Aplicativos

Aplicativos otimizados para iMessage registram amplo crescimento no número de downloads

Uma pesquisa lançada na última segunda-feira revela que empresas que disponibilizaram aplicativos otimizados para iMessage estão ganhando mais espaço na App Store. No Estados Unidos, área de abrangência do estudo, foi registrado um aumento acima da média no número de downloads desses aplicativos durante a semana do dia 12 de setembro. Algumas ferramentas otimizadas para o mensageiro viram seu participação na loja crescer em até 1.500%.

De acordo com a Sensor Tower, responsável pela pesquisa, o crescimento registrado está diretamente relacionado as versões para iMessage desenvolvidas para esses aplicativos. Comparado com outro estudo do dia 29 de agosto, os dados revelados nessa semana mostram que a escalada repentina nas estatísticas de download aconteceu após o lançamento do iOS 10, demonstrando o sucesso de empresas que apostaram em lançar versões com as novidades do novo sistema logo no lançamento.

No resultado, é possível notar que a lista conta com aplicativos lançados na App Store em anos anteriores. O melhor crescimento foi do JibJab, que é uma ferramenta de criação de stickers personalizados lançada em 2014. Esse aplicativo cresceu 1.583% apenas no período de realização da pesquisa. Outros apps gratuitos, como GIF Keyboard, Genius, Giphy e Words With Friends também registraram aumento significativo no número de downloads. Completam a lista o OpenTable, Fandango Movies, Gametime, Evernote e IMDb, como mostra o gráfico da pesquisa.

iMessage apps

Esses resultados mostram que o iMessage deve receber ainda aplicativos otimizados nos próximos meses. Atualmente, a loja já conta com mais de 1.650 opções de downloads, em sua maioria pacotes de adesivos. Dentre eles, 944 são aplicativos pagos e apenas 307 são gratuitos.

via Macrumors

Tags

Marvin Costa

Jornalista carioca apaixonado por cultura pop, fotografia, instrumentos musicais e produtos da Apple. Sempre que pode toca guitarra com amigos e utiliza seu iPhone como segundo instrumento.

Artigos Relacionados

Back to top button
Close