Notícias

Em fevereiro, iPhones sem Apple Pay poderão ser usados como bilhete de metrô em Paris

Diversas cidades do mundo, inclusive no Brasil, estão implementando pagamento com o Apple Pay nas catracas de seus metrôs e ônibus. Mas isso tem seus inconvenientes. O turista pode usar o serviço sem precisar comprar o bilhete, mas paga cada viagem individualmente com seu cartão de crédito, pelo preço cheio, sem descontos.

Em Paris, o sistema de transporte oferece pacotes para residentes e turistas, que permitem por exemplo viagens ilimitadas durante alguns dias, com um preço fixo. É o chamado cartão Navigo.

A partir de fevereiro, será possível registrar este cartão de descontos no Wallet do iOS, permitindo passar nas catracas dos trens e ônibus da capital francesa mesmo se a bateria do aparelho tiver acabado durante a jornada.



O recurso não é novidade e já está implementado no iOS há algum tempo. E não tem nada a ver com o Apple Pay.

Se chama Transporte Público Expresso e usa o NFC do iPhone para validar catracas em estabelecimentos e transporte público.

O princípio é simples: tudo o que precisa fazer é passar o iPhone bem ao lado do sensor dedicado das catracas para abri-las. Tudo funciona como os já tradicionais cartões de acesso, tanto que o usuário não precisa nem ao menos ativar a função ou autorizar biometricamente o uso. Basta passar o aparelho e a catara abre.

O cartão é recarregável e pode ser gerenciado pelo aplicativo. E caso o aparelho tenha desligado sozinho por falta de bateria, a reserva de energia ainda garante que o bilhete eletrônico funcione por algumas horas.

Seria muito, muito legal se este tipo de iniciativa fosse adotada também aqui no Brasil.

Via
Le Parisien

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo