Notícias

Apple luta contra uma lei que facilite o conserto informal de iPhones

Quem já teve algum problema com um iPhone ou iPad já deve saber como é difícil consertar alguma coisa sem ter que pagar o alto preço da Apple. Se você decide não procurar uma assistência autorizada, até encontra preços mais baratos em assistências alternativas, mas terá que se contentar em ter em seu dispositivo peças não-originais de qualidade duvidosa, pois a Apple não fornece peças para terceiros.

Este estilo de negócio fechado da Apple está fazendo alguns estados norte-americanos pensarem em apertar a legislação com a finalidade de facilitar que celulares possam ser bem consertados de forma informal, sem precisar procurar somente a estrutura oficial.

A ideia é permitir que os próprios usuários tenham a possibilidade de trocar as próprias peças (como acontece hoje com os PCs) ou que as assistências não autorizadas tenham acesso a peças originais para poderem reparar iPhones e iPads da melhor forma possível. A lei obrigaria a Apple a disponibilizar a venda pública das peças originais.

O estado do Nebraska já está formando grupos de discussão para elaborarem uma lei do tipo. Outras regiões do país também pensam em adotar algo parecido, como Nova York, Michigan, Minnesota, Kansas e Massachutets.

Mas a Apple está disposta a lutar contra este tipo de lei, segundo o site Motherboard. Ela irá enviar representantes a estes grupos de discussão, para argumentar o quanto pode ser perigoso que pessoas tentem abrir o próprio dispositivo sem um maior conhecimento técnico. Um exemplo são as baterias de lítio, que se mal manuseadas, podem perfurar e pegar fogo instantâneo.

É claro que para a Apple não é nada bom perder o controle sobre seus dispositivos. Ao mesmo tempo, o consumidor teria que ter o direito de mandar arrumar seu dispositivo onde quiser, sem que fosse obrigado a aceitar peças não-originais em seus dispositivos. Hoje, para trocar um simples botão que não funciona em um iPhone fora da garantia, a Apple apenas oferece a possibilidade de troca do aparelho inteiro através de uma taxa não menor que R$1.000. O mesmo botão poderia custar menos de R$100 em uma assistência alternativa.

via Motherboard

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Servulo Cruz

    Abrir até a sua torradeira pra consertar um fio pode ser perigoso pra quem não tem conhecimento. Argumento no mínimo fraco, esperava um pouco mais dos advogados da Apple. Minha opinião é que a Apple realmente tem um bom produto, se esmera em fazer e entregar um bom trabalho, mas não se enganem, a Apple não gosta dos seus usuários, gosta do dinheiro deles…

    • lelio

      Brincando com meu iphone 7 na piscina, parou de funcionar, mandei pra garantia e não cobriram, to esperando chegar pra pagar o conserto e dps tentar recuperar oq gastei na justiça, será que alguém ja viu caso como o meu e sabe qual foi o resultado da ação?

  • ADRIANO

    Apple sendi Apple… Claro que se for identificado que há mau uso na troca das peças o cliente deverá arcar com as consequências (perda de garantia e etc)

  • Pablo Rangel

    Não cabe a apple julgar isso. Ela tem que fornecer as peças originais, como qq montadora de carro, por exemplo, ou qq outro fabricante de eletroeletrônico faz. Imagina se todo mundo só podesse dar manutenção em seus carros nas concessionárias?

    Agora se ocorre um mau uso da peça original ou problema no reparo, isso é entre o consumidor e quem prestou o serviço de assistência.

    Essa luta a apple já perdeu. Só questão de tempo.

    Como a samsung se comporta no caso dos celulares delas? Uma duvida mesmo.

    • Matheus Stout

      É possível comprar peças originais Samsung. Eu compro pra atender meus clientes. Agora Apple já é possível comprar a 1ª linha . Não é fornecida pela Apple mais é idêntica na qualidade.

  • Eduardo Edu

    Já mandei trocar tela num lugar alternativo. Deu problema e na hora de reclamar tive que ouvir uma desculpa cretina. Resultado, mandei recolocar a tela quebrada em outro lugar e despachei para a Apple que fez o serviço como deve ser ao valor de 499,00 que nem difere tanto ao que se cobra no paralelo.

    • Endogin

      O mesmo comigo

    • Leonardo Negrisoli

      Troquei a bateria de um 5s usado em um lugar alternativo e o cel começou a dar tela azul…
      O barato e sem qualidade garantida pode sair bem caro

      • Danilo Silva Souza

        O problema da tela só acontece porque ele tiram 4 parafusos e esses parafusos são de tamanhos diferentes ai coloca nos lugares errados. Ai fecha curto na trilha microscópica que tem por baixo a onde vai o parafuso pesquisa a na net que vai entender melhor o que quero dizer pouca gente sabe mas um dos quatro não é magnetizado já os outros são

        • Leonardo Negrisoli

          Obrigado pela dica… vou procurar e ver se acho alguma forma de arrumar isso então =)
          Qualquer coisa volto aqui e conto como foi

          • Rafael Anciães

            No site do ifixit ensina como trocar a bateria e alerta pra diferença de tamanho nos parafusos.

        • Leonardo Negrisoli

          Obrigado pela dica… vou procurar e ver se acho alguma forma de arrumar isso então =)
          Qualquer coisa volto aqui e conto como foi

      • Dalbert Batista

        Tela Azul e justamente o erro do tecnico de não colocar o parafuso no local certo, tem parafuso menores e maiores pois se ele colocar o parafuso maior no lugar errado a trilha que passa debaixo do parafuso e rompida e logo a trilha e danificado e seu iPhone 5s nunca mas vai ligar vai dar tela azul sempre ou seja um o técnico não tem sabedoria ou não estudou pensando que qualquer parafuso serve eu sou técnico apple é peguei inúmeros iPhone 5s com este problema de outras assistência não autorizadas !!!

    • Quesia Rodrigues

      Qual o modelo do seu iphone? Não queria pagar 700 pra Apple. O meu quebrou sábado e ainda tem 6 meses de garantia.

      • Eduardo Edu

        Na época era o 6. Mas manda trocar na Apple que vale a pena.

        • Quesia Rodrigues

          Entendi, obrigada. Não consigo agendar o atendimento na apple Store. Alguém sabe se indo direto consigo?
          Obrigada!

          • Eduardo Edu

            Tem que agendar horário pelo aplicativo da Apple Store. Mas é bastante concorrido. Se der certo, eles concertam na hora. Mas é mais fácil entrar no suporte do site e ver como mandar por correio. Eu fiz isso e tudo certo.

            • Quesia Rodrigues

              Verdade. É muito concorrido mesmo…to tentando desde segunda-feira. Conversei com o pessoal do suporte e pelo correio o valor tem que ser a vista, não tenho agora 🙁 Só na loja que parcela. Vou arriscar ir lá sábado, conforme for.
              Obrigada!

  • Rodrigo Freijanes

    Queria continuar usando os serviços oficiais Apple para reparo, mas com preços menos exorbitantes contados no Brasil.
    Se morasse nos Estados Unidos, nem me preocuparia com isso já que lá é barato.

    • Moimás

      Penso igual. Não ligo de ter que mandar para o serviço oficial, aliás até prefiro. O problema é preço…

  • Daniel Vitor

    Daí a Apple irá vender as peças a preços surreais, forçando assim a continuarmos realizando os reparos nas Autorizadas, Apple Store, ou continuar se sujeitando a peças não oficiais.

  • Qual é mesmo o nome da empresa que diz que o usuário não tem capacidade de decidir por si?
    Ah!! Lembrei… se chama Apple.

    • Fabio Ricardo Bulgaron

      Samuel, você usa algum dispositivo Apple?

      • Uso sim algumas coisinhas…

  • Eu não tenho opinião formada sobre isso porque nunca tive um produto da Apple que desse defeito ou que se desgastou com o tempo, nem soube de parentes e amigos que tenha passado por essa situação e teve de levar pra autorizada ou uma terceirizada. Mas eu entendo a posição da Apple, porque ela também quer lucrar com reparos. Nisso todo mundo sai ganhando: a empresa, que cobra alto pelo reparo e o consumidor, que vai ter certeza (ou quase) que o produto vai sair consertado. E se não for o caso, receberá um produto novo. Mas isso tem seu preço também. Eu acho parecido com o caso de uma montadora, a BMW. Como os carros são premium e a tecnologia anda avançada, nem todas as oficinas tem conhecimento da mecânica BMW. E entregar um carro na mão de pessoa sem conhecimento e com peças duvidosas, é dar sorte ao azar. E mesmo que tenhas as peças originais da marca, se não souber o que fazer, vai dar problema e no final o prejuízo pra consertar na autorizada será muito maior. Resultado: a BMW recomenda manutenção de peças nas autorizadas, porém, o preço é alto. Apple só faz o que acha que é certo.

    • Diego Azevedo

      O problema é se desse problema na suspensão do seu carro e a autorizada da BMW (ou Ferrari, Lamborguini) falasse “Opa, tem que trocar de carro (com desconto), porque não trocamos essa peça”. Isso é o que acontece atualmente com quem quebrar o touch ID. Ou precisar trocar a bateria. Ou der qualquer problema que não seja trocar a tela.

    • Anderson Camões

      Não é a mesma coisa pelo seguinte: a BMW recomenda que se faça o conserto na sua autorizada, porém ela é obrigada a fornecer peças e se você tiver coragem, você mesmo pode consertar usando as mesmas peças originais recomendadas pelo fabricante.
      No caso da Apple ela não fornece as peças originais. Se vc quiser consertar ou mandar para algum técnico ele terá que usar peças paralelas.
      A Apple faz o qua acha certo, porém os consumidores que se sentem lesados por esta pratica tem todo o direito de recorrer, buscar leis que os protejam. Este é o jogo democrático.

      • Eu entendi seu ponto de vista, mas gostaria de frisar apenas uma frase do meu comentário que diz: “E mesmo que tenha as peças originais da marca, se não souber o que fazer, vai dar problema e no final o prejuízo pra consertar na autorizada será muito maior”. Acredito que tem profissional que sabe (ou acha que sabe) mexer nos produtos da Apple, e também tem quem não saiba, mesmo se utilizasse peças originais da marca. Aí no meu ver é mais [rentável] pra Apple fornecer a assistência somente em suas autorizadas e até mais seguro pro consumidor que se der PT no seu produto, troca por um novo e segue o fluxo. Na assistência paralela, se der PT, é tchau! A Apple não vai cobrir serviços mal feitos de terceiros. Penso dessa forma.

    • Estan Duarte

      “Apple só faz o que gera lucro acima de média.”

  • Juliano

    Meu iPhone caiu e quebrou a tela. Mandei via correios pra Apple e ele cobraram só o custo dá troca dá peça, que saiu por R$700. O aparelho ainda está na garantia.

  • Diego Azevedo

    Eu já tive problemas com iPhones/ iPads. E é absurdo você chegar com um problema microscópico e ouvir “Não consertamos. Você deve pagar 80% do preço de um iPhone novo e deixar esse aqui para receber um novo (que nem é novo, é refurbished)”.

    Claro que há casos e casos. Espero que a Apple perca essa disputa, e torne isso disponível globalmente.

    • Estan Duarte

      O mesmo aconteceu comigo, você compra um aparelho novo, e eles querem ficar com o seu aparelho zerado para substituir por um dispositivo com misto de peças usadas e ainda cobrar 80% do valor de um novo. Quem acha a Apple certo nisso… Vou te contar viu. Meu iPhone 5S apresentou problema na leitura do chip.

  • Caramba, então quer dizer que aqueles componentes vendidos no Mercado Livre com a palavra “Original” na descrição, na verdade são falsos/piratas??
    Já fiz reparos em diversos iPhones de amigos, e sempre que me perguntam oriento comprarem o componente lá no ML e verificar se é original.

    • Diego Azevedo

      podem ser originais sim (usadas). Em diversos casos é mais vantajoso vender as peças de um celular com defeito e comprar um novo do que mandar na autorizada.

      E, claro… Desde o bloqueio via iCloud, iPhones roubados se tornam um peso de papel na mão dos bandidos, que preferem vender as peças.

      • Mas lá tem lojas que vendem em quantidades e constantemente, não deve ser de iPhones sucateados, mas também não deve ser originais.
        O único jeito para conter a comercialização de peças de aparelhos roubados seria justamente blindar o aparelho para não ter como abri-lo sem danificar tudo. É fd eim.

  • Alex iPilot

    Para ganhar essa a Apple vai precisar ligar em intensidade máxima o seu Gerador de Distorção da Realidade…

    • Fabio Ricardo Bulgaron

      Kkkkkkkk

  • Dalbert Batista

    e outra muitas pessoas não usa os carregadores originais que veio na caixa do iPhone, e pensando nisso os carregadores piratas nã tem os componentes certo prejudicando a bateria ou ate mesmo não carregando direito e danificando o aparelho vários casso de bateria estourando por carregador barato, resumindo o barato sai mas caro ainda

  • Why

    No meu caso ela se negou a consertar um iPhone na garantia… Por duas vezes devolveu o equipamento dizendo que não tinha defeito. Depois que a garantia terminou fui obrigado a pagar pelo conserto em outro local que resolveu o problema.

    • Estan Duarte

      Infelizmente funciona assim, tive um problema com o 5S com leitura de chip, a Apple jogava o problema para a Vivo e vice-versa e nenhuma das duas resolveram, ao menos de graça na garantia. Advinha quem perdeu com isso?

      • Why

        Pois é… o meu parou de funcionar GPS e o wifi e o Bluetooth estavam uma porcaria (só funcionavam de perto) e eles tiveram a cara de pau de dizer que estava OK. Depois do conserto do problema que não existia tudo voltou a funcionar.

        • Estan Duarte

          Lamentável.

  • Tarso Gustavo Rubik

    Já tive os Iphones 3G, 4, 4S, 5C e estou no 5S… e posso afirmar com certeza que a partir do modelo 4 os problemas de hardware e software vem aumentando na Apple, devido a diversos problemas que já tive de bateria, botão home, botão power, etc… e com todos assistentes que falei a regra é uma: os Iphones vão ter problemas dos mais variados possíveis…. os assistentes agradecem pois a sua demanda vem aumentando… acho que a qualidade esta sendo deixada de lado por fatores que todos conhecem… o que é melhor para a empresa um aparelho que não da problema ou um que de problema e que o cliente possa comprar um novo??? espero estar errado.

    • Estan Duarte

      Mudaram as fábricas, escravos batem nas placas dos iPhones. Tive iPhone 4, 4S, 5 e 5S, o que mais deu problema = 5S. Nunca tive problema com o 4S, e já estou no 4º aparelho 4S. Pensando em comprar outro, mas estou com muita dúvida.

  • Danilo

    Os produtos da apple não são feitos para serem consertados.
    É só abrir qualquer,IPhone,IPad,Macbook,é tudo colado.
    É justamente por isso que quando acionamos a garantia eles nos dão um Refurbished*

    * Novo 😛

  • Leonardo Silva Marques

    olha eu tenho apple desde o Iphone 4
    Mas de um tempo pra cá a qualidade dos aparelhos estão muito ruins.
    Exemplo é meu Iphone 6S + que do nada deu um Problema no conector do fone de ouvido, levei na loja apple morumbi, fizeram de tudo, e nao conseguiram arrumar, estava na garantia, me deram outro aparelho “SUPOSTAMENTE NOVO” isso na sexta feira! No sabado esse aparelho supostamente novo da Apple Iponhe 6S + começou a apresentar problemas no chip de aceleração, fazendo com que a tela ficasse bloqueada na horizontal, gps nao funcionasse entre outros coisas…e ainda o Iphone reiniciava sozinho a todo insante….fui novamente no domingo na loja.
    Me falaram que eu dei azar, que peguei um Iphone 6+ com problemas de fábrica e efetuaram a troca novamente pra mim…
    Ou seja em menos de 3 meses de uso, pois comprei meu apple em novembro 2016 tive q trocalo 3 vezes!

    Ja tive problema com o 5s e com o 6 de pararem de funcionar do nada! sorte q estava na garantia.

    A Apple esta perdendo bastante qualidade, mas ainda vale muito mais a pena que qualquer outro aparelho…ainda….

  • lelio

    Brincando com meu iphone 7 na piscina, parou de funcionar, mandei pra garantia e não cobriram, to esperando chegar pra pagar o conserto e dps tentar recuperar oq gastei na justiça, será que alguém ja viu caso como o meu e sabe qual foi o resultado da ação??

    • Diego Azevedo

      Acho que você não vai ter muita sorte:

      “O iPhone 7 e o iPhone 7 Plus são resistentes à água, respingos e poeira e foram testados em condições controladas em laboratório, classificados como IP67 segundo a norma IEC 60529. A resistência à água, respingos e poeira não é uma condição permanente e pode diminuir com o tempo. Não tente recarregar um iPhone molhado. Veja instruções no guia do usuário para limpeza e secagem. Danos decorrentes de contato com líquidos não estão incluídos na garantia.

      É por coisas assim que eles classificam o celular como “resistente” e não “impermeável”

  • Luciano Barros

    Meu iPhone 6 tinha trincado e apagado totalmente o LCD/touch. Comprei a peça nova no ML, por um pouco mais de 100 reais. Eu mesmo troquei – seguindo um tutorial no YouTube – e ficou novinho em folha. Deu um trabalhão; alguns parafusos tem tamanhos diferentes, etc. Claro que a tela substituta não é original, mas tem a qualidade, ao meu ver, de 90% de uma original. Na autoriza que fui cotar a substituição da tela, me pediram 600 reais!

  • Daniel dos Passos

    Isso que dizer que as peças (principalmente telas e baterias), que estão a venda no mercado livre não são originais e os que dizem que são originais estão mentindo?
    É isso?

    • Thiago

      Depende kk, por mais estranho que pareça, as peças usadas tem mais chances de serem originais do que as novas.

      • Daniel dos Passos

        Thiago, estou me referindo das peças que se dizem que são novas, elas não são originais?

        • Thiago

          não… não são originais da Apple especificamente, mas podem ser originais de outros fornecedores que montam uma peça quase identica a da Apple.

  • Moisés Araujo

    Se a Apple oferecesse curso para capacitação de técnicos em manutenção de seus produtos para terceiros com inscrições limitadas, para que as pessoas, poderem ter o diploma e autorização e o fornecimento de peças e material necessário para oferecer mão de obra qualificada de baixo custo, com eles ganhando uma porcentagem ganhariam mais dinheiro, ao invés de estarem brigando pra somente as lojas deles fazerem os concertos teriam baixo investimentos e muito lucro .
    Um exemplo aqui no Brasil você quebra a sua tela de um iphone 5s, ai vai em qualquer loja apple eles te cobram em media uns 400 reais, ai você vai na santa Efíginia e colocado uma peça primeira linha por 200 com garantia de 3 meses para qualquer defeito com a peça. por qual acham que vão optar! sem contar na burocracia que são impostas para concerto ou coberturas de garantia você acaba mesmo desistindo de ir atras e vai numa loja alternativa mesmo.
    Se alguém souber de algum curso que a apple fornece para técnicos em seus produtos, gostaria que me avisassem.

  • Thiago Alexandre

    Perdi um iPhone 5s nessas “assistências alternativas” por trocar a bateria, acabei com um problema no conector do fone, até a placa lógica dar seu último suspiro.