Notícias

O rumor da suposta TV da Apple finalmente chega ao fim

Há rumores que nascem de pequenas especulações e acabam se tornando bordões, repetidos por meses (e em alguns casos, anos) por diversos sites, como se fosse uma coisa que certamente vai acontecer. Foi assim com o iPhone nano, com o iPhone 6c e está sendo com o tal iPad Pro e foi, durante muito tempo, com uma TV da Apple.

É claro que nos laboratórios da Apple existe uma imensidade de produtos sendo testados, a maioria deles que nunca verá a luz do dia. Ela provavelmente está testando um iPad com tela maior, outro com tela ainda menor, um iPhone com duas câmeras, outro com um sensor de digitais na tela, um carro, uma TV, um iHoverboard… Mas isso não significa que eles se tornarão produtos finais algum dia.

Segundo o Wall Street Jornal, a Apple vem testando a ideia de uma TV própria desde os anos 2000, mas ela desistiu definitivamente do projeto há mais de um ano. Isso porque a Apple costuma só lançar produtos quando eles apresentam um diferencial realmente significativo frente à concorrência, coisa que não conseguiram com a TV. Eles pesquisaram telas de 4K e até imaginaram colocar uma câmera para ligações FaceTime, mas isso não é algo que realmente faça alguém preferir o produto da Apple frente a opções da concorrência.

Nós sempre evitamos de escrever aqui sobre os rumores de uma TV da Apple, porque nunca acreditamos nisso. Uma TV da Maçã dificilmente custaria menos de US$2.500, o que reduziria muito o público consumidor. Teria muito mais lógica a Apple investir em um dispositivo independente, que se acoplasse a qualquer TV já existente e pudesse mudar o modo como a usamos. Ei! Mas isso já existe e se chama Apple TV! 😛

Com a desistência da ideia de criar um aparelho inteiro de TV, provavelmente sobrou mais tempo para investir no acessório que até então era considerado apenas um hobby. Quem sabe não teremos boas novidades sobre a Apple TV nas próximas semanas? 😉

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Israel Szerman

    Que pena. Muitas vezes nós precisamos confiar apenas na marca. Agora mesmo estou com um problema com um Home Theater da Philips. Mas….Apple também quebra, né?

    • matheus

      Melhor home que tem são os da Logitech, melhor custo beneficio.
      Esses da LG, Samsung e Philips: Tudo ruim.

      • elcin

        Sony…

        • Michael Jimenez

          Apple > Sony >>>>>>>>>>>>>>>> resto
          Minha opinião né rs

          • Judson Palmer

            Minha e sua opinião. Rsrs.

      • Lui Alexandre

        Melhor home theater não existe. O que existe de qualidade se chama Receiver.
        Home theater é tudo lixo. O menos pior é o Muteki, da Sony.

      • Stand_up

        Receiver para home top: Marantz, Denon

        Receiver para home Custo beneficio (CxB): Yamaha, Onkyo

        Caixas para Receiver home top: B&W

        Caixas para Receiver home CxB: JBL

        Home all in one top: Bose

        Home all in one CxB: Sony

        Samsung e Lg só tem bom desempenho nos produtos top deles, os baratos ficam devendo! Melhor guardar um pouco e pegar um Sony no caso dos all in one.

        No caso de montar um home, dai vai do bolso porque o seu é limite tipo Bang & Olufsen e linhas hi end dessas marcas top citadas, custam mais que muito carro bom.

    • Felipe

      Eu tenho um Bose, comprei em uma viagem aos EUA, está comigo há uns 6 anos e ainda tá perfeito, muito bom mesmo

    • Pablo Rangel

      Escolheu mal a marca. Home domestico começa ficar legal em denon, onkyo e yamaha. Como ja falaram ai, samsung, lg e similares são complicados.Entregam pouco e nem são tão mais baratos. Vai realmente do que você espera desses produtos!

    • Alex iPilot

      Vá de ONKYO…

    • KGB07

      Experimenta o Onkyo. Tenho o 9400 THX. Ótimo

  • Felipe

    “Isso porque a Apple costuma só lançar produtos quando eles apresentam um diferencial realmente significativo frente à concorrência” alguém me explica qual é esse grande diferencial presente no Apple Watch (compatibilidade com iPhone não vale)

    • Pelo que eu entendi, o artigo fala que a Apple gosta de lançar coisas que agreguem valor não para todos mas maioria, uma TV da Apple só seria um monitor enorme, pois todas as outras funções ela pode conseguir usando o Apple TV, FaceTime, Siri, aplicativos. Então não faria sentido investir em uma TV para um grupo pequeno. Já o Apple Watch por si só agrega muita coisa de saúde e exercícios, monitoramento etc…
      O diferencial é a qualidade e a integração com o ecossistema, o que a TV não traria, mas sim um Apple TV.

      • Felipe

        Sim, mas o que o texto diz é que a Apple é conhecida por só lançar aparelhos quando è capaz de revolucionar (iPhone, iPad), e o Apple Watch é basicamente um relógio com as mesmas funções da concorrência feito pela Apple, sem agregar nada novo ou revolucionador para o mercado de relógios inteligentes.

        • O IPhone quando foi lançado, só tinha uma revolução que era o touch. O resto já existia por exemplo nos aparelhos da Nokia.
          O Touch ID agregou, não é uma revolução, mas a Apple trouxe melhorias significativas na qualidade da leitura, usando métodos técnicas e materiais.
          Entre outras evoluções da Apple durante esses anos.

          O Apple Watch se encaixa mais no Touch ID, ela não revolucionou o mercado (mas podemos dizer que ela instigou o mercado, já que foi a partir de um rumor de que a Apple iria lançar um relógio que a concorrência para tentar chegar na frente trouxe produtos de qualidade inferior).
          Ela trouxe um relógio de qualidade, precisão, você pode olhar alguns artigos comparando medidas feitas pelo relógio e por medidores profissionais.
          A Apple lança produtos revolucionários, ou que ela pode ainda revolucionar ele ao logo dos anos ou que agreguem valor a produtos que ela já tem.

          No caso da TV da Apple, ela percebeu que não tinha nada que ela pude-se incluir na TV que não pude-se ser colocada no Apple TV, a única melhoria que ela iria trazer (para a TV) seria a qualidade do material. Mas o resto poderia ser colocado dentro de um Apple TV (camera, siri, facetime, etc…). Então seria mais inteligente lançar um produto que agregue valor com novos recursos (no caso seria a Apple TV com aplicativos de terceiros por exemplo), mais barato, mais acessível, podendo atingir um mercado maior, do que empacotar tudo na TV e vender pouco.

        • Wanderley Gigante

          Olha, ne bem assim n. Tenho um Moto 360 e quando o Apple Watch estava p sair pensei a mesma coisa q vc. Mas usando ele por apenas alguns dias ficou clara a absurda superioridade do aparelho da Apple. Fora que O bicho mal chegou e a quantidade de aplicativos pra ele supera demais os disponíveis para Android Wear. Esta ai o diferencial dos produtos da Apple, ela n cria produtos novos, ele pega o q já existe e transforma em algo realmente útil e funcional. Pq ela desistiu da TV? N sei, mas q de fato o watch tem seu diferencial frente a concorrência isso e inegável.

    • Alex iPilot

      Por enquanto, o diferencial do Apple Watch é não estar disponível, rsrsrs…

    • Rob Simões 

      Quando li essa parte do texto tinha certeza que alguém ia perguntar isso nos comentários, e eu me surpreendo como que as pessoas não conseguem perceber que o Apple Watch é muito diferente e superior a tudo o que a concorrência já apresentou.

      Os demais smartwatches, que só foram lançados após começarem os rumores do Apple Watch, não passam de micro smartphones de pulso. A forma de interagir com eles é EXATAMENTE a mesma forma de se interagir com qualquer smartphone ou tablet, e até mesmo com o iPod Nano de sexta geração que era usado como relógio e foi o que começou todos os rumores.

      O Apple Watch, por sua vez, possui formas totalmente diferentes de interação, como a excelente coroa digital, que permite executar diversos comandos sem cobrir a tela com o dedo, e o Force Touch, que cria novas possibilidades para telas sensíveis ao toque e que deve chegar aos iPhones e iPads em breve.

      Enquanto a concorrência fez mais do mesmo, apenas em uma tela pequena, a Apple fez algo único, com uma experiência totalmente diferente, e não tenho dúvidas que a concorrência vai copiar isso.

      Claro, isso tudo sem falar em todas as outras vantagens do relógio, como o fato dele ter estilo e estar disponível em diversos modelos para todo tipo de pessoa ou ocasião, do nerd/geek ao esportista ou ao executivo, ou sua EXCELENTE qualidade de construção, atestada por todos os reviews, ou o fato de antes mesmo de ser lançado já contar com uma loja de aplicativos com MILHARES de títulos, ou o Apple Pay integrado, ou o fato de estar inserido em um ecossistema robusto compatível e integrado a um sistema operacional móvel e outro desktop e muito provavelmente à futura Apple TV.

      Desculpe, mas a concorrência precisa nascer de novo pra conseguir entregar tudo isso.

      • Felipe

        Eu usei um moto 360 em um stand de vendas da Motorola e achei bem diferente do uso de um smartphone. E o fato de ter estilo e bla bla bla não conta, é so questão de design (e eu ainda acho o Apple watch meio feio)

        • Rob Simões 

          Estilo e design são coisas diferentes, e o Moto 360 e qualquer outro da concorrência não acompanham todos os estilos. Tente imaginar uma mulher executiva de sucesso como a Ângela da Apple ou a Marissa do Yahoo usando um Moto 360 ou um Apple Watch Edition de 38mm e tente entender qual que combina mais.

          Um acessório de vestir não pode ter apenas design, tem que ter estilo, senão será apenas mais um gadget destinado ao público geek. E parece que a Apple foi a única a enxergar isso.

      • KB

        O imWatch veio muito antes do Apple Watch, Moto 360, e outros por aí. Era concorrente do Pebble, com o diferencial de tela touch, colorida. Por ser uma empresa pequena e tal, até diria que fizeram um produto legal, embora muito inferior ao que tem por aí. Foram de certa forma um dos pioneiros.

      • Antonio Frederico

        Não tem nada diferente e o pior de tudo, esse tal de “force touch” quando chegar ao iPhone e iPad transformará o uso do iWatch exatamente igual a um smartphone.

        o iWatch é a mesmíssima coisa que seus concorrentes, no fim das contas é tudo a mesma coisa, tirando o fato, claro, da qualidade e agama de apps que podem sim acrescentar algo mais a ele. Uma *privada xique, mas ainda sim, uma privada.

        *É uma metáfora, não estou depreciando o iWatch, por favor sem xiliques. Obrigado.

  • Alex iPilot

    Não entendi a lógica… Se a regra é clara: quanto a lançamentos só não é rumor quando vem da própria Apple, porque esse post não é rumor? No meu entendimento, é apenas um rumor negando outro… E o rumor que nega tem tanta credibilidade quanto o que afirma!

    • Sendo que: ainda tem investidor que acredita no lançamento da televisão da Maçã, mas sinceramente eu acho bem difícil eles terem conseguido inventar algum diferencial marcante para efetivamente lançar esse produto. O grande diferencial foi a Apple TV, e eles podiam ter aproveitado isso pra lançar a sua televisão. Hoje todos os concorrentes tem soluções e já assimilaram essa funcionalidade em seus aparelhos. Essa onda a Apple perdeu?

      • Alex iPilot

        Se perdeu não sei, mas parece difícil… Não pude deixar de ficar boquiaberto com o Galaxy S5… O tal software de que falam tão mal… Você está assistindo um vídeo BASTA DESVIAR O OLHAR e ele pausa a reprodução!!! Vamos ver o que a (suposta) nova Apple TV irá trazer… Na minha opinião, a Apple deixou de focar em INOVAÇÃO para focar em QUALIDADE… O problema é que inovação é sempre inovação (como fazer o aparelho responder ao olhar) enquanto qualidade é um conceito relativo, depende da aceitação de cada um, o que não for bastante para você pode ser mais que suficiente para mim…

  • Fabio Correa

    Acho que pode ser lançado no futuro com o avanço de novas tecnologias. Isso aconteceu com o próprio iPhone, que só pode ser lançado após criação das telas multitouch.

  • Igor Fujishima

    Tenho um home da yamaha que comprei no Japão… Já tem 11 anos de uso e continua perfeito.

  • Bira Michels

    Não vejo a Apple lançar uma iTV até porque TV não é um aparelho que se troca todo ano, já um AppleTV pode ser que sim só que vejo trocando em 4 em 4 anos.

  • Marcio

    Devo ser muito burro, mas não vi no texto algo que justifique o título, ” O rumor da suposta TV da Apple finalmente chega ao fim”.

    • Renê

      “Segundo o Wall Street Jornal….mas ela desistiu definitivamente do projeto há mais de um ano”

  • Concordo.
    Também tenho o Moto 360 e o Apple Watch e confirmo que o relógio da Apple dá um banho no primeiro.

    O problema é que tem gente que nunca usou o Apple Watch e nem o Android Wear e fica postando opiniões como se já tivesse provado ambos. E olha que tem muita, muita gente assim.

    • KB

      Eu cheguei a embarcar no imWatch, smartwatch italiano, com versão Android adaptada, lento, bateria que não dura nem um dia com uso (existiu antes mesmo do Moto 360)… pode fazer ligação, receber (som precário), tem Bluetooth (conversa com iPhone para sincronizar e acesso a rede), instala app (pouquíssimas)… moral da história, continuo usando meu iPod Nano 6: o primeiro e único pré-Apple Watch ‘touch’! Experiência de usuário é vital, e hoje somente a Apple se preocupa e executa com excelência. Detalhe, o imWatch é museu, não fabrica mais, descontinuado.
      Aguardando o momento oportuno (e financeiro) para o Apple Watch.

  • Mas o iPhone já tem duas câmeras…

  • Tami Otani

    Não entendi como uma Apple TV muda o modo de se usar uma tv… pra mim, ela faz a msn coisa que qualquer smart tv hoje em dia…

  • Mas até agora não entendi porque chegou ao fim, se nunca passou de um rumor!

  • Como assim, não teria diferencial?
    Uma TV da Apple funcionaria e teria um design lindo, as duas únicas coisas que interessam em TVs e faltam no mercado atual.