Blog do iPhoneEditorial

Uma carta aos leitores da Revista iThing

Revista iThing

Ufa! Nasceu. Com o lançamento da 6ª edição da Revista iThing, esta é a primeira vez em semanas que toda a equipe está tendo tempo para parar, respirar e refletir sobre tudo o que envolveu o processo de planejamento, composição, diagramação e lançamento da edição que chegou ontem à App Store. Os últimos 10 dias em especial foram particularmente curiosos, pelo leque de situações que nos proporcionaram diversos sentimentos, dos mais alegres aos mais incômodos. Foi o fim de uma odisséia em três atos, que detalho a partir de agora.

Ato I – Genesis

Estamos muito felizes com o resultado. Muito. A edição de dezembro da Revista iThing é sem dúvida a que mais nos deixa orgulhosos. Não que as outras não nos orgulhem, é claro. Mas esta edição foi diferente, porque ela marcou uma mudança grande, tanto da revista como um todo quanto na relação entre ela e seus leitores.

Durante as 5 primeiras edições, vivemos uma situação bastante incomum para um ambiente digital: quase não recebemos críticas. O feedback sempre foi muito positivo, seja pelos comentários aqui no Blog, seja pelo Twitter, ou lá nos Reviews da App Store. Todo o trabalho, esforço, carinho e dedicação colocado em cada matéria de cada edição foram avaliados, pontuados e elogiados de uma forma que nos deixou bastante felizes, pois não existe nada mais recompensador do que ouvir algo positivo sobre um trabalho que você executa com tanto afinco.

Aliás, quero aproveitar para agradecer a todos os que dedicaram alguns momentos dos seus dias para nos escrever e especialmente para nos lisonjear com avaliações tão bacanas na App Store. Cada review sozinho já é o suficiente para fazer com que todo o esforço valha a pena.

Publish

Ato II – Espiral

Após o lançamento da 5ª edição e de tentar evitar o inevitável, nós tivemos de tomar a decisão de passar a cobrar pelas futuras edições da iThing. Se não tivéssemos feito isso, a 6ª edição nunca teria sido lançada e a revista teria chegado ao fim. E a esta altura, o conteúdo da edição já estava bastante encaminhado. Todo o material que vínhamos desenvolvendo há semanas teria ido para o lixo, sem nunca ter sido lido por vocês.

Decidimos dar a notícia na sexta-feira, dia 29 de novembro. E foi naquele dia que eu aprendi de uma vez por todas que os famosos trolls estão sempre à espreita, só esperando por uma brecha para aparecerem com suas garras longas e dentes feios, prontos para um embate de que você só descobre que faz parte depois que já levou a primeira mordida.

É claro que sabíamos que a decisão iria gerar comentários negativos. Mas algumas atitudes (isoladas, é verdade) foram tão desproporcionalmente maldosas que me deixaram sinceramente triste. De repente, ela passou a ser “mal-escrita“, como disse o ex-leitor Ramirobs em sua avaliação de 1 estrela na App Store. De uma hora para outra, a revista passou a ser um “caça-níqueis sem conteúdo nenhum“, segundo o review de 1 estrela do ex-leitor Maganeses. De repente, a revista não passava de “safadeza sem limites“, como cravado pelo ex-leitor Raúl Madrid.

Fico me perguntando onde é que este pessoal estava este tempo todo. Estas pessoas tiveram desde junho para expressar as suas opiniões. Mais do que isso, a revista proporciona um canal de duas vias de comunicação. Estamos sempre abertos a receber comentários, críticas e sugestões. Aliás, quem leu a última edição notou que o tamanho dela aumentou bem, algo que sempre foi o principal pedido de todos.

No entanto, a decisão da mudança serviu de motivação suficiente para que essas pessoas passassem a usar o canal de reviews de aplicativos da App Store não só como um veículo de difamação da revista, mas também de ataques pessoais à própria equipe.

No fim das contas, depois de pensar muito sobre estes episódios, cheguei à conclusão de que sinto pena de quem investe seu tempo desta forma na internet, distribuindo pontapés e insultos a pessoas que elas sequer conhecem. Me pergunto se já tentaram construir algo do zero, colocando esforço e tempo em algo pelo puro prazer de disponibilizar o resultado para que outra pessoa possa usufruir. Porque se há uma coisa que eu aprendi com todo o trabalho na Revista iThing, foi a apreciar ainda mais o trabalho e o esforço que as outras pessoas colocam em qualquer coisa que fazem de coração.

Ato III – Redenção

O outro lado da moeda foi igualmente surpreendente. As palavras de apoio registradas por vocês aqui no Blog, no Twitter e lá na App Store foram fundamentais para garantir que nós não perdêssemos o foco, mantendo sempre em mente que é para vocês que nós dedicamos todo este trabalho. O fato de mais de 180 de vocês terem assinado a revista antes mesmo da nova edição ser lançada nos deixou muitíssimo surpresos e felizes. Foi um incrível voto de confiança e que nós esperamos ter correspondido não só à altura, mas sim superando as expectativas. Foi uma demonstração de carinho e de apoio da qual nós nunca nos esqueceremos.

O dia de ontem foi incrível. A nossa ansiedade em virar a chave e disponibilizar a revista na App Store era enorme. E quando finalmente aconteceu, acho que afirmo por toda a equipe que aguardamos as reações sentados na beirada de nossas cadeiras. E foi aí que chegou a vez de vocês nos surpreenderem, pois a resposta tem sido extraordinária. Os comentários ali no post da 6ª edição nos deixam extremamente felizes. E apesar de cada um deles ser igualmente importante, quero destacar alguns pontos do comentário do leitor Thiago Souza, porque sem saber, ele registrou exatamente o cumprimento de um dos nossos maiores objetivos:

“Honestamente eu havia achado caro o valor da revista, que acompanho desde a primeira edição. Não por ser mão de vaca e chorão, pois assino outras revistas como a Cult of Mac, mas achei o preço meio salgado mesmo para apenas uma edição mensal. Porém, decidi comprar essa edição pra ver se teria mais conteúdo, para ver se valeria fazer a assinatura e constatei que a qualidade só tem aumentado. Paguei os $2,99, que valeram muito a pena e vou assinar a revista. Parabéns a toda equipe pelo excelente trabalho e fico até encabulado por ter duvidado de vcs. Obrigado pela dedicação a todos os usuários da Maçã. Tanto o blog quanto a revista são certamente uma referência quando o assunto é Apple.”

Parafraseando a Apple, “É isso. É isso que importa“. Nós queremos mostrar a cada edição que a revista merece ser assinada por causa do seu conteúdo, especialmente por quem estava inseguro se valeria a pena investir nela. Queremos que a cada nova edição ela fique ainda mais completa e mais interessante. E vocês podem ter certeza que motivação e vontade não faltam. Especialmente depois de tantas palavras de apoio que vocês têm nos dado nos últimos meses e em particular nas últimas 24 horas.

Muito obrigado a cada um de vocês.
Marcus Mendes, um dos orgulhosos editores da Revista iThing.

Tags
Mostrar mais

Marcus Mendes

Publicitário formado pela ESPM-SP. Além do seu trabalho como motion designer, contribui com o Blog desde 2012 e é também um dos editores da Revista iThing. Não sabe dizer o que faz no tempo livre por não saber o que isso significa.

Artigos Relacionados