Notícias

A viúva de Steve Jobs tentou impedir a realização do filme sobre ele

Nesta semana, estreia nos Estados Unidos um novo filme sobre Steve Jobs, produzido pela Universal Studios. O filme no início tinha tudo para não sair: começou na Sony, com outros atores e diretor (até o Leonardo DiCaprio foi cogitado), depois todos foram desistindo e chegou a ficar sem estúdio, até que a Universal resolveu assumir o projeto. Mesmo com tantas dificuldades (e um ator que não assemelha em nada ao personagem principal), o resultado final finalmente chega às salas de cinema.

Mas as dificuldades foram bem maiores, inclusive vindo da própria família. De acordo com o The Wall Street Journal, a viúva do co-fundador da Apple, Laurene Jobs, tentou fazer de tudo para que o filme não fosse finalizado.

A razão para isso é que Laurene diz que tanto o filme quanto a biografia no qual ele foi inspirado (e que ela detestou) só mostram um lado escuro da vida de Jobs, sugerindo que ele era cruel e desumano, coisa que ela afirma que ele não era. Ela cita, por exemplo, o caso da primeira filha Lisa Brennan-Jobs, explorado bastante no filme. Jobs se recusou a aceitar a paternidade somente até ser confirmado o exame de DNA, depois disso eles se reconciliaram e ficaram muito próximos.

Laurene foi convidada a fazer parte da elaboração do roteiro nas fases iniciais do filme, mas ela se recusou.

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados