AppleNotíciasRumores

Analista prevê dois modelos novos de iPhone, Brasil venderia o mais simples

Foto de Rudy Malmquist (via Flickr)

Esta semana o CNet News divulgou a possibilidade da Apple lançar não um, mas dois novos modelos de iPhone em junho, segundo analistas do Lazard Capital Markets.

Para eles, um dos modelos a ser lançado teria 32GB de capacidade e hardware com todas as evoluções esperadas pelo mercado, com internet 3G compatível com redes mais rápidas. O outro modelo seria mais básico, com algumas mudanças no hardware, porém sem todas as evoluções nas conexões 3G, nem os 32GB de capacidade.

Esta versão mais simples do celular seria destinada apenas para mercados emergentes, e neste ponto o site é bem explícito quanto aos países: Brasil, Rússia, Índia e China.

A lógica é boa. O Brasil, por exemplo, não necessitaria no momento de um novo iPhone com conexão mais rápida, pois para isso é necessário uma evolução ainda não existente na estrutura das redes nacionais. Além disso, um modelo com menos funções poderia ter um preço um pouco mais acessível na nossa realidade, mesmo com as taxas absurdas de importação (a pedra no sapato da Apple no mercado brasileiro).

Resta saber se seriam vendidos no Brasil os dois modelos ou somente o mais básico.

Por enquanto é só a opinião de um analista. Para variar, a Apple não faz comentários sobre rumores e por isso teremos que esperar até junho para saber se isso irá se concretizar.

E você, o que acharia se tivesse um modelo de iPhone mais simples à venda no Brasil?

[Foto de Rudy Malmquist]

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Roger

    Eu acho que isso tá errado, eles poderiam lançar os dois modelos aqui, porque no Brasil a maior população é de baixa renda, porém existe também pessoas que tem possibilidade de comprar um celular bom… Não sei, mas para eu esse analista esta errado…

  • Se as diferenças entre os dois modelos forem de tecnologias ainda não maduras no Brasil até concordo com a idéias, mas se forem diferenças “gritantes” que tragam grande evolução ao aparelho e não vier para cá, discordo plenamente. de Qualquer maneira seria bom vir os dois modelos e deixar a escolha na mão do consumidor!

  • Homero

    Ja estamos acostumados. Por aqui chegam os objetos mais baratos com preço dos mais caros. Se tiver disponivel 2 modelos e so um for lançado aqui, com certesa darei um jeito de importar o melhor (se tiver R$R$).

  • Rafaeld

    Era só o que me faltava mesmo…

    Espero que exista os dois modelos pra vender por aqui, porque senão seria uma puta sacanagem com Brasil !!

  • Dependendo de quais serão as limitações do modelo mais simples acho que é uma boa idéia. Se for só essas duas (3G e 32Gb) que o iLex citou então acho que tá tranquilo! pq as nossas operadoras são pitocas demais! hehehe

  • Rodrigo

    Eu acho meio estranho quando falam modelo mais simples, porque parece que vai ser mais simples que o 3G, e é errado isso, pois provavelmente vai ser melhor que o 3G, e sendo melhor que o 3G talvez seja até mais caro aqui no Brasil.

  • Jocas

    Se realmente for verdade esses dois modelos, é desculpa para vender para os próprios americanos que estão falindo e não querem aparentar. Como disse o Roger aqui tem muita gente que pooooode. Taí minha opinião. Desabafei!!!!!!

  • Vitor Sá

    Eu acho que se venderem os 2 modelos, tudo bem. Mas se só venderem o pobre aqui eu não acho certo. Tá certo que o Brasil só tem o 3G “normal”, mas eu quero 32GB! E num futuro teremos a evolução do 3G e eu quero q o meu iPhone funcione. Sem contar q é bom pra vender depois…

  • Doctor

    Se isso for verdade, é melhor o Steve Jobs enfiar esse iphone capado naquele lugar….

  • rrpiva

    Mais uma vez o brasileiro vai ser discriminado e o pior é que vai ter muita gente comprando o modelo + básico. Nossos carros são piores, nossos celulares são piores, nossa tecnologia é sempre de gerações anteriores. O dia em que o povo elitizado parar de comprar as porcarias que empurram pra nós, incluindo esse iPhone de pobre talvez alguém queira ver o que está acontecendo. O Brasil é o único lugar onde o consumidor não é ouvido e sim o empresário que quer o maior lucro possível vendendo a menor quantidade. Isto (e os impostos absurdos) explicam o preço que temos que pagar para ter os mesmos “luxos” que qualquer outro país civilizado tem.

  • CaU

    Aff gente….isso que é sofrer por antecipação, tudo boato nada confirmado. Sinceramente, acho que deviamos comentar o que temos hoje, deixe o resto para quanto acontecer.

  • Iron Junior

    Vixe.. Desse jeito vamos ter que esperar desbloquearem para poder comprar um “do bom” fora…

    Estava tao bom com aparelho das proprias empresas brasileiras… Pois voltemos ao mundo do iphone anterior (dependendode desbloqueio para atualizar).

  • leonardo

    afff…qual quer um vai ter um iphone vai virar um 1220 da vida todo mundo tem!……..o cara chega agora com iphone e pedem para mecher nele acha incrível…mas com um iphone do povão vai ser mais celular comum aí vao perguntar que celular voce tem voce vai falar iphone e a pessoa ira responder celular comum claro pq todo mundo tem!

  • Waldomiro

    Sinceramente, e sem sofrimento, acho uma grande bobagem. Se a Apple tivesse uma fábrica no Brasil e ela viesse a produzir apenas o iPhone simples, isso eu entenderia, mas o aparelho vem de fora, se houver demanda para o mais caro, vantagem para a Apple. Talvez as empresas de telefonia não queiram o aparelho mais caro por exigir mais da rede mas uma restrição desta da Apple é um tiro no pé. Acho essa história de só “refugo” para os países emergentes uma furada.

  • DiGo

    De qualquer maneira, não acredito que o preço do próximo iphone será menor que o preço do modelo atual.

    Desde quando as empresas que se estabelecem nesse nosso país nos acariciam? É aqui no BR que elas obtém os maiores lucros, pq nós, brasileiros, já estamos calejados de tanta esfolação e nem reclamamos mais (isto se já reclamamos algum dia…).

    Brasileiro paga pela etiqueta, não pela qualidade. Portanto, sendo GM, Ford, Apple, Samsung, Motorola etc, a maioria não se importa de pagar caro por um produto com esses nomes nas etiquetinhas, ou emblemas, mesmo sendo estes produtos desatualizados, ultrapassados, inferiores etc.

  • Lucas

    Ah, cara. Quando chegar perto de setembro vo compra o novo iPhone. Mas, eu quero o mais meneiro :P. Não quero esse aí de mercado emergente não. 🙁

  • heitor

    Eu até que gostaria, no Brasil não há mesmo infra-estrutura para isso, e sinceramente, quem usa 32GB?
    Isso é bom, pois abaixa o custo do aparelho, e consequentemente o preço.
    Eu compraria o modelo simples sem problemas, contanto que tivesse as mesmas mudanças de hardware e tudo mais.
    Mas essa é só minha opinião

  • Carlos Carvalho

    Eu custo a acreditar que a Apple lançaria duas versões do iPhone… Teríamos, então, três modelos em alguns mercados, o que geraria confusão. Como sabemos, a Apple busca facilitar ao máximo o lado do consumidor quanto à escolha de seus produtos, por isso não é do seu costume lançar várias versões de um mesmo produto… Poderíamos, sim, ver um outro modelo de celular, mas bem diferente do iPhone. Acho que faria mais sentido.

  • Se o futuro iPhone não for superior e melhor que o atual, nem compro. Pagar caro por algo simples é rotina mesmo do brasileiro, mas nesse caso eu tô fora. E outra, essa conversa de não usar os XX gigas ou das operadoras não terem tecnologia para serviços.. é conversa pra boi dormir de quem dá motivo e quer justificar sua opnião de que não vale a pena por isso e aquilo.
    Eu uso quase todos os gigas, preciso de mais e melhor hardware. Se não form compatível com minha necessidade, só não vou comprar.

  • Mário André Martins

    Eu acho improvavel isso, pois mesmo no países emergentes há pessoas com grana mais que o suficiente para comprar o modelo mais avançados (e também babacas apaixonados por tecnologia como esse vos fala) que estariam dispostos a comprar o iPhone mais avançado. Se eu lançar apenas um iPhone versão simples no Brasil, eu definitivamente iria recorrer a coisas como Turbo Sim e etc para ter o mais avançado..

  • Rick Dam

    Fora que seria uma salada de aplicativos incompatíveis entre as várias versões: iPod Touch, iPod Touch 2G, iPhone, iPhone 3G, iPhone 3G Pro (será esse o nome?), iPhone 3G Pro Chulé.. Tomara ou que esse boato seja infundado ou que lancem os dois no Brasil, a não ser, como já citaram aqui, que as diferenças sejam apenas de capacidade de memória e tecnologia de acesso a dados.

  • Pedro

    Isso não tem o jeito da Apple. Improvavel.

  • Difícil de acontecer.
    A Apple jamais lançaria de propósito um produto pior do que o outro, pela simples vantagem de preco. No mínimo isso aconteceria pelo tamanho.

  • Markim

    Um jeito fulo de dizer que países mais lascados n podem ter o mesmo iphone que o deles.

  • Nakita

    A apple não vai nem a pau apresentar dois tipos de iphones assim, com diferenças gritantes no hardware, ainda mais se tratando de conectividade. No máximo tera as costumeiras versões de capacidade, e provavelmente uma das sera o de 32. Mas não tiro total a razão, quem sabe num primeiro momento será lançado apenas o mais simples, para que um tempo depois lancem o “bonzão”, e aí não duvido nada que esse não vai ser comercializado aqui, não por decisão da apple, mas sim por conta das operadoras.

  • Vicente

    Eu acharia no mínimo ridículo a Apple fazer isto. Mesmo que no Brasil ainda não tenha redes melhores, acho que a Apple não fabricaria 2 modelos diferentes do mesmo aparelho. Acho que o custo de ter 2 aparelhos diferentes seria quase o mesmo de se fabricar um só modelo…

  • Minha opinião é de que serão dois iPhones sim, assim como é hoje.
    Mas o diferencial não será um hardware mais básico, a não ser a capacidade de armazenamento.

    Eu acho que a diferença vai estar nos acessórios, um vai vir como vêm os de hoje e nada mais (fones de cabo) e o outro terá os fones sem fio bluetooth stereo.

    iLex, ninguém supõe a possibilidade de uma bateria removível?

  • Jonas, uma bateria removível significa aparelho maior em tamanho, coisa que a Apple abomina. Mas você sente realmente falta de tirar a bateria?

  • Vicente

    iLEX,

    Mas não dá pra esquecer que ano passado, se não me engano, foi aprovada uma lei pela ANATEL que daqui 3 anos, todos os celulares vendidos no país terão de ter bateria removível e um carregador universal.

    Agora, não sei se isso realmente entra em vigor ou se é só papo furado deles. Pois vi no jornal nacional uma vez que a Anatel estava procurando impor uma lei de que todos os celulares teriam de ter bateria removível…

  • Vicente

    Mas, considerando que a Apple vai lançar mais modelos até lá…hehehe

  • Eddy

    Tragam os 2 qual é grande problema as pessoas escolhem qual elas vão querer comprar

  • Vicente, não sei qual é a posição da Anatel, mas na Europa eles já caminham nesta direção:
    http://www.blogdoiphone.com.br/2008/10/a-bateria-do-proximo-iphone-podera-ser-removivel/

    Eu acho que mais cedo ou mais tarde a Apple vai ter que ceder. Mas até agora, nenhuma fonte revelou nada a respeito.

  • marcos

    Se vender so o basico aqu vou comprar por sites

  • hahaha, só rindo mesmo, como sempre o Brasil fica por último.

  • Camargo

    Desculpe-me, mas acreditar num tipo de “estratégia de marketing” dessas é o mesmo que acreditar no lançamento de um “iPhone Nano”.

  • Alcemir

    Não…qq isso… um absurdo!! o “Brasil com o mais simples” desculpa iLez a lógica é péssima!

  • Eu mesmo não sinto falta iLex, só perguntei por que acho que é uma possibilidade justamente por uma questão ecológica e acho que a apple é bastante ligada nisso também.
    Sobre a diferença de hardware eu vejo da seguinte forma:
    Os mercados mais importantes para a apple são EE.UU. e Europa, nessas duas regiões as operadoras estaram sempre a frente em que se refere a tecnologia, então acho que seria pouco interessante produzir um equipamento diferenciado (nesse caso inferior) pensando nas regiões onde a estrutura tecnológica é de segunda, já que as vendas nestes países não são tão representativas como nos paises mais ricos…
    É mais barato (e é a linha que a Apple costuma seguir) produzir o mesmo hardware para todo o planeta e as funções que não são úteis hoje serão amanhã.

    Por isso acredito na idéia de um modelo de 16Gb com fones convencionais e um de 32Gb com fones bluetooth stereo.

    o restante imagino que será igual, com a única possibilidade de que um tenha duas câmeras e o outro apenas uma.

  • Marcos

    So nao adianta ele custar 300 dolares e chegar aqui a 3000 reais… isso que nao pode acontecer denovo!!!!

  • Martins…

    Sei… e provavelmente essa versão mais simples seria chamada “iPhone Starter”…rsrsr Se houver uma grande diferença de hardware, o desenvolvimento para iphone vai passar a ser um pesadelo para os desenvolvedores. Acredito que as diferenças serão de capacidade e acessórios, como disse o amigo Jonas Amadeo. E torço para que sejam somente essas…

  • TiagoSouza

    Opinião de analista geralmente não se confirma… =P

    *crossing fingers!*

  • Brasil, Rússia, Índia e China. Que interessante, sao os paises que compoem o atual BRIC, o interessante é que se até 2050, se o BRIC seguir como planejado fará do brasil o país com a Quinta maior economia do mundo… e até 2020, o BRIC seria uma forte união, com nome poderoso e conhecido… Legal ç-)

  • Esse analista é louco?
    Brasil, mesmo sendo o que é, é um dos maiores consumidores de tecnologia do mundo. As pessoas aqui fazem acontecer para comprar o que querem. E celular é uma delas!
    Um fato para isso, foi o V3 aqui no Brasil, que veio custando 1500 reais e as pessoas compravam mesmo assim.

  • Welton

    kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Analista : – Faz um simples para os indios! =P
    fala serio…