Gradiente iphone

Quando se descobriu que o iPhone 6 tinha somente 1GB de RAM, muitos reclamaram. Afinal, já tem aparelhos Android com 2GB e até 3GB de RAM, e isto significa que o dispositivo é muito mais eficiente e rápido, certo?

Errado.
Um estudo comprova que a Apple não está tão errada assim em limitar a quantidade de memória de seus dispositivos, pois seu sistema gerencia muito melhor a memória RAM que aparelhos com Android.

Antes de tudo, é preciso lembrar que colocar mais memória RAM em um dispositivo não é uma decisão simples que se decide na mesa de um bar, com os amigos. Mais RAM significa também maior consumo de bateria, além de um custo um pouco maior (mesmo considerando que os preços de memórias flash caem todos os anos). E como estes dois fatores são o calcanhar de Aquiles da Apple, a decisão toma ainda mais importância.

Mas a beleza de tudo isso é que mesmo aparentemente ficando “atrás” da concorrência (como muitos haters adoram dizer), o iPhone consegue ser mais eficiente e responsivo. Um recente estudo mostra que dispositivos Android, na verdade, precisam ter mais RAM para que o sistema tenha um desempenho no mínimo aceitável. Isto porque o Android tem grandes problemas no gerenciamento de memória do aparelho. E o fato dos aplicativos utilizarem Java não ajuda nada nisso, pois eles precisam de uma maior quantidade de memória para o processo de Garbage Collection, necessitando muitas vezes do dobro de memória.

Quora

O que isto significa? Que aplicativos terão mais dificuldade em abrir e se manterem abertos em um dispositivo Android com 2GB do que em um iPhone 6 com 1GB de RAM. Um vídeo compara três dispositivos distintos (um Galaxy S5, um iPhone 6 e um HTC One) em testes da vida real: eles calculam o tempo que os aplicativos levam para abrir, considerando o número de apps abertos em segundo plano. Com exceção do iPhone, os outros dois possuem 2GB de memória RAM. Confira o resultado e se surpreenda:

Como se vê no teste da vida real, o iPhone se mostra muito mais rápido nas respostas, mesmo com vários apps já abertos. Isso porque o sistema iOS tem uma maneira diferente de gerenciar a memória, dando prioridade àqueles que estão ativos e deixando “congelados” os que ficam em segundo plano.

E, convenhamos, um aparelho que possui 2GB de RAM demorar mais de um minuto para fazer a mesma coisa que outro que “só tem” 1GB, é vergonhoso, não? Dispositivos com Android precisam ter mais memória RAM e, consequentemente, suas baterias também são maiores por causa do consumo maior. Mesmo assim, nós acabamos de ver que o resultado ainda não é o mesmo de um iPhone.

Por isso, mais uma vez, tome cuidado ao avaliar somente as especificações técnicas dos aparelhos. Nem sempre elas, por si só, correspondem a uma melhor experiência do usuário.

via Cult of Mac