilherme Bezerra

        Sim existe sim.

        É fato que o iOS é um sistema muito mais otimizado, até os aplicativos para iOS são mais polidos do que os aplicativos para Android, contudo o Android nuggat com a última versão da touchwiz está BEM APPLE LIKE.

  • Duane

    “Perceba que, a cada ano, a empresa adiciona ao iPhone alguns poucos elementos novos, tentando não adicionar demais para o custo não aumentar”.
    Então você está tentando justificar a obsolescência programada?

    • Não coloque palavras no texto onde não existem.

      • Duane

        Poderia mostrar onde coloquei palavras que estavam no texto?
        Além disso, eu fiz uma pergunta.

        • Só pra registrar, já que sua percepção não pareceu funcionar adequadamente.
          Ele corrigiu seu comentário e respondeu a pergunta, na mesma frase.

          • Duane

            Como assim corrigiu? Poderia explicar o porquê de minha PERGUNTA estar errada?
            Ele simplesmente disse que o texto não falava aquilo, mas o texto fala que a Apple não adiciona todos os elementos que pode, para não encarecer o custo. De onde saiu esta informação? Quem disse que a Apple age desta forma ou até, quem disse que ela já tem tais elementos prontos para adicionar?

            Pela ausência de fontes e ausência de justificativa, isto soa como “ahhh… a Apple pode e tem muitas novas tecnologias para adicionar, porém isto deixaria os aparelhos muito caros e ela é muito bondosa conosco”. Enquanto isso, as concorrentes colocam vários “elementos” novos e os preços continuam mais baixos que o dela.

    •  lover

      Não entendo cisma com obsolescência programada, poh o iPhone sobrevive mais que qualquer smartphone da concorrência e ainda reclamam.

  • Rafael N.C. Teixeira

    Ai eu falaria que não precisa nem vir! Se for vir assim que venha escrito ME COMPRA BANDO DE TROUXA na caixa -.- #bateuRevoltsHaha

  • Nandico

    O problema do Brasil é que tem gente que vai pagar. Não importa o preço. Tem imposto sim, tem o dólar que é caro mas a Apple se aproveita disso. Você pode até escolher compre uma moto ou um iPhone.

  • Renato Gomes

    eu acho que logo a apple será um produto que no Brasil será difícil sua comercialização, por todos os fatores, a apple impõe seu preço e é justo porem ai pra chegar aqui ja que ele vai ter que ser todo vindo de fora já que nem a montagem é mais aqui, vem com taxas e mais taxas fora que o brasileiro está sofrendo com uma crise devastadora aonde seu dinheiro a cada dia esta sendo menos e menos desvalorizado.

  • Juliano

    Se for lançado um modelo premium, com um custo tão alto, eu imagino bem como vai ser a aceitação do mercado: uma coisa tipo Apple Watch de ouro. Em 1 ano os compradores já viram a cagada que foi comprar aquilo só pra ostentar.

    •  lover

      Mas pra quem tem dinheiro acho que n vai fazer diferença o preço, até prq tem gente que compra prq è colecionador.

  • E se custar, 10, 20, 30 mil? sempre vai ter alguém pra comprar, tem carros custam isso é tem sempre gente comprando.

    •  lover

      Mas carro até é aceitável, mas iPhone, não! Sim vai ter gente comprando, sempre tem, muitos vc sabe que vão comprar com o nosso dinheiro e todos sabemos quem são.

  • Ricardo Tavares

    Jamais custará mais de 1000 dólares. Isso é papo. Podem favoritar isso aqui e me cobrar depois. A mesma ladainha saiu quando a Microsoft apresentou o Project Scorpion, dizendo que pelo hardware do aparelho ele custaria uns 800$ ou mais. Não é assim que a banda toca. Que o aparelho será mais caro, isso não resta dúvidas, porém no máximo uns 200$ a mais.

    • “Jamais custará mais de 1000 dólares. Isso é papo. Podem favoritar isso aqui e me cobrar depois. A mesma ladainha saiu quando a Microsoft apresentou o Project Scorpion, dizendo que pelo hardware do aparelho ele custaria uns 800$ ou mais. Não é assim que a banda toca. Que o aparelho será mais caro, isso não resta dúvidas, porém no máximo uns 200$ a mais.”

      Favoritado e eternizado em quote. 😉

      • Guilherme Bezerra

        Eu já penso contrário, pra custar mais de mil dólares ainda mais pra Apple é fácil fácil.

    •  lover

      Tu se refere ao valor da versão de entrada ao a maxima. ? Prq um iPhone já custa ate 969 https://uploads.disquscdn.com/images/e5e16d2972461a8a26c55ab68cdaec1f16798b583bcb1520274ff02c5514c92e.png

      • Ricardo Tavares

        Isso, me refiro ao modelo de entrada, porém o 8, X, o mais top conforme diz a matéria. Duvido que será mais de $1000.

        • Para registro: eu espero realmente que você esteja certo. Ninguém quer um iPhone que custe tudo isso. Porém, os argumentos do artigo me fazem acreditar que possa ser possível sim.

          • Ricardo Tavares

            Seu artigo foi muito bem feito iLex, porém para o mercado eu acho que não cabe um iPhone acima de $ 1000 seu modelo de entrada. Nos resta aguardar, setembro está logo aí! 😊😉

        •  lover

          Mas um americano já paga1000 em um iPhone de 256 + imposto (da uns 1000). Então acho bem normal ele custar acima de 1000 pra uma versão premium, que aliás vai comprar quem puder.

          • Leonardo Miranda

            Lover americano não paga 1000, quem paga são os turistas.. americano só compra subsidiado nas operadoras a valores bem menores, At&t tem planos onde o iPhone sai por 99 U$

  • Fiquei curioso para saber o que o S8 é tão moderno e revolucionário, que deixa o iPhone 7 no chinelo. Curioso mesmo.

    • Guilherme Torres

      Qual a dificuldade de ir até um Shopping e colocar a mão nele?

      • Ah, entendi. Então você acha ele tão melhor e mais “moderno” só colocando a mão nele no shopping?
        Ok, curiosidade respondida, obrigado.

        • Fernando de Souza

          Carregamento rápido, carregamento rápido sem fio, desbloqueio com íris, samsung pay, gear VR, bluetooth 5.0, densidade de tela absurda com aproveitamento de 80% da parte frontal, resistente a mergulhos na água, e não respingos, e poeira. Querem mais?

          • Fernando, eu realmente estou querendo entender (e até aprender) em quais pontos o S8 é muito melhor. Por isso, insisto em que você realmente enfatize estes pontos, pois ainda não me convenceram.
            Vamos lá:
            Carregamento rápido: Ok. Uma tecnologia bem interessante da Qualcomm, mas que eu não diria ser um diferencial fundamental que me faria optar pelo modelo.
            Carregamento sem fio: de novo, estamos falando de outra tecnologia que existe há tempos e, que por si só, não faz um aparelho revolucionário. Se o iPhone 8 viesse só com isso de novidade, eu não compraria.
            Bluetooth 5.0: uma tecnologia lançada este ano e que provavelmente todos os que forem lançados agora serão compatíveis. Não é mérito da Samsung ou do S8.
            Densidade de tela absurda: Eu ainda acredito na história que me contaram que, acima dos 300dpi a Retina humana não faz tanta diferença. Então, uma tela ultramegaplus 5K faz, pra mim, diferença em uma televisão, não em um dispositivo pequeno. O que a tela OLED tem, sim, é um contraste muito maior, pois o preto é preto. Vou achar interessante se a Apple também adotar, como dizem.
            Aproveitamento de 80% da parte frontal: Mais uma vez, que legal. Ficou bonito mesmo e pra mim é o que mais chama a atenção no S8. Porém, ainda fico com o gosto no canto da boca de que a Samsung correu para fazer igual aos rumores que o iPhone seria assim, rumores esses que rodam desde 2015.
            Resistente à mergulhos na água: Bem, aqui no blog tem um vídeo que mostra que o iPhone 7 durou bem mais tempo mergulhado em águas profundas que um Samsung S7, que era superblasteràprovad’água. Quer que eu te passe o link?

            Repito, são coisas que deixam excitados os geeks fanboys, mas que na vida real acabam não influenciando diretamente a vida da maioria dos usuários. Você pode falar de mais RAM, o dobro de núcleos, um processador com trocentos MHz, mas tudo isso serve mais para impressionar geeks do que ajudar realmente o usuário final. Principalmente porque o iPhone é, geralmente, mais rápido no dia a dia mesmo tendo menos RAM e núcleos.

            Para o usuário real, a prova do tempo diz tudo. Como será o S8 daqui dois anos em relação ao iPhone 7? Me diga, por favor, como é usar HOJE um Samsung S6 e um iPhone 6s, que foram lançados no mesmo ano? É a mesma experiência? Ele poderá aproveitar todas as novidades que virão no Android 9 assim como o iPhone 6s com o iOS 11?

            Parece que o conceito de “melhor”, para muitos, é quem mostra o *** maior. Ou quem escreve nos comentários “Primeiro!” antes de todos.

            Eu até acho que seria NATURAL o S8 (lançado em 2017) ser bem melhor que o iPhone 7 (lançado em 2016). Só não vi tantas diferenças nele que mostrem isso. Esperava bem mais.

            De novo, te convido para me mostrar com argumentos onde estou errado, e estou disposto a mudar de opinião caso você me convença. Afinal, o espaço aqui é para debates inteligentes que ajudem a todos. 🙂

            • Fernando de Souza

              Sem problema, debates sadios são importantes.

              Voltando à discussão, vejo que vc pontuou algumas coisas que lhe parecem muito subjetivas por falta de uso.
              Vou te contar as minhas experiências do dia-a-dia usando um S8+.

              Carregamento rápido é uma mão na roda, principalmente se te falta tempo. Ele vai de 0 a 100 em 1h, 1h30 no máximo, extremamente rápido. E a bateria dura muito. Não disse que a samsung era proprietária, mas se a tecnologia está disponível, pq não adotá-la? E ela não está disponível agora, o primeiro Galaxy a ter foi o S6 edge, lá em 2015. E a Apple até agora, nada.

              Samsung Pay… outro dia esqueci o cartão no bolso da minha outra calça e paguei o posto de gasolina com o S8. Os frentistas se relutaram a aceitar, mas ficaram boquiabertos quando viram o comprovante sair. Sem contar que a Samsung realiza diversas promoções e sorteios pra quem o usa… desde cinema grátis, descontos na Nespresso até viagens pro exterior. E não existe nenhuma taxa extra pra isso. Apesar de ser bacana, ainda falta divulgação desse método de pagamento. E o Apple Pay, nada.

              Gear VR… tenho um e uso bastante pela diversão. Afinal, quando é que vc pode ver qualquer série ou filme no Netflix num telão gigantesco? Ou brincar numa montanha russa? Ou ter a experiencia de jogar em completa imersão? Aliás, a Samsung DEU o Gear VR para quem comprou o S7 e S8. Vc até pode desabonar um óculos VR por ter sido dado ou por não ver vantagem, mas quando foi que a Apple deu alguma coisa aos clientes?

              Ai entra a questão da tela… a tela QuadHD é excelente pra quem usa o Gear VR. Sem contar que ao dar zoom a tela não fica quadriculada/pixelada. Inúmeros sites especializados confirmam como a melhor tela do mercado, disparado.

              Questão de design eu não vou comentar muito pq entra o subjetivo. Fato é que, desde o S6, a Samsung vem tentando melhorar, abandonando o plástico, arriscando muito mais que a Apple. Tive um S6, S7 e agora S8 e desde o meu S6 eu o achava lindo. Mas como falei, ai é questão de gosto.

              Também sabemos, e a própria coreana sabe, que a questão de atualização do Android era complicada, no entanto isso melhorou. A nova interface está muito, mas muito bonita e fluída e estão distribuindo as atualizações com mais rapidez.

              Agora falando do iPhone… todo usuário do Galaxy ta cansado de saber que o pós-venda da Apple é muito melhor, que a integração iOS-hardware é inigualável, ai incluindo o gerenciamento da RAM. Falo isso pq tive um 3GS séculos atrás e um 5S também. Exatamente por isso nem entrei no mérito do S8 ter 16 milhões de núcleos e 5 milhões de RAM… pq isso não conta muito.

              Mas o que de fato é revolução pra vc? Pq acho que com a tecnologia disponível hoje, em 2017, o S8 está muito à frente do iPhone. Pode pegar até o S6 ou S7 se quiser, pra ficar mais justo. Exceto o bluetooth 5.0, todas as outras tecnologias estavam disponíveis desde 2015, no S6 e S7.
              Meu ponto é… a Samsung parece muito mais disposta a facilitar a sua vida do que a Apple. Aliás, o que a Apple tem feito pelos clientes? Parece que virou a companhia dos cabos, dongles e adaptadores. Remove o P2 em nome da espessura do aparelho, que nem é tão fino assim. Remove diversos componentes no MacBook Pro, corrija-me se estiver errado.

              Enfim…pode não parecer pra vc, mas essas pequenas tecnologias somadas fazem muita diferença no dia-a-dia. Não tenho a cabeça fechada, por isso frequento este blog desde o meu 3GS e amo acompanhar novas tecnologias. Mas a Apple vai precisar se reinventar pq os concorrentes estão vindo forte.

            • Guilherme Bezerra

              Perfeito, é exatamente o que eu penso.

              A troca do iphone 7 pelo S8 me fez ver o quanto o iPhone era retrógrado.

              Uma dica compre etiquetas Nfc pensa num negócio legal são essas coisas.

            • Rei

              Mas iLex, o problema nem se torna tanto a questão de revolucionário e sim o iPhone vir com exatamente as mesmas tecnologias do S7/S8 [tela maior, OLED, carregamento por indução, a melhor câmera do mercado, entrada p2 (se rumores estiverem corretos, que fique bem claro)] custando um preço absurdamente maior. Usando sua analogia, é o iPhone tomar Viagra pra acompanhar a concorrência.
              Outro ponto que me preocupa nessa corrida tecnológica é a falta de informações sobre o 3d touch nesse novo modelo. Especulando apenas, mas é possível que a tela OLED não o suporte e por fim ele seja deixado de lado. Há o leve indício do beta do iOS 11 quanto a multitarefa.

            • Guilherme Torres

              Ilex, eu tinha a mesma opinião que a sua, mas eu conheço pessoas que tem o S6 desde quando lançou e o Smartphone continua a mesma coisa, obvio que fazendo uma limpeza, qual Smartphone continua rápido por 2 anos sem fazer uma limpeza de tirar os lixos ? Eu não conheço.
              Desde que eu frequento o Blog você nunca mudou de opinião mas tem uma resposta pra isso, você nunca pediu emprestado pra ficar um tempo ou até mesmo comprou um.
              Pq o Galaxy é o maior concorrente do Iphone e não um Smartphone puro da Google ?

            • Você vai ter que se esforçar mais (com argumentos reais) para me convencer que um Galaxy S6 tem a mesma performance hoje que um iPhone 6, lançado no mesmo ano. Se conseguir, mudarei com prazer de ideia.

            • Pq o Galaxy é o maior concorrente do Iphone e não um Smartphone puro da Google ?

              Esta resposta é fácil: porque eles sempre procuram imitar o iPhone, nos mínimos detalhes. Ela foca no pessoal que sonha (mesmo sem saber) em ter um iPhone, mas não quer gastar tanto dinheiro. Eles pegam a ideia do iPhone e incluem o que a Apple se recusou a colocar nele, esta é a fórmula.

              No tempo do Flash havia meninos como você que vinham aqui dizer que o Samsung Tab era revolucionário, porque rodava Flash. Eu ria, porque colocar uma coisa que a Apple se recusou a colocar não é ser revolucionário, é apenas tentar tapar um buraco deixado pela maçã.

              A própria comunidade Android concorda que a Samsung estraga o sistema. O lance dela é ganhar dinheiro, o usuário é só um caminho para isso.

            • Guilherme Bezerra

              Não existe merito ou demérito da Samsung, o iPhone simplesmente não tem tecnologias que hoje são básicas na indústria, a maioria delas não são baita diferencial mas em conjunto muda a experiência de uso.

              Uma tela 2k muda muito pouco no uso diário, tanto que não citei isso! Mas em VR faz grande diferença sim também não citei VR pois não possuo o óculos ainda.

            • Estan Duarte

              Alem do uso em VR(algo chato), a maior densidade de pixels, evita aquelas manchas de luz causadas por suor das maos ou umidade. Quando voce compara no uso do dia a dia uma tela com pouca densidade de pixels, como é o caso do iPhone 7, nota-se que essas manchas de dedos tornam o aparelho com aspecto de velho no display, e comum limpar a tela porque as marcas incomodam, aqueles pontos de luz coloridos.

          • Gustavo Zanandrea

            Esqueceu de dizer que o s8 não tem a câmera saltada que nem o iPhone …😉

        • Guilherme Torres

          Sim, é o suficiente pra ver que ele é mais moderno que o Iphone 7
          Um apaixonado por tecnologia, eu esperava no minimo isso. Rs
          De nada.

          • “De nada”. Só isso?
            Que argumentação pobre.
            Um aparelho de 2017 é mais moderno que um de 2016. Uau.

            Você é a prova viva de que há fanboys cegos em todas as marcas. 🙂

    • Revolucionário acho meio forte, mas em termos de design, o S8 está liderando as tendências. Antes, o Galaxy era comparado ao iPhone. Agora é o contrário. Não gosto de Samsung, mas devo admitir que o aparelho deles é muito bonito. O iPhone tem um design que parece a mesma coisa de sempre.

    • Guilherme Bezerra

      Bom eu troquei o iPhone 7 no galaxy S8 e posso te responder, vamos lá.

      Fast charging: 10 minutos na tomada te dá pelo menos 3 horas de uso (eu já usei essa situação 3X todas elas naquele banho pré balada). o aparelho pelo menos umas 3 vezes mais rápido do 0 ao 100%, iPhone demora DEMAIS PRA CARREGAR.

      A tela de super amoled é incrívelmente bonita, as cores no S8 são mais vivas e a frente do aparelho ser toda tela e algo que não dá pra voltar atrás uma vez que você experimentar.

      Tela Edge Eu sempre achei telas curvadas feias, inclusive acho o S6 e o S7 bem feio com suas telas curvadas, já o S8 combinou é ficou com aparencia de borda infinita, novamente depois de usar essa tela não tem como voltar atrás ( é como a transição pra tela retina) importante dizer que eu abomino qualquer função edge como atalhos entre outras tranqueiras.

      Bluetooth 5.0 melhora e MUITO o alcance e a qualidade sonora, e de quebra permite te conectar em vários devices ao mesmo tempo por ex conectar em duas caixas de som.

      Multitasking perto do S8 o iPhone não possui multitarefa, com o S8 você pode dividir a tela e usar dois app simultaneamente por ex se eu estou assistindo a um vídeo no YouTube eu não preciso parar pra responder o WhatsApp ou mesmo posso usar WhatsApp e Facebook ao mesmo tempo.

      USB-C com esse tipo de conectividade eu posso plugar HD externo quando quiser trocar arquivos, posso plugar teclado e mouse sem fios ou ainda recarregar outro celular usando o S8 como um power banking.

      Desbloqueio do celular. Quando eu tinha o iPhone 7 eu sofria um pouco pra desbloquear o celular na academia ou quando estava com a mão molhada, com o desbloqueio de íris, olhou pra tela ela desbloqueia instantâneamente.

      NFC. Sim eu sei que o iPhone possui NFC porém com o Android é possível automatizar o telefone de maneira sensacional. Exemplo eu tenho uma Tag NFC no suporte veícular do meu carro quando prendo o smartphone automaticamente abre o waze, liga o GPS seta o brilho para o máximo, fecha apps em plano de fundo, desliga a wifi e otimiza o consumo de bateria.

      Micro SD: O iPhone custar tanto e entregar 32GB contra 64 do S8 já é algo desanimador e o concorrente ainda lhe permite extender a memória. eu tinha um SD parado de 64GB que era da minha falecida Gopro, ter essa memória extra é excelente para usar a câmera sem se preocupar.

      Wireless charging: Essa é uma das coisas inúteis que voce comprar pra mostrar para os outros. Quando você vê já está com mania de deixar o celular sempre no mesmo canto pegando carga por indução, eu comprei até outro para deixar no escritório por mais que a bateria me atenda PERFEITAMENTE.

      Bateria: A bateria do S8 é ligeiramente superior com o iPhone 7 eu chegava em casa do trabalho sempre com 10% era comum eu sair de casa com o power banking, com o S8 eu chego em casa com 30% o que da uma autonomia de uso médio para alto de 2 horas.

      Samsung pay X Apple pay: Samsung pay funciona no Brasil e em qualquer lugar, embora com uma quantidade não tão grandes de cartões de crédito.

      Para o meu uso Ilex foram essas diferenças significativas, posso mostrar o outro lado da moeda também e falar sobre os pontos negativos porém hoje o aparelho inovador é o Galaxy S8 SEM DÚVIDA.

  •  lover

    Vai ser tudo menos um fracaço, a menos que você considere vender menos de 100 milhões de iPhones um fracaço, até prq ela vende mais que isso, muito mais.

  •  lover

    A margem de lucro do iPhone é de 35 %, tem muito mais imposto brasil que margem de lucro.

    • Imposto de informática no Brasil é 50% do preço, ou seja 100% de imposto sobre o produto. É um absurdo! Para cada iPhone comprado, o governo confisca 1.

      •  lover

        O governo brasileiro ganha mais com a venda de iPhone que a própria Apple.

  • Phillipe Martins

    Não acho que a Apple daria um tiro no pé desses na terra do Tio Sam, aqui até acredito, mas por lá eu acho muito improvável.
    Vai ficar parado nas prateleiras, a não ser que seja uma versão comemorativa e o foco não seja liderar as vendas!

  • Steve Jobs nunca aceitaria uma coisa dessas. Vergonhoso. 😢

  • Max

    Só tem uma coisa que não consigo engolir nessa história toda. Quer dizer que já vamos p (quase) 4 anos com o mesmo aparelho (carcaça), no caso do 7s. Assim é bom de mais pra ganhar dinheiro.
    Poxa, 4 anos com a mesma coisa, já vi q tem gente q vai falar das incríveis mudanças estéticas do 7 em relação ao 6 (6s), que quase nem da p diferenciar um do outro….. ¬_¬
    Se tem quem compre, então que lancem o iPhone 10 com esse mesmo modelo.
    Eu parei no 6Plus e só vou mudar quando o iPhone em si tbm mudar, e pelo visto esse modelo “especial” vai custar o olho da cara, então vou pular mais esse ano T_T

  • João Paulo Leal

    De forma alguma pagaria R$ 4.000 pra comprar um intermediário, se isso realmente acontecer compro um Galaxy S8, concorrência tá aí pra isso.

  • Alex iPilot

    Eu acredito nesse “iPhone Edition”… Ele será a estrela do evento e ditará o design para os próximos anos, iniciando uma nova contagem/nomenclatura… Mas haverá as versões mais simples, derivadas do 7: “iPhone” e “iPhone Plus”, sem o número.

  • Bruno Laia

    complicado… estou com o iPhone 5 até hoje por isso…

  • Luciano Medeiros

    Parabenizo pelo artigo, que considero uma ótima análise de mercado. Porém, discordo num ponto: a larga escala não encarece os aparelhos; pelo contrário, dilui os custos de desenvolvimento e produção, porque você os rateia por uma quantidade maior de unidades. Em sentido inverso, a introdução de um terceiro modelo é que encarece os aparelhos, porque reduz a economia de escala: haverá incremento de custos de desenvolvimento e fabricação, ao passo em que serão produzidas menos unidades de cada um dos modelos. Sem falar que, parte da linha sendo integrada por um modelo bem mais caro, é bem provável que o número total de iPhones vendidos experimente uma queda, reduzindo ainda mais a economia de escala.

    • Mas o problema não é o encarecimento da produção e sim a dificuldade em realizá-la em larga escala.
      O que o texto afirma é que há coisas que não são possíveis fazer em grande escala. A própria tela OLED é considerada por especialistas como impossível no dia de hoje em se conseguir fabricar 200 milhões de unidades em um ano.

      A Samsung consegue colocar em seus aparelhos porque ela vende um quinto do número que o iPhone vende. Se ela tivesse que fabricar tantos Galaxys S8 quantos iPhones 7, seria impossível até para ela.

  • Ao invés de oferecer 3 modelos com 3 quantidades de memórias diferentes (uma delas só pra forçar o preço pra cima), se a Apple mantivesse somente 2 modelos com 1 ou 2 opções de memória, de preferência de 128 pra cima, ela poderia baixar os custos e melhorar os preços. Steve Jobs faz muita falta.

  • Airanzinha Brito

    Gente, sei que não tem nada a ver meu comentários neste post (sorry), mas tive meu iphone 7 roubado no Farraial de SP sábado. Pelo buscar meu iphone ele mostra a localização pergunto: A policia acompanha você até o local com o BO? Não tenho esperanças de recuperar, é só uma dúvida mesmo.
    Mas que dá vontade de ir até a casa da pessoa dá :/

    • Alex iPilot

      Vá rápido até a delegacia, guarde um print da tela!

      • Airanzinha Brito

        Quando percebi já usei o celular das amigas e fiz BO, bloqueio de tudo tudo. O ruim é as fotos, não fiz o backup, arrependo total.
        Ouvir comentários que existe uma quadrilha para roubos no anhembi, todos shows eles fazem a limpa. A policia caga pra você. Eu estava na area VIP…raiva raiva!

  • Comentário marcado pra voltar mais tarde e conferir o fracasso RETUMBANTE de vendas.
    😉

    • Estan Duarte

      kkk

  • Wesley de Souza

    Uma empresa como a Apple jamais terá um “fracasso de vendas”.

    • Guilherme Bezerra

      Uma empresa como a Apple já faliu.

      • Wesley de Souza

        Uma empresa que foi a mais valiosa do mundo já faliu? Qual o nome?
        Um “desastre de vendas” para a Apple é um sucesso de vendas para qualquer outra empresa.

        • Guilherme Bezerra

          Depende cara, a Apple depende muito do iphone para seus resultados fiscais.

          E Apple já faliu sim.

          • Tem alguém ruim de história aqui.
            A Apple nunca chegou a falir.

          • Daniel Alves de Andrade

            kkkkkkkkk pessoal cria um mundo paralelo na imaginacao e começa a viver nele… Aqui no mundo onde vivo a apple nunca faliu

  • Leonardo Miranda

    Bom… oque da para prever desde já é o valor absurdo que vai custar no Brasil (ja visto atualmente).
    Uso iPhone desde o primeiro, acho maravilhoso usar, mas não vale os 4.899,00 do 7+ Red (valor no site da Apple).

  • Gustavo Zanandrea

    Concordo plenamente em tudo falado por aqui . Muito se fala sobre como será o iPhone mas ninguém comenta o valor …..🙄

  • Rodrigo Araujo

    Olha , gosto muito dos produtos da maçã, desde meu primeiro iPod de 2 geração até o iPhone 7 Plus no qual escrevo este post. Eu compraria um produto que realmente fosse algo inovador com inúmeras novidades e que realmente eu fosse usar e me desse um retorno de satisfação e ponto , mas o que vemos hoje não é isso sempre uma atualização cosmética com melhorias pífias e que só servem para alimentar o mercado. Caro ou barato está no que você pode ou não pagar aliado ao uso e ao retorno que ele lhe dá.

  • Na boa… já achei o novo IOS 11 sem novidade (de um modo geral) e sem uma mudança significativa no design do aparelho e suas possibilidades não existe necessidade de mudar… ao usuário comum (acho que 90%) a versão 6s ou 6s+ atende perfeitamente e com sobra!!
    Eu vivo trocando de aparelho, tenho iPhone desde o 3GS, mas hoje, após passar por todos, estacionarei no 7 ou 7+… e estou seriamente pensando em largar o iPhone, pelo fato de não o ver mais como algo diferente/inovador… do modelo 6 e IOS 9 para cá, sejamos sinceros, só vem “mais do mesmo”(salvo a excessão da qualidade das fotos no 7+)….

    • João Pedro Freitas

      Exato! Eu sempre fui grande fã da Apple e do iPhone e sempre curti ter o ecossistema iPhone + Mac, só que ultimamente venho ficando descontente com a postura da empresa. A sensação que fica é de mais do mesmo e de impotência, já que não posso optar por fazer minhas mudanças e porque a Apple em vez de adicionar novas funcionalidades relevantes até mesmo tira as existentes (vide o simples gesto do 3D Touch pra tela multitarefa que foi removido no iOS 11).
      Cada dia fica pior.

  • Jonathan

    Contando que não tirem as funcionalidades que auxiliam na praticidade do dia a dia… toda forma de novidade é válida 😀

  • Qual seria o mais potente ? Eu só vejo o iPhone dando paulada na concorrência mesmo com muito menos megapixels na câmera, menos bateria, menos RAM e etc… S8 por exemplo, perde !! Os caras fazem um laptop em um smartphone ( tem alguns com 8 gigas de RAM e ainda perdem ) Design ? Agora encostaram, mas o iPhone 8 vem aí…

    • André

      Concordo que com menos o iPhone faz mais que o S8+. Mas isso se dá mais pelo software do que pelo hardware e por isso falei que ele vale mais pelo iOS do que pelo aparelho em si. Agora é esperar por um design moderno.

      • Guilherme Bezerra

        O iPhone faz muito menos que o S8 cara.

    • Caio Iamondi

      Discordo quando diz que o iPhone 7 tem tudo que o S8 tem. Infelizmente não temos muitas coisas boas que o S8 acaba tendo que veem a calhar no dia a dia para a praticidade.
      Carregando mais rápido, uso de cartão SD, a possibilidade de transferir arquivos com mais facilidade do computador para o celular, multitarefa, entrada de fone de ouvido, armazenamento base maior, fora um design que é muito bom para o aproveitamento da tela.
      Mas claro que em testes como “speedtest” o iphone 7 ganha, até mesmo tem teste com o 6s vencendo um S8! Mas acho meio bobagem em alguns aspectos esses tipo de testes porque não usamos esses métodos no dia a dia. O IOS é um sistema realmente muito estável e confiável que você tem certeza que receberá atualizações em dia em várias versões antigas, e rodará muito bem na sua maior parte. O problema eu acho que é essa parte que estamos um pouco estagnados enquanto os demais correm para facilitar nosso dia a dia. Esses pequenos detalhes fazem a diferença.

    • Guilherme Bezerra

      De que adianta ganhar em benchmark e fazer menos coisas? iPhone não tem muktitarefas cara.

      • Daniel Alves de Andrade

        iPhone nao tem multitarefa? Como assim?? Vc ta em q ano? Pq aqui em 2017 já faz varios anos q o iphone tem e funciona melhor q no android…. Tipo, multitarefa eu lembro q saiu pra iPhone 3GS…

  • Christian Tavares

    Apesar de R$ 6 mil (ou US$ 1200) ser dinheiro em qualquer parte do mundo, acho que o valor para o novo iPhone é relativo. Se você usa o aparelho de forma substancial, ele acaba “se pagando” e vale o investimento. Se você usa apenas para pouca coisa, ele realmente se torna um celular caríssimo. Eu fico na primeira opção, mesmo achando o preço bem salgado e tendo que me esforçar muito para conseguir ter um gadget desse valor.

    • Djalma Dias Freitas

      Nada justifica 6 mil em celular, não importa a marca, não importa como vc use…

      • Christian Tavares

        Eu discordo. A empresa precifica do jeito que quer. É caro? Claro que é. É um absurdo? Talvez. A diferença é que o valor é um limitador de público-alvo. Os iPads Pro são caros até para o padrão americano e isso restringe o tipo de pessoas que vão usar o produto. Smartphones top de linha não são para qualquer um. E é justamente por isso que existem ótimas opções por preços bem mais baixos. Eu não concordo com essa estratégia da Apple, acho um absurdo um Mac Pro custar o preço de um carro, por exemplo. Infelizmente a marca faz isso. Se vc não pode pagar, não tenha, compre algo mais adequado ao que você pode. E isso é uma regra de mercado que serve para várias marcas e vários produtos diferentes.

        • Djalma Dias Freitas

          A questão é, qual a forma substancial de usar o aparelho para ele se pagar custando 6 mil??? O que esse novo Iphone vai fazer que um celular de 1500 (ex: Xiaomi Mi6) não faz??? Será que vai valer pagar 4x mais que a maioria do celulares ou vai valer pagar 2x mais que o Galaxy S8?

    • John Wick

      Você falar que compra porque tem dinheiro é totalmente aceitável,agora,querer justificar com necessidade é simplesmente patético.

    • Deckard

      “Se você usa o aparelho de forma substancial, ele acaba “se pagando” e vale o investimento. ”
      Simplesmente, não. NADA justifica esse valor.
      Aparelhos que custam 1/3 farão exatamente a mesma coisa.

      • Christian Tavares

        Já ouviu falar em valor de marca? Valor agregado? A empresa é livre para colocar o preço que bem entender. O valor que você dá para a marca, para o produto, é a justificativa para gastar X ou Y em qualquer coisa. Mas sim, continuo considerando o preço absurdo, ainda mais agora que sabemos que vai custar a partir de US$ 999 lá fora.

  • Guilherme Torres

    Parece?
    Eu to com o Iphone 7 Plus e sempre me perguntam quando ele ta de frente se é o 6, 6S ou 7.

    • Estan Duarte

      Ha quem se irrite com essa pergunta kkkkkk

  • Marcel Franca

    Dificilmente discordo dos textos daqui mas dessa vez algumas coisas me chamaram a atenção: primeiro é tentar justificar o fato de maior demanda com preço. Leigamente falando quanto maior a produção menor o custo para tal. E convenhamos que uma empresa do tamanho da Apple deve no mínimo ter uma linha de produção muito boa! Segundo é comparar com alguns rivais. Eu nunca tive Samsung e tento não querer ter mas os recentes modelos premiums dela não deixa a desejar pra a Apple em termos de qualidade de material. Então não teria porque a Apple colocar muita das coisas que já tem em outros aparelhos e cobrar 1200 dólares frente q 800 de rivais. Somente o nome Apple justificaria? Alguns componentes do iPhone são fabricados pela Samsung então o que levaria a crer que eles não estejam tbm colocando qualidade para si? Pra mim é lamentável lançar 3 modelos sendo 2 apenas tapa buraco quando a maioria esmagadora vai desejar o tal do “iPhone 8” mas este vai ser objeto padrão Apple Watch de ouro (esqueci até como se chamava aqueles modelos absurdos de caro).

    • Alex iPilot

      O artigo diz que “produção em altíssima escala tem seu preço”… Diluição de custo é outra coisa… Só acontece DEPOIS que você produziu os 70 milhões de unidades… O autor quis se referir ao investimento, que pode até mesmo trazer uma impossibilidade técnica…

  • Cara….só vale se ficar vários e vários anos com ele e olhe lá kkkkkkk. Não tenho coragem de pagar 2.000,00 em um telefone…imagina 6, mais tem loco pra tudo….

    Com 6k da pra fazer uma viagem legal….posso usar pra ampliar minha casa, colocar uma piscina nela e por ai vai….

    Edit: Comprei um 5s usado no trocafone por 849,00 e já me dou por satisfeito, ano que ver quero pegar um 6s usado tb….to gostando de usar o iphone, mais acho os preços da Apple no Brasil abusivo.

    • frederico

      Só lembrando que o valor de revenda do iphone é alto também, além de muito durável. Gostei da argumentação do autor do artigo, mais uma vez.

      • Primeiro, realmente o texto está bem escrito que com bons argumentos, vc tem total razão e concordo contigo.
        Também concordo que o iphone tem um alto valor de revenda além de durável, veja bem, comprei um 5s usado e ele ainda vai receber o iOS 11.
        Mesmo assim, acho um absurdo tais preços praticado aqui no Brasil, claro que o Brasil não é referência em nada, mas isso não justifica os valores cobrados, e continuo achando um absurdo quem paga tão caro, mais cada um faz o que quiser com sua grana. Eu não pago, por isso vou continuar no mercado de usados, o 5s é meu primeiro iphone, to gostando, queria um top (óbvio) mais pagar mais de 2.000,00 em um celular, mano……surreal!

  • Thiago

    Ridículo, por que então eles não abrem um pouco a mão dos lucros absurdos e custeiam um pouco o aparelho? Pra um celular que é vendido em massa, custo de fabricação baixo custar tudo isso. Menos Apple, menos…

  • John Wick

    As pessoas se fazem de desentendidas,mas quem colocou em telefones este patamar “acima dos R$2000” foi a Apple.
    Sempre com a aquela argumentação de “Apple é Apple” “pago porque o dinheiro é meu” “Acostumei com IOS”Se não acha certo é porque é pobre e tem que usar Android”
    Espero que cada vez mais a apple coloque a prova essa “casta” de alguns usuários,porque quem é fã vai pagar o preço que for pra ter.,afinal, Apple é Apple.

  • Guilherme Bezerra

    Seria a perfeição, embora o modo split screen e Samsung pay seria chato de abrir mão.

  • Guilherme Bezerra

    Eu troquei o iPhone 7 pelo S8 eu até respondi ao ilex sobre o porque eu disse que o S8 é revolução e o iPhone é um celular comum, mas não gostar da Samsung é Muito compreensível visto que a touchwiz que eles colocavam no Android deixava qualquer aparelho lixoso, isso mudou e muito na última versão.

    • Estan Duarte

      TouchWiz sempre fez os Galaxys estarem a frente de qualquer outro Android, pois Android puro sempre foi limitado.

  • Winder

    Pessoal vai reclamar até .. e vai chegar na loja e comprar , claro quando tiver em estoque .. sempre foi assim… vai mudar agora NAO.

  • Guilherme Bezerra

    O mundo está enfadonhamente polarizado.

    Se você comenta qualquer coisa sobre android aqui, as pessoas vem com ironia. Quem verdadeiramente gosta de tecnologia sempre vai torce pela inovação e não pelo fracasso, eu mesmo sempre usei apple e num dado momento resolvi comprar um galaxy s4 FOI DE LONGE MINHA PIOR EXPERIENCIA COM QUALQUER DEVICE, voltei para apple e para a mesmice de sempre até novamente cometer o mesmo “erro” e voltar ao android.

    O que eu quero dizer é que as pessoas precisam pautar suas opiniões em experiências (de preferencias mais de uma) ao invés de usar de achismos, quando eu usava apple sempre acompanhava o mundo android para ver as inovações do outro lado como hoje faço com a apple, e isso não é ser vira casaca a apple não é um time, se for pra torcer por alguém torça pela sua satisfação.

    E de vez enquando é bom sair da zona de conforto, não só usando um android mas para tudo na vida.

  • CRS

    Sempre temos o paraguay !

    • Gustavo Rezende

      kkkkkkkk 😂🙏🏼

  • Alex

    ia ter gente besta comprando e achando o máximo, pagar 6 mil em um celular… é um Iphone, OK.. mas NEM DE PERTO vale a pena pagar 6 mil em um !!

  • A sua teoria seria linda, se não fosse falsa.
    Um iPhone não custa para a Apple apenas 227 dólares.

    • Yukio Nagatsuyu

      Custa quanto? Como agente pode ter certeza que a Apple utiliza componentes mais caros que a concorrência ilex?

  • Também não tenho a cabeça fechada, Fernando, quem me conhece mais de perto sabe que sou bastante aberto a argumentos contrários, inclusive mudando de ideia quando esses argumentos me convencem.

    Eu acredito em você quando diz que algumas destas pequenas tecnologias somadas fazem muita diferença no dia-a-dia. Mas eu posso citar para você diversas pequenas tecnologias incluídas pela Apple (e que o Samsung não tem) que também fazem diferença no nosso dia-a-dia.

    Perceba que em nenhum momento eu disse que o iPhone era melhor. Aliás, a experiência me ensinou que o melhor celular é aquele que atende nossas necessidades. Eu só acho bastante engraçado quem vem em um site de iPhone dizer que “O S8 está anos-luz à frente”. Acho engraçado porque não vejo nada que demonstre isso, principalmente no tal uso do dia-a-dia que você mesmo valoriza.

    Lembro uma vez que encontrei uma amiga que tinha acabado de comprar o S6. Pedi para ela me mostrar o desbloqueio da tela apenas passando a mão na frente, sem tocar. Isso foi tão alardeado na época, como argumento que era “muito melhor que o iPhone”, mas minha amiga me disse que só tinha usado uma vez para mostrar para os outros, no dia-a-dia ela desbloqueava da forma normal mesmo. Uma feature que dá orgasmos nos geeks e fanboys, mas que para a maioria dos usuários é complicada demais para ser prática.

    O que eu falo, sem paixões e cegueira, é que não há, de fato, nada no novo S8 que deixe o iPhone 7 no chinelo, como alguns parecem querer se convencer.

  • Excelente comentário, Guilherme.
    Obrigado pela colaboração. 🙂

  • Marcelo Turcano

    pode dizer o que quiser…mas vai vender tudo e um pouco a mais

  • Gabriel Herdt Westrup

    Para o padrão dos americanos.
    O Iphone 8 e X são considerados caros?

  • Elisa Lima

    E não é que aconteceu?