Notícias

Romero Britto está processando a Apple pela campanha Crie Algo Novo

Vocês já devem ter visto a campanha Crie algo novo que a Apple está promovendo. Nela, a empresa mostra trabalhos bastante interessantes de artistas e fotógrafos ao redor do mundo que contam com a ajuda de seus dispositivos iOS e de alguns aplicativos para produzirem a sua arte.

Dentre os trabalhos que fazem parte da campanha, um chamou a atenção por sua semelhança com os materiais produzidos pelo brasileiro Romero Britto. E parece que o próprio Romero Britto concorda com esta semelhança, pois ele entrou com um processo contra a Apple e a dupla Craig & Karl, responsável pela obra em questão.

Bastante polarizador, o trabalho de Britto é bem característico por conta do seu uso de cores chamativas e padrões gráficos delineados por riscos grossos. Mesmo quem não sabe quem é Romero Britto, certamente já deve ter visto seu trabalho por aí, seja em toalhas de praia, seja em lojas de emolduramento rápido em shoppings. E é justamente por isso que Britto entrou na justiça, pedindo a remoção da arte de Craig & Karl da campanha, bem como reparação de danos pelo uso indevido do seu estilo gráfico.

O desenho completo da dupla Craig & Karl

Romero Britto diz ter ficado sabendo da campanha e do trabalho de Craig & Karl quando muitas pessoas entraram em contato com ele, pensando que a arte exposta nas lojas e no site da Apple fosse do próprio Britto. Após conferir as imagens, ele diz tentado contato com a Apple para tentar resolver a questão, mas decidiu processar a empresa após não ter recebido nenhuma resposta.

Por enquanto a Apple não se manifestou sobre o processo, e no momento em que escrevemos esta matéria, a obra de Craig & Karl continua marcando presença na página especial da campanha. Ali, o trabalho é descrito da seguinte forma:

iPad Air + Waterlogue. Morar em continentes diferentes não impediu que a dupla Craig & Karl trabalhasse junta todos os dias. Para criar esta obra, eles trocaram ideias e esboços pelo FaceTime e pelo iMessage. Nas idas e vindas do trabalho online, os artistas faziam intervenções usando os apps iDraw e Waterlogue no iPad Air 2. O resultado final é um reflexo tanto do processo quanto da mídia usada. É uma representação vibrante do poder criativo que temos na ponta dos dedos.”

Além da remoção da arte do site e do pedido de reparação de danos, Britto também pede no processo que Craig Redman e Karl Maier parem de trabalhar se apoiando no estilo gráfico que ele diz ter desenvolvido, o que sinceramente é um tanto irônico para um artista que se promove com o título auto-imposto de “o Picasso brasileiro“.

Para conhecer melhor o trabalho de Craig & Karl, clique aqui.

via Macrumors

Tags
Mostrar mais

Marcus Mendes

Publicitário formado pela ESPM-SP. Além do seu trabalho como motion designer, contribui com o Blog desde 2012 e é também um dos editores da Revista iThing. Não sabe dizer o que faz no tempo livre por não saber o que isso significa.

Artigos Relacionados