Notícias

Reflexões sobre a promoção da TIM

iPhone com a TIMSem querer puxar a brasa para a TIM ou para quem quer que seja, mas finalmente uma operadora brasileira fez a coisa certa: não tentar ganhar no aparelho e sim nos serviços de comunicação, que aliás é essa a função principal de toda a empresa de telefonia. Como disseram em um divertido comentário do outro artigo, “até parece país de primeiro mundo“.

Claro que é exagero e ninguém aqui é ingênuo de pensar que a TIM está fazendo isso porque “é boazinha com a gente”. Ela apenas arranjou outra maneira de ganhar dinheiro com o iPhone. E de forma muito inteligente, diga-se de passagem. Ela fez o que nós aqui pregamos desde o dia 25 de setembro de 2008, quando foram divulgados os preços da Claro e da Vivo: não é porque o telefone é popular que eles têm o direito de abusar no preço dele.

Vamos analisar aqui o quanto esta promoção é justa ou não e quão diferente é em relação às outras operadoras que vendem o mesmo telefone.

Antes de tudo, vamos deixar uma coisa clara: esta promoção obviamente não é para qualquer um. Se você não gasta nem perto disso por mês, realmente vai se decepcionar, pois nada mudou. Mas acreditem, tem muita gente que consome isso (em porcentagem é uma minoria, mas em números absolutos é muita gente). E se você esperava ganhar um iPhone de graça gastando somente 50 reais por mês, me desculpe, mas você está no mundo errado. Eu também não gosto dele assim, mas a realidade é essa.

Se querem saber, eu também não posso me dar ao luxo de aproveitar uma “promoção” dessas, mas mesmo assim isso não nos impede de analisarmos as possíveis consequências desta nova jogada no mercado brasileiro de iPhone.

A primeira coisa que me chamou a atenção foi que isso fez cair por terra os argumentos de que “o iPhone não pode ser 100% subsidiado por causa das altas taxas de importação brasileiras“. Com essa conversa para boi dormir, as concorrentes aproveitaram para cobrar um preço abusivo pelo aparelho. Ou alguém aqui vai dizer que não é abusivo cobrar R$900 no iPhone e ainda obrigar a pagar R$585,00 por mês? E por que outros aparelhos também vindos do exterior não sofrem do mesmo problema?

Basta fazer uma visita rápida aos sites da Claro, Vivo e TIM para fazer uma comparação entre as três distribuidoras do iPhone no país. Os preços variam de Estado para Estado, mas em alguns casos a promoção do iPhone gratuito realmente vale a pena.

Muitos tentam multiplicar as mensalidades por 12 e comparar com o preço do aparelho no pré-pago. Mas o erro está justamente no fato que esse cálculo esquece de que o valor é pelo serviço, não pelo aparelho. Quem usa, sabe que um iPhone sem conexão internet não é a mesma coisa e quem opta por pagar menos também abre mão de várias vantagens que o aparelho naturalmente proporciona.

Se nos colocarmos no lugar de quem precisa usar intensamente o iPhone por mês e já paga uma mensalidade como esta, poder ter o aparelho sem pagar nada já é um grande diferencial em relação às outras operadoras.

Não são muitos países no mundo que oferecem o iPhone de graça de acordo com a mensalidade. Mesmo com realidades diferentes, podemos fazer uma pequena comparação em valores absolutos. Na Alemanha, por exemplo, você precisa assinar um plano de dois anos pagando R$355,00 por mês para poder comprar o aparelho a 1€. Na Gran Bretanha você até consegue um preço econômico, mas lá a realidade telefônica sempre foi especial, não tem como comparar. Em outros países como EUA, França, Canadá, simplesmente não há opção de aparelho gratuito, por mais que você pague de mensalidade.

Por isso, independente se temos condições de aproveitar a promoção ou não (o ser humano tem tendência a menosprezar aquilo que não pode ter), é uma ótima notícia para o mercado nacional. Tomara que as outras operadoras adotem o mesmo caminho, pois, como eu disse no início deste artigo, empresa de telefonia tem que vender serviços, não aparelhos.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Tomaz Antonio

    iLex Disse:

    “empresa de telefonia tem que vender serviços, não aparelhos”

    Bem, na minha opinião a afirmação não é 100% absoluta, pois qualquer empresa em qualquer lugar do mundo visa o lucro (Claro exclui-se aí as entidades sem fins lucrativos) e sobre tudo visam se proteger de prejuízos. Portanto não é “ilícito” ganhar dinheiro na venda do aparelho (Lembre-se que você terá que comprá-lo de qualquer forma), como também não podemos esperar que alguma operadora dê o aparelho para o cliente sem esperar que o faturamento deste cliente supere o investimento feito nele (Minutos + Rede + Aparelho).
    Portanto pessoal, não há mágica, filantropia, ou pensamento político-filosófico. O mercado é capital (R$) lucro e retorno de investimento, e cabe a cada um avaliar se vale ou não assinar um contrato de fidelidade sob as condições ofertadas pela operadora para “ganhar” um determinado aparelho.
    O Mercado é livre, a sua escolha é livre (e cada vez mais, “5 operadoras móveis, portabilidade, aparelhos desbloqueados….”), e você é livre!
    Faço outra citação de um colega de blog, que diz “…O Cara economiza 4 meses os R$ 360,00 e compra um Iphone…”, Ótimo, se o “cara” entender que dessa forma é melhor e mais justo para ele! Isso é liberdade e isso é mercado funcionando como deve ser.

    • Concordo, Tomaz.
      E claro que a operadora tem que ter lucro. Mas as outras cobram pelo iPhone até mesmo em seu plano máximo, onde a margem de lucro por si só já é grande. Isso que sempre achei um absurdo.

      Não quero defender a TIM, mas espero fortemente que as outras sigam o exemplo.

  • Di4blo

    Desculpe iLex, mas eu fui ao site da TIM e não encontrei essa promoção. Quando eu cliquei em iPhone 3G, apareceu: APENAS 699,00 (8gb) no plano TIM iPhone 500. No plano TIM iPhone 100 esta 1299,00 (8 gb) e claro, mais a taxa mensal.

  • Claudio Bauer

    iLex

    Parabéns seu texto é de uma lucidez e de um brilhantismo extremos.

    Já faz tempo que as empresas de telefonia deveriam ter entendido que o negócio deles é vender serviços e não aparelhos. O lucro deve vir daí.

    Na Inglaterra, por exemplo, a grande maioria dos provedores de acesso à Internet são gratuítos. Eles são remunerados pelo tráfego telefônico que geram.

    Um abraço e parabéns pelas colocações.

    Cláudio

  • Rafael nogueira

    É tomas, mas mesmo assim temos que tirar o chapéu para a tim por ser a unica a fazer o que todas deveriam!

    E sempre tem os “críticos” de notícias que não são boas só para eles! É vantagem para uns… Então é notícia boa! Foi igual com a do BBB, alguns falando que era uma merda ter o site adaptado para o iphone… Tem quem goste, então, notícia boa, já que não prejudica ninguém!

  • Olavo

    O pior nao eh dar o iphone 3G “de graca”…e sim nao avisar ao comprador que ele nao tera a rede 3G disponivel… somente o Edge… que nao serve pra nada…com seus 100kbps….pelo menos esta eh a realidae em Campinas-Sp em Marco de 2009…ainda noa temos 3G pela TIM oficialmente e funcionante

  • Vicente

    Era bom mesmo que todas pudessem ao menos oferecer preços mais baixos do que os práticados nos seus planos.
    Eu realmente não gasto, e nem preciso gastar R$350,00 reais em telefone, porque não dependo disso.

    Iria aplaudir as que baixassem seu preço. Porque R$350,00 na TIM, por favor, se tiver operadora pior em serviços me avise!

    Mas antes que venham criticar meu comentário, e vir novamente discutir sobre BBB, saibam que eu acho boa essa atitude, pra quem atura os serviços da operadora.
    Cada um tem seus limites, tanto em crédito financeiro, quanto em paciência com serviços prestados.

  • PoolS

    Como a Tim foi a última a lançar o iPhone, perdeu o bonde da novidade, agora tem que correr atrás de prejuízo, visto também que os planos normais estão mais caros que a concorrência. Quem está aproveitando hoje são os que tem bônus/créditos.
    E realmente, se compararmos com outros países, o custo Brasil não está assim tão elevado. E mesmo eu tentando, não consigo comparar o iPhone a um telefone convencional, como o Samsung Omnia ou o N95/6. Depois de ter uma experiência iPhone, os outros nem de graça eu quero! 😀

    Até mais,

  • Thiago Igor

    O problema nao eh o preco do aparelho da tim e mesmo que vc pague pelo servico vc tem que somar no final do contrato o valor do aparelho e da conta!! Isso sim diz qto vc vai gastar!!! Fora que 60 a 80% das ligacoes sao so pra tim. Pq eu vou kerer um plano p falar so com outros celulares Tim??? Porque tenho q me sujeitar???? E a Claro, pior ainda…seus planos iphone trm os minutos destinados so pra claro! Eh o cumulo!

  • Lucas

    Desculpe, mas não concordo com vocês.

    Acho um absurdo um aparelho que cusa lá fora já com um plano $199 chegar aqui por R$1899.

  • Lucas

    Corrigindo:

    Acho um absurdo um aparelho que custa lá fora já com um plano, $199, chegar aqui por R$1899.

  • thiguba

    Ganhei um iPhone 3G 8gb de graça da Tim. Sou cliente a algum tempo e tenho valor de conta entre 300 e 500 reais. Liguei na central de relacionamento e disse que queria o iPhone e que a Claro estava me oferecendo o aparelho de graça. Depois de algum tempo e esforço do atendente, ele disse que me daria sem custo. Inclusive já recebi o aparelho. E a nota dele veio no valor cheio: R$ 2.444,00. Eles ainda pagam R$ 439,92 de ICMS.

  • André

    Até acho legal essa promoção da TIM.
    Mas ela tem que melhorar muito sua cobertura e serviços para valer a pena.
    Tive o plano corporativo da TIM e só tive aborrecimentos, só fora de sinal, nunca conseguia receber ou fazer ligações.
    Por isso que devem estar fazendo esse tipo de promoção, para compensar essa deficiência.

  • Lorena

    A Tim em Pernambuco é a que tem o melhor sinal! E sempre é possível conseguir aparelhos de graça ou com desconto quando vc liga pra lá, dependendo do tipo de conta eles fazem ótimos descontos. A maioria das pessoas aqui trocam de celular assim.

  • Ricardo By Japan

    …P/ começar ninguém dá nada de graça p/ ninguém…
    nem aqui no Japão e nem nos EUA, não ta dando celular de graça, ainda mais Iphone 3G…

    isso aé não passa de Marketing 😉 um metodo inteligente de atrair o publico e vender em dobro… eo mesmo metodo que paises de Primeiro mundo utiliza…

    Diz que é de graça, mais você tem que ter um contrato de no minimo 2 anos, c/ um valor “X” Mensal…
    E se você fizer as contas, vai ter um valor minimo, cobrado pelo aparelho que se dize ter sido de graça…
    ou seja seu Iphone está financiado em 24x ;)!

    Abraços

  • Tomaz Antonio

    Amigo Ricardo By Japan;

    Claro, mas não pode ser diferente! empresas têm que dar lucro, pagar seus fornecedores, funcionários, cobrir despesas fixas diretas e indiretas!

    O que não dá pra entender é alguém pensar diferente disso! Eu convido quem pensa diferente, à montar uma operadora de celular e começar à oferecer aparelhos de graça, planos sem assinatura, minutos sem custo.

    Ora pessoal! essa é tão antiga mas ainda vale: “Nem relogio trabalha de graça, você precisa dar “corda” nele!”

  • pauloroberto eleutério mousinho

    acho que a tim poderia lançar um plno como 10 vezes mais para interubanos..gasto em media 550,00 por més, ou lançar um plano especial quem gasta mais como eu aguardo resposta..PAULO ROBERTO ELEUTÉRIO MOUSINHO…

  • pauloroberto eleutério mousinho

    acho que a tim poderia lançar um plano como 10 vezes mais para interubanos..gasto em media 550,00 por més, ou lançar um plano especial quem gasta mais como eu aguardo resposta..PAULO ROBERTO ELEUTÉRIO MOUSINHO…