No seu primeiro aniversário, Apple Watch vendeu duas vezes mais que o primeiro iPhone

Não parece, mas ontem completou um ano que fizemos aqui a cobertura do lançamento do Apple Watch. Doze meses se passaram e as vendas, apesar de nem chegar perto aos números atuais do iPhone e do iPad, já ultrapassaram aquelas do primeiro iPhone, em 2008.

A Apple não divulga os números precisos das vendas do Watch (segundo ela, para não dar informações demais para a concorrência), mas alguns analistas estimam que cerca de 12 milhões de relógios já foram vendidos no mundo inteiro. Isso é o dobro do que o primeiro iPhone vendeu no primeiro ano.

Tenho minhas dúvidas se esta comparação é justa. Afinal, o iPhone, quando foi lançado, era algo completamente novo e precisava ainda convencer as pessoas que aquela coisa toda diferente era o futuro dos celulares. Hoje, o público da Apple já está formado e teoricamente o Watch pegaria carona do atual sucesso do iPhone. Se esta comparação foi feita por teoricamente ser um dispositivo novo no mercado, então ele perde para o primeiro iPad, que vendeu 14 milhões no primeiro ano.

Alguns vão dizer que esses números são decepcionantes, outros por sua vez dirão que são muito bons, comparados com a concorrência. O faturamento anual da Fitbit, por exemplo, foi de 2 bilhões de dólares. O Apple Watch, sozinho, faturou três vezes mais. Nunca um outro smartwatch vendeu tanto, se compararmos as estatísticas. Tudo depende da referência que você adotar.

É claro que as expectativas de todos é que a Apple sempre lance algo revolucionário, que mude todo o mercado de novo. Mas se pensarmos nesse sentido, as chances de nos decepcionarmos serão grandes, por mais que os números sejam bons.

via WSJ

Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Wellington Alves de Lima

    Deve-se levar em conta que estamos falando de um produto mais restrito, focado em público de maior renda. Tanto que a estratégia de lançamento foi buscar parcerias com grifes de luxo e esse pessoal não vai querer usar algo que todos usam. Daqui a pouco a Apple lança seu carro e vai ter críticos dizendo que não vendeu 1 milhão no 1º anos, como se fosse possível!

    • Na verdade as parcerias com grifes de luxo não foram tomadas apenas com o sentido de tornar o Apple Watch um objeto único, a grande razão foi para popularizá-lo enquanto objeto de moda e para também adentrar no gosto feminino. Sobre o que disse, quanto a ser um gadget restrito, isso não vale para os Estados Unidos, local onde é possível avistar o Apple Watch em pulso de qualquer pessoa, de renda mais simples à renda mais alta.

      • Wellington Alves de Lima

        Realmente, nos EUA não dá pra considerar um produto restrito a ricos. Lá, basta um atendente do Mc Donald se organizar por alguns meses e compra o seu.

        • Carlos Alberto

          Por alguns meses?! Basta apenas 2 meses de uma simples e consciente economia pra já poder adquirir. Nós que vivemos no país da piada, sequer poderemos cogitar em muitos casos.

  • Anderson Camões

    Um smartwatch não faz a cabeça de tanta gente. Muitos não praticam exercícios, que é unidos pricipais apelos do mesmo.
    O iPhone entrou no “Oceano Azul”. Todos usavam celular e ele entrou no mercado como algo revolucionário, fazendo que que muitos desejassem trocar seus celulares por ele.

    No mundo atual, a quantidade de pessoas que usam relógio é muito menor, entre público feminino, menor ainda.

    Eu ainda tinha gosto por relógios. E confesso que desde o Apple Watch, todos eles estão na gaveta.

    • Carlos Frederico

      Eu usava relógio no passado quando tive um que trouxe dos EUA que tinha cronômetro, etc… isso foi quando eu tinha 14 anos! Hoje tenho 33…
      Aí eu usei esse relógio preto até os meus 17 anos, quando tive um celular da nokia que fazia mais do que ligar: tinha hora, joguinho, etc. Não deu outra: meu relógio, que estava velho já, foi pro lixo.

      E aí nunca mais usei relógio até chegar o Apple Watch… que na realidade sempre definiu o que eu queria: um mini-computador de pulso e não propriamente um relógio. Desde então eu e meu Apple Watch somos inseparáveis.

      • Jayme Ricardo

        Queria tanto um…. kkkk

  • Gustavo

    É sensato que se considere o fato do iPhone, em sua primeira geração, ter sido disponibilizado apenas nos Estados Unidos, com a adição de outros poucos países em seguida. Bastante diferente do Watch, oferecido em mercados de dezenas de países (incluindo China). Tomadas as devidas proporcionalidades, o Watch vendeu aquém do primeiro iPhone.

    • Fabio De Campos Zenari

      Concordo, além disso a Apple não tinha na época o mesmo status e público fiel que possui hoje.
      O Iphone foi uma aposta que deu muito certo, hoje é o grande carro chefe financeiro da empresa.
      Eu particularmente não me interesso pelo watch devido a qualidade dos materiais usados no aparelho, vi muitos relatos e fotos dele com oxidação após certo tempo de uso, claro que um gadget para ser usado no pulso enfrenta suor, mas mesmo assim não justifica pois é um produto caro que após meses terá seu design prejudicado por um desgaste rápido.

  • Anderson Campos

    Ainda não comprei o meu por falta de grana mesmo, senão já estava com um…

  • Kingsley Morais

    Concordo bastante com a discussão .O Apple Watch é um dispositivo muito mais restrito do que iphone e ipad, tanto em características quanto em público, e essa realidade não está apenas no dispositivo da Apple mas em qualquer outro smartwatch do mercado. É comum eu ouvir um amigo dizer que o Apple Watch não lhe enche os olhos, e ele é um aficcionado pela empresa da Maçã. Já eu sou um usuário tradicional, que por sinal acabei de começar a usar o iOS e sempre fui apaixonado pelo conceito de Smart Watch, ainda mais depois que fui descobrindo a interação do Apple Watch com iPhone.

  • Luiz Gustavo Nogueira Barcelos

    Eu sou um dos que não fiquei apaixonado, a primeira vista, pelo apple watch. Porém, mês passado estava nos EUA e resolvi comprar, pela oportunidade mesmo, e estou amando! Eu amo usá-lo apenas como relógio, que é o que uso mais. Fico quando o mostrador toda hora, e isso é bem divertido. Não sou um cara que faz exercícios, porém hoje eu resolvi fazê-lo apenas para ver como ele se porta em sua principal função, e achei ótimo. Acho válido o pessoal procurar sempre por algo revolucionário, até porque o aparelho é bem caro, porém, as vezes, a simplicidade não é um defeito. Eu hoje amo meu apple watch e to louco pra comprar novas pulseiras pra ele. =D

  • pra mim, não da para comparar as vendas do Watch com a do iPhone, que nasceu pra ser usado a partir do pressuposto que todos precisam de um celular como necessidade básica.
    Muitas pessoas não usam relógio, e pelo contrario, cada vez mais diminui as pessoas que a usam, devido ao forte crescimento dos próprios smartphones.
    Acho considerável, compara-lo ao iPad, que é algo que nem todos usam, mas que a Apple mostrou para o consumidor que é importante (ou interessante) o consumidor adquirir um!

    E digo mais, considero que a Apple lançou o Watch antecipado demais. Ele ainda não estava pronto pra ser lançado. Um relógio que tem a intenção de revolucionar o mercado, não poderia ser lançado com uma bateria que dura 24hrs, e não é considerado pela propia Apple a prova da água! É como se a Apple lançasse o iPhone Classic sem uma camera de tirar fotos, com uma bateria de 12hrs! O iClassic não teria tido o mesmo brilho.

    • Luiz Gustavo Nogueira Barcelos

      Mas a bateria dura umas 48 horas, experiência própria. Comprei achando que fosse durar pouco também, mas me surpreendi.

      • Assim como vc pode tomar banho de piscina com ele, como se ele fosse a prova d’agua. Mas a Apple não o considera 😉

  • Alan Patrik

    Não gostei muito dessa última atualização do blog. No celular ele fica meio bagunçado.

    • Não é atualização, é bug.
      Estamos há horas tentando arrumar e ainda não descobrimos o que está acontecendo.

  • Ronilton Ayres

    O site não tem mais versão mobile?

    • Estamos há horas tentando arrumar e ainda não descobrimos o que está acontecendo.

      • Ronilton Ayres

        Entendi já pensei que era meu celular ???

  • Esdras Mix

    O Watch de vocês quando recebe uma notificação acende? ou só vibra? Queria que acendesse, sabem se é alguma configuração?

  • Luis Gustavo

    Se a Apple não divulga o numero de aparelhos vendidos, como chegam a esses números???? igual contam pessoas em manifestações? para organizadores 400 mil, para a policia militar mil pessoas?? Pergunto para entender mesmo porque não faço a mínima ideia….