DicasSegurançaTutoriais

[Guia BDI] Aprenda a minimizar as chances de comprar um iPhone roubado

Bloqueio de Ativação

Desde o iOS 7 e a invenção do Bloqueio de Ativação, aparecem diariamente nos comentários do Blog, no nosso Fórum, no Twitter e Facebook casos de leitores que compraram um iPhone bloqueado e não sabem o que fazer. A história é sempre algo como “Comprei um iPhone pela internet, e agora que fui atualizar pede a senha do iCloud do dono antigo, mas a pessoa que me vendeu não responde!“. Algumas variações incluem “Achei uma oferta boa no MercadoLivre, comprei o iPhone, mas ele está bloqueado!” e “O dono antigo disse que não sabe a senha do iCloud para destravar meu aparelho!“.

Infelizmente, comprar um iPhone usado pela internet está se tornando uma tarefa muito difícil. Especialmente em sites como o MercadoLivre, Bom Negócio e OLX, onde há mais pilantras por metro quadrado do que nos corredores de alguns edifícios governamentais. No entanto, existem algumas maneiras de se precaver contra dores-de-cabeça. Elas dão um certo trabalho, mas certamente será um esforço (e stress) muito menor do que ter de passar pela terrível experiência de comprar um iPhone roubado. Além, evidente, de isso ser um crime. Confira abaixo algumas dicas que podem ser muito úteis na hora de comprar um iPhone usado:

1 – Desconfie de preços muito baixos ou de histórias muito malucas

Não é tão raro encontrar ofertas incríveis em sites de produtos usados como um iPhone 5 por R$700 ou R$800. Apesar de ser virtualmente impossível a pessoa interessada sequer considerar que o preço tão abaixo da realidade é uma indicação de que existe algo errado, muita gente ainda cai neste golpe na esperança de ter tido a sorte de encontrar um ótimo negócio.

Porém, mesmo quando o preço de um aparelho roubado é parecido com o resto do mercado de usados, iPhones roubados sempre vem acompanhados de uma história estranha. Coisas como “Meu primo comprou e não gostou, então estou vendendo pra ele“, “Minha tia precisa urgente de dinheiro, então está vendendo o iPhone“, “Estou só com o aparelho, porque já vendi a caixa e os cabos” ou “Meu papagaio não se adaptou com a nova voz da Siri“. Familiares e amigos são a desculpa preferida dos vendedores de iPhones roubados. Se o papo do vendedor for muito enrolado, pule fora, mesmo que a oferta seja muito tentadora.

2 – Priorize fazer negócios em que você poderá retirar o iPhone pessoalmente

Isso lhe permitirá manipular o aparelho antes de comprá-lo. Muitas vezes basta ligar o iPhone para se deparar com a mensagem avisando que aquele aparelho é roubado, por vezes já exibindo o número de contato do antigo dono. Certifique-se de exigir que o aparelho esteja com bateria quando for encontrar o vendedor. Quem quer vender o próprio aparelho não se opõe a este tipo de pedido pois não tem nada a perder (ou temer) com esta situação.

3 – Escolha um local onde você possa fazer uma restauração do sistema

É uma prática muito comum entre compradores e vendedores marcar o encontro em um local público como um shopping center ou uma estação de ônibus, trem, metrô, etc. Apesar de ser uma decisão segura, pois fazer o negócio em um lugar movimentado evita problemas com assaltos e furtos, isso impede um exame mais aprofundado do aparelho, como por exemplo a restauração e desativação do Bloqueio de Ativação. Quem quer vender o próprio iPhone não irá se opor a fazer login no iCloud no aparelho para que você possa habilitar o telefone após uma formatação e restauração, já que você não terá acesso a essa senha, e não precisará mais dela depois disso.

4 – Procure comprar aparelhos de pessoas conhecidas

Nem todos que vendem aparelhos pela internet são golpistas, porém esta é mais uma situação em que os honestos sofrem por conta dos desonestos. Comprar um iPhone usado de um amigo, parente ou colega de escola e trabalho são boas opções, pois o próprio convívio lhe permitirá contatar o vendedor facilmente caso precise de alguma informação para poder utilizar seu iPhone plenamente.

A Apple vem dando bastante atenção para tentar resolver problemas deste tipo. Há algumas semanas a empresa, juntamente com outras grandes do mercado como Google e Microsoft, assinou um acordo que prevê que medidas práticas já estejam em vigor em junho de 2015 para tornar o roubo de smartphones um evento muito mais raro.

No entanto, este é um problema que todos nós também podemos ajudar a resolver, disseminando informação e ajudando a eliminar a demanda por aparelhos roubados. O primeiro passo é garantir que o seu iPhone esteja com o Buscar Meu iPhone ativado e atualizado, pois isso ajudará a aumentar as chances de recuperar seu aparelho caso ele seja roubado. Em seguida, procure sempre passar as recomendações acima para quem estiver pensando em comprar um iPhone usado. A informação é uma das maiores armas contra a pilantragem e por vezes é a única coisa que separa uma compra feliz de uma dor-de-cabeça.

Tags
Mostrar mais

Marcus Mendes

Publicitário formado pela ESPM-SP. Além do seu trabalho como motion designer, contribui com o Blog desde 2012 e é também um dos editores da Revista iThing. Não sabe dizer o que faz no tempo livre por não saber o que isso significa.

Artigos Relacionados