Notícias

Financial Times mostra que não precisa da Apple para fazer sucesso no iPad

Interessante a notícia, que pode inclusive influenciar outras publicações. O jornal Financial Times, que em junho decidiu sair da App Store para tentar implementar uma página internet totalmente em HTML5 (com aparência e interatividade de um aplicativo nativo), declara agora que o acesso pela página no iOS já é bem maior que aquele feito pelo app. Foram 700.000 usuários até hoje.

Este ano, a Apple comprou uma bela briga com editores de jornais e revistas ao colocar regras na App Store que obrigam as assinaturas a oferecer uma opção de compra pela loja virtual (leia “O que mudará na assinatura de revistas digitais no iPad“). Isso porque a Maçã não estava contente com o fato de muitas revistas estarem vendendo assinaturas diretamente em seus sites, não repassando nenhuma porcentagem para ela.

Outra limitação que a Apple implementou foi a possibilidade do usuário escolher se quer ou não passar suas informações aos editores no momento da assinatura, o que os deixou bem descontentes. Ter informações como nome, endereço e email dos clientes é uma forma das empresas enviarem propagandas e venderem produtos.

Isso tudo incentivou o Financial Times a direcionar todas as suas assinaturas para seu website, totalmente adaptado ao iPad. E o trabalho deles realmente impressiona. Ao abrir o site app.ft.com pelo tablet ou pelo iPhone, diversos avisos mostram ao leitor como transformar a página em um webapp, com ícone na tela de início.

Ela leva o usuário a adicionar um ícone como se fosse um aplicativo, para que o Safari fique invisível quando o site estiver aberto.

O interessante é que o webapp pede autorização para aumentar o tamanho do banco de dados do Safari, para poder guardar em cache todos os dados necessários para a visualização otimizada das interações.

Isso permite que a página tenha menus e popups iguais a um aplicativo normal.

A solução encontrada pelo Financial Times foi realmente uma aula para os diversos editores que reclamaram das regras da Apple, podendo inclusive originar mais adeptos ao formato.

E o engraçado que a ideia de investir em aplicativos web no lugar de apps nativos era o que tinha em mente Steve Jobs, no lançamento do iPhone em 2007. Foi a pressão do jailbreak que forçou a Apple a criar a App Store com aplicativos de terceiros, que depois se mostrou a revolução no mundo dos celulares.

via Macstories

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar