Rumores

Códigos internos no beta do iOS 8 apontam para um dispositivo com altímetro e barômetro

Altímetro

Ninguém sabe com certeza como será o próximo iPhone, a não ser os rumores que podem tanto estarem certos, como errados. Mas uma pista encontrada no interior do futuro iOS nos faz acreditar que algum próximo dispositivo da Maçã possa trazer um altímetro e um barômetro embutidos no aparelho.

A novidade estaria prevista para fazer parte do aplicativo Bússola do iOS, que já conta com um nivelador. Nada garante que estes sensores viriam em um iPhone, mas visto que o aplicativo Bússola só existe para ele, é uma forte possibilidade. O altímetro serve para medir a altitude que o aparelho está, enquanto o barômetro mede a pressão atmosférica do local. Coincidência ou não, a foto acima foi tirada de uma das atuais campanhas do iPad, “Expedições do mais alto nível“.

A Apple foi a primeira a incluir sensores em celulares. A primeira geração do iPhone trazia sensores de proximidade e luminosidade, além do acelerômetro, que depois viraram padrão no mercado de smartphones. Depois veio o giroscópio e, por úlitmo, o sensor de impressão digital (Touch ID).

códigos

Nada descarta que estes códigos presentes no iOS possam ser referentes também a um futuro dispositivo de pulso. Quem sabe?

via 9to5mac

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Maksson Charamba

    acredito mais em um dispositivo de pulso…mais fácil de ser manipulado em esportes e aventuras…

    • Anne Beatriz

      eu acredito mais q ele seja algo direcionado à esportes e não um iwatch como os do mercado, tipo o gear.. Até porque quem é que precisa de um troço chato que é dispensável? Ao invés de olhar pra aquele gear, eu olho pro celular logo de uma vez, não é prático. Mas quando pensamos em um atleta praticando, isso muda… Poderia até ser uma braçaceira.

      • joao

        Discordo. Canso de ligar para minha namorada e ela estar com o celular na bolsa e não escutar. Minha mãe idem. Se forem capaz de colocar algo em um “relógio” feminino, e que seja bonito “leia-se, que elas usem”, para mim, seria de extrema utilidade.

        • Anne Beatriz

          mas o trampo de caçar o celular na bolsa é o mesmo! mais fácil comprar o anel que indica notificações que vimos aqui no BDI..

          • joao

            Não falo que vai ajudar a “caçar”. Depois tu caça, pior é nem saber que eu to tentando contactar, e só perceber horas depois quando for pegar o celular pra fazer alguma coisa e ter 10 ligações perdidas.

            E tanto o relógio como a jóia tem que agradar principalmente pela beleza. Acho que neste caso a jóia é ainda pior. Mas funcionaria igual sim. Mas dizer que é dispensável, pra mim não seria, com certeza.

  • Junior Manoel

    Quero tanto um iWatch!

  • João Grillo

    Como sempre Apple precursora ditando as tendências. Apostando no iWatch dessa vez.

    • Zigotto

      Depois temos que agüentar a Samsung copiando estes recursos descaradamente, e seus fanboys falando mal da Apple

      • Fabio

        Só se a Samsung tem o poder de voltar no tempo pois isso já foi implementado por eles tem tempo.

        E sobre o touch id, desde quando a Apple foi precursora?

        • Matheus Rezende

          Fabio, é fato que um sensor de digitais não é novidade, mas com a praticidade do Touch ID, ninguém tem. Quanto ao Galaxy Gear, acredito que a Samsung só tenha lançado pelo fato de haver fortes rumores na época sobre o “iWatch”.

        • Demanesth

          O problema não é ser o inventor é ver a Samsung esperar alguém implantar para usar naqueles trambolhos horríveis

        • Zigotto

          O fanboy da Samsung!!!
          O que você está fazendo num blog da Apple?
          Vai falar essas bobagens num blog da Samsung.

          • Fabio

            Sou um fanboy só porque não sou um idiota que fala mentiras sem conhecimento da causa?

            E mais: mesmo que não tivesse um iphone, não poderia ter Ipad, imac e etc?

            Aliás, não poderia entrar aqui se não tivesse nada da marca?

            • Zigotto

              Se for para falar bobagens, na minha opnião, não.

    • Jackson Freire

      O que é iWatch? Sempre fico boiando

      • Poster Boy

        É um dispositivo da Apple para te ajudar a assistir TV

        • fão

          toma meu like

        • Jackson Freire

          Servirá necessariamente pra que funções?

      • João Grillo

        iWatch até o momento é apenas um rumor sobre um suposto dispositivo estilo relógio, fabricado pela Apple, com conexão de internet, GPS, um monitor cardíaco e outros sensores vitais, funções e aplicativos similares ao iPhone. O lançamento do iWatch, segundo fontes entrevistadas, fica para o final do ano. Mas são rumores!!!

    • Fer Schio

      Ditando tendencias? Nokias e Samsungs já têm esses sensores há dois anos, que, além de poderem ser utilizados por terceiros, garante um mapeamento de ambientes internos que sabe até o andar em que você está.

  • Bugala

    Mas que tal um termômetro real?!

    • Danilo Torres

      Não dá muito certo em smartphones, pois o aquecimento da bateria altera o valor real da temperatura.

      • Visitante

        Mas com o auxílio do sensor de inversão da polaridade térmica, este empecilho seria facilmente contornado.

        • Estudante de Med

          Recomendo você pegar um livro de física e da uma lida em Termologia, porque você inventar essa história de polaridade térmica ? Kkk agora o calor possui elétrons é ? Ligações de hidrogênio ? Força de wan

          • U

            Já sei você quer mensurar por algum isoporo radioativo de urânio, aonde ele emitiu partículas alfa e ionizou o ar, aí vc tem um microambiente polarizado .. Você até conseguiria verificar sua temperatura corpórea mais sofreria graves lesões cutâneas . No mas, pegue umo livro antes de falar tal léxico inexistente .

  • Thiago Lino

    Essa “política” da Apple para os aparelhos me parece contraditória no sentido de: “vamos socar várias coisas dentro do hardware, mas deixamos o aparelho com a mesma autonomia de bateria”. A autonomia atual dos iPhones ultimamente é péssima (com sorte, chega-se ao final do dia).

    • Aniello Greco

      A outra opção seria, vamos lançar o hardware com os mesmos recursos, mas vamos aumentar a autonomia da bateria.

      Se o público já reclama que os novos iPhones vem com “apenas” melhorias na câmera, processador, gráficos e quase nenhuma novidade, imagina se eles não “socassem várias coisas no hardware”.

      A pressão por novidades no mercado de smartphone é enorme. E não dá para incluir mais funções, melhorar especificações e aumentar a autonomia da bateria, tudo ao mesmo tempo. A equação não fecha.

      Comercialmente vale muito mais para a Apple que as novas gerações de iPhone façam coisas que as antigas não fariam do que ter um aparelho com o dobro de tempo de uso de bateria. Concordo que a duração da bateria de smartphones e similares é um ponto fraco (não só da Apple), mas sem uma mudança de tecnologia do funcionamento da bateria, esta situação vai perdurar.

      • Thiago Lino

        Acho que você me entendeu mal. Não sou contra a novas adições no iPhone, é sempre bom aos usuários. O problema é quando novas funções no hardware tomam espaço no aparelho enquanto a bateria fica por lá nas mesmas. No final, quem dita o quão funcional é o aparelho é a bateria. Todos os anos temos iPhones mais finos e com mais funcionalidades (não só no hardware) que consomem mais bateria e, por ora, até que a Apple não apresente alguma alternativa realmente nova, creio que o iPhone 6 (?) seguirá a mesma tendência.

        • Gustavo

          Thiago, adição de novos sensores não significa necessariamente que a bateria vai diminuir. O que gasta bateria é ficar chamando o processador A7 o tempo inteiro, mas se houver um co-processador de baixa energia, o gasto será mínimo. A Apple já fez isso com o M7 no iPhone 5S para os sensores de movimento, e acredito que deve acrescentar outros agora, para interpretação de voz, ou para esse altímetro e barômetro ai.

        • Anne Beatriz

          A bateria tem melhorado sim (o iphone 5 ficou mais fino porém mais alto, então a bateria pôde ser melhorada). O que eu acho que está ‘ferrando’ com tudo é que com melhor processamento os aplicativos estão cada vez mais completos e por isso drenando a bateria. O que falta creio eu, é uma tecnologia nova para as baterias, do jeito que está não dá pra ficar :S

  • Felipe

    Acho que vai ser em um iPhone mesmo

  • Bruno

    Que legal!
    Meus problemas acabaram…
    Agora o meu iPhone e o meu iPad vão poder me informar que aquela sensação de náuseas, tontura, cansaço e falta de ar, estão sendo causadas porque eu estou a 8000 metros acima do nível do mar, quando deveria estar fazendo um piquenique em Yosemite.
    Ele ainda vai poder me dizer que as pálpebras dos meus olhos estão coladas por causa do frio de -47°C que está fazendo fora da minha barraca.
    Será que vai dar pra acionar a Siri quando houver uma avalanche?

    • Victor

      Sua intenção de ironia foi ridicula. Já parou para pensar que não são apenas pessoas que vivem ao nível do mar que usam iOS? A Apple quer aumentar a qualidade e seu mercado, para isso tem que ter coisas especificadas para cada publico diferente. Imagina se ela pensasse como você…

      • Bruno

        Tem muita gente que não entende ironia, sarcasmo, este tipo de coisa. É uma deficiência cultural nossa. Nós, brasileiros, temos uma incapacidade de ver o debate, a troca de opiniões como algo que pode ser ácido, sarcástico, afiando, provocatório…Eu acho que todas estas coisas fazem parte do confronto de idéias. Eu sempre achei que idéia era uma coisa pra ser confrontada. Que você não devia buscar o consenso. E a ironia é uma arma que você pode usar para falar as coisas. Mas nem todos entendem a ironia. Pra quem faz a ironia é até melhor, é mais engraçado quando as pessoas não entendem e levam a sério o que você faz. É mais divertido.

        • Victor

          Se isso sua ironia foi uma piada, foi péssima.

        • Ironinho

          RARARARRARA MUITO ENGRAÇADO!!!

        • Igor Gaelzer

          Lol existem ironias boas, com algo relevante por trás, e outras ruins e vazias.

      • Igor Gaelzer

        Falar com gente que acha que “você não devia buscar o consenso” é a coisa mais estressante e sem fim que existe. Não adianta nem começar um debate, pois a pessoa vai se opor só porque acha que deve sempre se opor, e para isso muda o foco do assunto o tempo todo para que, independentemente do que você fale, ela tenha algo oposto a falar. Todos temos ideias diferentes sobre as coisas. Para mim, debates servem pra que se chegue, no final, a algum tipo de consenso. Este deveria ser o objetivo de debater, pelo menos.

        • Igor Gaelzer

          E mesmo que o consenso não exista no final (como muitas vezes acontece), apesar de você não chegar a um consenso, pelo menos o debate te forçou a pensar em outros ângulos e, espera-se, te fez aprender algo novo com a reflexão. Mas provavelmente você não concorde com isso…

  • Fabio

    Eu me refiria aos sensores, que já existem desde o s3 e s4.

  • Raul Mol

    A Nokia já tinha sensores no n95…

  • Antonio Frederico

    Não duvido nada de acharem esse código aqui no iOS10:

    NS_CLASS_AVALIABLE(NA,8_0)
    @interface CMCafeteira : NSObject

    /*
    * IsCafeteiraAvaliable
    *
    * Determina se o dispositivo está habilitado para fazer café
    */

  • Fer Schio

    “A Apple foi a primeira a incluir sensores em celulares.”

    Os Sony Ericsson’s mandaram lembranças!