AppleiPadOpinião

Enquanto a concorrência não inovar de verdade, o iPad continuará dominando o mercado de tablets

O iPad revolucionou o mercado de tablets e isso ninguém pode questionar. A prova está que, depois dele, mais de 100 modelos diferentes foram apresentados na última CES, a maior feira de eletrônicos voltada ao consumidor, o que fez muitos chamarem 2011 de o Ano do Tablet. A concorrência está correndo atrás de um fenômeno criado pela Apple há um ano, quando apresentou ao mundo pela primeira vez a sua mais nova criação.


Crédito da foto: Reuters

Mas só correr atrás não é bom para ninguém. Tentar imitar o iPad só deixa o mercado estagnado e permite que seja a Apple quem determine as regras do jogo.

É comum ouvirmos de usuários de outras marcas frases como “o Android é melhor porque roda Flash“, ou “o Galaxy Tab supera o iPad porque possui câmera“. Mas me parece muito limitado pensar que a evolução do mercado só possa depender de funções que a Apple propositadamente não colocou. É indigno chamar isso de inovação, pois não traz novidade nenhuma. Não podemos achar que a evolução é limitada ao que Steve Jobs não deixa colocar em seus iDevices. Esse é o grande erro dos concorrentes e talvez a razão que permitirá a Apple dominar o mercado ainda durante muito tempo.

Não estou aqui defendendo a Apple, muito pelo contrário: monopólio não é bom para ninguém, nem mesmo para os usuários de iPhone e iPad. É preciso dar uma ‘sacudida’ no mercado para fazê-lo crescer. A falta de concorrência faz com que a Maçã decida ela mesma quando adotar ou não novidades, como já vimos no passado com as funções de copiar e colar e compartilhamento de internet.

Uma pequena esperança surgiu em mim hoje cedo, quando li uma notícia no site Engadget: um tablet misterioso com uma câmera dupla que faz vídeos em 3D. O teaser (aparentemente publicitário) surgiu nas mãos de um brasileiro famoso lá fora, o Joe Penna, mais conhecido como Mystery Guitar Man. Em um vídeo, ele aparece com um até então desconhecido dispositivo na mão, com duas câmeras e o logotipo do Google, típico de aparelhos com Android.

Boatos afirmam que seria o G-Slate, da LG. Se o dispositivo se confirmar, teremos aí uma real novidade: criação de vídeos e fotos em 3D, um caminho diferente que a Apple ainda não traçou e que pode ser muito legal para todos nós, se fizer sucesso e se tornar padrão na indústria.

Só isso que nós consumidores pedimos: inovação. Os concorrentes precisam parar com suas estratégias medíocres de só copiar o que a Apple faz ou deixa de fazer, pois isso só faz com que ela fique no controle da situação e permite que suas atualizações acabem sendo apenas “tapas buracos”.

Inovem, nos surpreendam. Caso contrário, ficarão eternamente “correndo atrás“.

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados