Notícias

Procon diz que taxa cobrada pela Claro é irregular

Já era óbvio, mas agora é oficial: segundo o site WNews, um diretor de atendimento do Procon-SP disse que a taxa cobrada pela Claro é irregular, por exigir uma reserva sem fornecer informações suficientes para o cliente, como preços e condições de planos.

Segundo o artigo 31 do Código de Defesa do Consumidor, “a oferta e apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidade, composição, preço, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores“.

A Claro não forneceu nada disso e agora vai receber do órgão regulador um pedido de esclarecimentos sobre sua política de reservas. Se ficar comprovado que essa exigência da operadora prejudica o consumidor, ela será multada e terá que suspender a taxa.

Foi o que eu disse antes: os consumidores possuem uma força muito grande. Por mais que as operadoras tentem nos impor a regra delas, somos nós que decidimos de aceitar ou não.

E isso é só o começo. Eles vão ver o que faremos se resolverem cravar a faca nos preços do iPhone. 😉

[dica da Carla Meireles e do Allan Amorin]
Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar